15 mil novos casos de câncer de boca são registrados no Brasil anualmente 148

Dado mostra lacuna existente na prevenção garantida por planos odontológicos

“O que acontece na sua boca, não fica apenas na sua boca”. Partindo deste pressuposto, a informação tomou conta do Café do Clube de Seguros e Benefícios do Rio Grande do Sul. João Rodrigo Levandowski, diretor comercial regional da MetLife, trouxe dados que impactaram ao seleto público de corretores que participou do encontro na sede da Federasul, em Porto Alegre.

É consenso que a saúde começa pela boca. Pequenas sujeiras na região da boca e nos dentes podem atingir outras áreas do corpo ao se desprenderem e percorrem a corrente sanguínea. Diabetes, complicações na gestação, infecção respiratória, doenças cardíacas e doenças da idade são algumas das enfermidades que podem se agravar por problemas na gengiva, dentes e boca.

Câncer de boca é algo que é identificado é tratado por dentista “é o sexto câncer mais frequente em homens e oitavo em mulheres, é um dos que há mais possibilidade de cura se tratado e identificado cedo”. “Não podemos esperar qualquer situação inesperada e diferente para procurar um dentista”, disse o executivo. Anualmente o Brasil registra 15 mil novos casos deste tipo de câncer.

O jogador Alexandre ficou tempos sem treinar por dores no joelho. Descobriram foco infeccioso na boca e três dias após o dentista identificar, ele voltou a jogar. “Para vocês verem, um problema que se possui na boca tirou um atleta de campo”, abordou Levandowski.

Mais da metade do País não vai ao dentista pelo menos uma vez ao ano, diz uma pesquisa realizada pela Revista Exame. O Brasil é a nação com mais dentistas do mundo, possuindo as melhores faculdades e universidades na área. Tudo isso mostra uma imensa oportunidade de negócios, principalmente em relação as Pequenas e Médias Empresas (PMEs). Segundos dados de estudo realizado em 2013, o pacote de benefícios é atraente para retenção de talentos, no Brasil, 49% respondeu que sim. “Se a empresa não tiver um bom pacote de benefícios, falo de grandes e pequenas empresas, ela não vai conseguir reter seus funcionários”, explicou. “Para a pequena empresa ser competitiva, ela tem sim que ter o plano odontológico para o seu quadro funcional”.

Os dados também apontam que um plano odontológico é o segundo benefício mais desejado por funcionários. Metade dos trabalhadores que possuem planos odontológicos no país o tem através da empresa em que trabalham. Tudo isso está relacionado com o crescente interesse nas modalidades realizadas através de desconto em folha. “O que muitas pessoas talvez não saibam, é que diferentemente do plano de saúde, o plano odontológico possui um custo extremamente baixo”. “Esse é um ponto muito importante para levar aos empregadores”, completou o palestrante.

Esta modalidade cresce 7% ao ano no Rio Grande do Sul. Apesar do número estar acima da média nacional, ainda existe um enorme espaço para crescimento. “Que tal trabalhar nossos lucros em tempos de crise? PME + Benefício Voluntário = dinheiro”, concluiu Levandowski.

Apenas 25% das pequenas e médias empresas possuem planos odontológicos. Nas multinacionais, o número salta para 77%. “Se vocês possuem plano de saúde e ele não possui odontológico, ele está incompleto”, reafirma. João Levandowski ainda aponta que o produto é de fácil contratação, pois, acima de 30 pessoas o plano odontológico não possui nenhum tipo de carência.

O evento, que arrecadou mais de 60kg de alimentos não perecíveis para destinar aos projetos apoiados pela Confraria Solidária (Confrasol), contou com a participação de diversos ícones do mercado segurador. Entre eles, o novo presidente do Sindicato das Seguradoras do Rio Grande do Sul, Guacir Bueno. Ricardo Pansera, presidente do Sindicato dos Corretores de Seguros, também esteve presente.

