Atleta do Cruzeiro e tanzaniana vencem a etapa Belo Horizonte do Circuito da Longevidade​ 360

Maratona é promovida pelo Grupo Bradesco Seguros

Com forte participação dos atletas de elite da modalidade (21, no total), a Praça Nova da Pampulha, em Belo Horizonte (MG), recebeu, na manhã deste domingo (24), a terceira etapa da temporada de 2016 do Circuito da Longevidade, promovido pelo Grupo Bradesco Seguros. Na prova masculina, o pernambucano José Marcio Leão, atleta do Cruzeiro Esporte Clube, foi o grande vencedor, com tempo de 17’03”, seguido por Ederson Vilela Pereira, atleta Bradesco Seguros, com 17’15”. Entre as mulheres, a tanzaniana Angelina Daniel Tsere mostrou que veio bastante preparada para esta temporada e venceu sua terceira etapa do Circuito da Longevidade no ano, completando o percurso de 6 km em 20’46”.

“Foi uma prova difícil, com participação de grandes atletas. Costumo correr provas maiores, de 10 km, por exemplo. Então, vencer em um circuito como este, tendo como adversários o Ederson e outros atletas estrangeiros, é uma felicidade muito grande”, comentou José Marcio Leão.

Vencedor da etapa de Brasília deste ano e de sete etapas em 2015, o atleta Bradesco Seguros Ederson Vilela Pereira obteve novamente a segunda colocação, com o tempo de 17’15”. A mesma posição havia sido conquistada na etapa anterior, em Goiânia. Em terceiro lugar ficou Augustino Paulo Sulle, com 17’22”, seguido por Cosme Ancelmo de Souza, também atleta Bradesco Seguros, que obteve a quarta colocação, com 17’38”. Completou o pódio na elite masculina o atleta Valdir Sérgio de Oliveira, do Cruzeiro Esporte Clube, com 17’46”.

“Participei de uma prova na última quinta-feira e isso pesou um pouco no meu rendimento hoje. Esperava vencer, mas, de toda forma, estou feliz com este segundo lugar. Conquistei a etapa de Brasília este ano e espero alcançar a minha marca de 2015, quando obtive sete vitórias na temporada”, avaliou Ederson Vilela Pereira.

Na prova feminina, a segunda posição ficou com a queniana Caroline Jepkemei Kimosop, com 21’01”. Ela foi seguida por Fernanda Raimunda Soares (21’03”), pela atleta Bradesco Seguros Adriana Cristina Silva da Luz (21’07”) e por Larissa Marcelle Moreira Quintão (22’03”), que completou o pódio.

“O clima estava ótimo e vim bastante confiante para esta prova. Estou muito feliz por ter conquistado a minha terceira vitória na temporada”, afirmou a grande vencedora, Angelina Daniel Tsere.

Após a corrida, saiu o grupo da caminhada, com participantes vindos de diversas cidades da região. Eles percorreram 3 km em volta da Lagoa da Pampulha. Ao todo, mais de 4 mil pessoas participaram da etapa Belo Horizonte do Circuito da Longevidade. A dupla de mascotes dos Jogos Rio 2016, Vinicius e Tom, marcou presença no evento, acompanhada de Ginga, do Time Brasil. Além de interagir com o público, os três deram a largada da prova de corrida e da caminhada. Vinicius e Tom estão presentes no uniforme de participação do evento, reforçando que a marca Bradesco Seguros é a seguradora oficial e patrocinadora dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016.

Para os inscritos, foram oferecidos teste de pisada, avaliação física, massagem e bicicletário. Por meio de um equipamento de última geração, os interessados tiveram acesso a uma série de dados sobre sua condição física e receberam orientações de profissionais especializados para potencializar o treino e ganhar mais qualidade de vida. Já no teste da pisada, os participantes foram orientados a utilizar o tênis mais adequado ao seu passo. Todas as etapas do Circuito da Longevidade contam, também, com um bicicletário especial do “Movimento Conviva”, uma iniciativa do Grupo Bradesco Seguros para incentivar a convivência harmoniosa entre ciclistas, motoristas, motociclistas e pedestres.

Este foi o sétimo ano consecutivo que Belo Horizonte recebeu o Circuito da Longevidade, criado em 2007 com o objetivo de sensibilizar o público para a prática de atividade física como um dos pilares para a conquista da longevidade com saúde, bem-estar e qualidade de vida. O Circuito da Longevidade é promovido pelo Grupo Bradesco Seguros em Minas Gerais, Rio Grande do Sul, Bahia, Porto Alegre, Distrito Federal, Goiás, São Paulo e Rio de Janeiro. Desde a primeira edição, o evento já foi realizado em 19 cidades, reunindo mais de 350 mil inscritos.

Resultado da Prova

Corrida – Prova Masculina
Classificação Nome Tempo
1 Jose Marcio Leao da Silva 17’03”
2 Ederson Vilela Pereira 17’15”
3 Augustino Paulo Sulle 17’22”
4 Cosme Ancelmo de Souza 17’38”
5 Valdir Sérgio de Oliveira 17’46”
Corrida – Prova Feminina
Classificação Nome Tempo
1 Angelina Daniel Tsere 20’46”
2 Caroline Jepkemei Kimosop 21’01”
3 Fernanda Raimunda Soares 21’03”
4 Adriana Cristina Silva da Luz 21’07”
5 Larissa Marcelle Moreira Quintão 22’03”

Esporte com responsabilidade social

O valor equivalente ao da renda obtida será destinado a uma entidade indicada pela prefeitura de Belo Horizonte. A ação se repete em todas as cidades onde o Circuito da Longevidade é realizado e tem como objetivo canalizar recursos para projetos que privilegiem a inclusão e o atendimento de pessoas carentes. Desde que foi criado, mais de R$ 2,6 milhões já foram distribuídos.

Longevos foram homenageados

Os mais longevos da corrida e da caminhada receberam troféus e homenagens no palco. Orlandino Martins, de 72, foi o longevo mais rápido a completar os 6 km da prova de corrida. Ele fez o tempo de 27’35”. Entre as mulheres, a mais longeva foi Maria Auxiliadora Araújo de Oliveira, de 78 anos, que fez o tempo de 56’06”. Na caminhada, destacou-se Geralda de Jesus, de 89 anos. A manhã na Praça Nova da Pampulha foi animada também com aula de zumba fitness e ritmos variados.

Corrida e caminhada

A prova de corrida tem caráter competitivo, com participação de atletas de elite brasileiros e estrangeiros, além de amadores e iniciantes. Os cinco primeiros colocados, nos pelotões masculino e feminino, recebem R$ 23 mil em prêmios, divididos da seguinte forma: R$ 5 mil (1º lugar), R$ 3 mil (2º lugar), R$ 2 mil (3º lugar), R$ 1 mil (4º lugar) e R$ 500 (5º lugar), livres de impostos, além de troféus e medalhas. Desde o início do projeto, foram pagos R$ 2,1 milhões em premiações.

Já a caminhada tem foco maior naqueles que não praticam exercício físico com regularidade, com a presença de participantes de