Café do CVG - MetLife

Travelers Seguros oferece seguro para salões de beleza 1567

Salão de Beleza

Apólices específicas para este mercado cobrem vários imprevistos que os donos de salões podem enfrentar

O Brasil é o maior mercado de negócios de beleza do mundo e movimenta cerca de R$ 12 bilhões por ano, segundo o Instituto Euromonitor. Para atender às necessidades desse segmento promissor, a Travelers Seguros oferece uma linha completa de produtos personalizados para segurar os riscos específicos enfrentados pelos salões de beleza, como acidentes com funcionários, roubos, incêndios e ações judiciais.

“Embora o negócio de salões de beleza ofereça grandes oportunidades para empreendedores como eu, também apresenta muitos desafios”, afirmou Alessandra Fernando, sócia do salão Fama, em São Paulo. “No início, achávamos que o seguro era uma despesa desnecessária, e acabamos comprando apenas para ter tranquilidade. Ainda bem que fizemos essa escolha, porque depois fomos roubados e alguns computadores e equipamentos foram levados. Felizmente, nossa perda foi mínima porque todos os itens roubados estavam segurados. Depois dessa experiência, adicionamos mais coberturas”, diz.

“Os salões de beleza, de todos os portes, estão expostos a muitos riscos e assim como outros negócios necessitam de proteção correta”, explica Leonardo Semenovitch, diretor geral da Travelers no Brasil. “Garantir proteção adequada é um primeiro passo muito importante para qualquer proprietário de salão de beleza, para mitigar potenciais perdas”, continua.

Para ajudar os salões a minimizar riscos, a Travelers recomenda as seguintes precauções:

  • Armazene toalhas sujas e lixo em recipientes fechados para evitar a contaminação dos clientes e manter a limpeza e organização do salão;
  • Sempre pergunte ao cliente sobre alergias e sensibilidade;
  • Siga cuidadosamente as instruções de uso dos produtos;
  • Mantenha o registro de compras de todos os produtos utilizados no salão;
  • Inspecione periodicamente as cadeiras elevatórias para prevenir algum tipo de defeito e evitar que o cliente se machuque;
  • Proteja os secadores com um disjuntor automático para evitar o superaquecimento;
  • Dimensione devidamente os sistemas elétricos para evitar sobrecarga na rede e consequentemente curtos e incêndios;
  • Posicione os extintores de incêndio de forma estratégica e treine todos os funcionários para utilizá-los e garantir uma rápida resposta em casos de incêndio;
  • Inspecione com frequência os aparelhos elétricos para evitar que hajam fios desencapados que possam eletrocutar clientes e funcionários;
  • Garanta acesso livre às saídas de emergência para que as pessoas possam sair sem dificuldade.

Congresso Sul Brasileiro reserva espaço para debates 1767

Arquivo JRS

Brasesul fortifica relacionamento entre profissionais do setor

A proximidade entre corretores de seguros e seguradores é um dos principais atrativos do Congresso Sul Brasileiro de Corretores de Seguros (Brasesul), que acontece a partir desta quinta, em Florianópolis (SC).

Saiba mais: Seguradoras participam em peso do Brasesul.

Para enfatizar esse relacionamento, os Sincor-SC, Sincor-PR e Sincor-RS, entidades idealizadoras do congresso, prepararam um painel especial para o segundo dia do evento. Intitulado “Painel das Seguradoras e Corretores de Seguros”, terá como mediador convidado o presidente em exercício da Fenacor, Robert Bittar, e contará com as apresentações dos dirigentes de grandes companhias, falando sobre os planos de suas empresas para aprimorar a parceria com os profissionais da corretagem nos próximos anos.

Confira a programação completa do Congresso Sul Brasileiro

Sob o tema “O que podemos esperar do futuro – caminhos, alternativas e soluções”, as apresentações serão focadas em como a relação com o corretor, peça-chave para o desenvolvimento do mercado, é vista pelas principais seguradoras. O painel terá espaço para perguntas do público, que serão feitas via WhatsApp.

Sindicatos das seguradoras promovem encontro no RS 6697

Presidentes e grandes nomes do setor participaram de importantes discussões

Os Sindicatos das Seguradoras estão sempre atentos às transformações e discussões que dominam o mercado brasileiro de seguros. Neste sentido, na última sexta-feira (06), teve início mais um encontro dos presidentes dessas entidades.

Nomes como Mauro César Batista, presidente da entidade em São Paulo; João Possiede, presidente da entidade no Paraná e Mato Grosso; Rogerio Spezia, presidente do sindicato em Santa Catarina; Mucio Novaes, presidente nas regiões Norte e Nordeste; além de demais executivos e presidentes de Sindsegs nas demais partes do Brasil, marcaram presença nas terras frias do Rio Grande do Sul.

“Tivemos um grande dia de trabalhos. Nossas pautas normalmente visam integração e interação das ações com trocas de experiências e decisões de medidas futuras entre os presidentes dos Sindicatos das Seguradoras do Brasil”, comentou Guacir de Llano Bueno, presidente do Sindseg/RS.

Encontro de presidentes e executivos dos Sindsegs – Todas as imagens:

Chubb Brasil nomeia novo Vice Presidente de P&C 1768

Chubb

Companhia foca em serviços superiores aos clientes

Leandro Martinez é o novo vice-presidente de Subscrição de P&C da Chubb Brasil
Leandro Martinez é o novo vice-presidente de Subscrição de P&C da Chubb Brasil

A partir de julho, Leandro Martinez assume a Vice-Presidência de Subscrição de P&C da Chubb Brasil, reportando-se diretamente ao Presidente Executivo da Chubb Brasil, Antonio Trindade e funcionalmente a Pablo Korze, Vice Presidente Sênior de P&C Commercial.

Leandro será responsável pelo P&L de Global, Middle Market/SME e Resseguros. O executivo está na companhia desde janeiro de 2011, e em agosto de 2014, passou a desempenhar o papel de Vice Presidente Regional de Linhas Financeiras, onde contribuiu com desenvolvimento das carteiras de D&O, PI, FI e Cyber na América Latina.

Leandro é advogado, pós-graduado em Direito Civil e de Empresas, com MBA pela FGV e extensões em mercado de capitais pela Escola Superior de Advocacia da OAB de São Paulo.

Toda mudança realizada na Chubb tem como objetivo garantir uma subscrição e execução superiores, bem como a entrega de um serviço superior para os seus clientes.

Sustentare alcança marca de 100 Unidades de Negócios 2185

Empresa expandiu também em Santa Catarina

Marcos Stock Trevisan é CEO da Sustentare Seguros
Marcos Stock Trevisan é CEO da Sustentare Seguros.

A Sustentare Seguros atingiu a marca de 100 Unidades de Negócios no fechamento do primeiro semestre do ano. Os escritórios estão concentrados no Rio Grande do Sul e Santa Catarina. “Batalhamos bastante para chegar a esta marca porque entendemos que ainda há muito potencial para crescer. Estas Unidades estão somando forças junto conosco e nos ajudando a cada vez mais entregar um serviço de qualidade”, destaca o CEO da Sustentare Seguros, Marcos Stock Trevisan.

Alcançar este número foi possível graças à meta traçada pela empresa no final do ano passado, com uma operação de expansão planejada no estado vizinho, que hoje já conta com vinte corretores. “Tudo isso aconteceu depois termos ficado 2016 sem colocar nenhum parceiro, modificando nosso regime fiscal e contratos. Já em 2017 houve um aumento considerável do número de Unidades e agora em 2018 foi momento de colocar cada vez mais parceiros, com frentes de expansão nos dois estados da região Sul”, comenta.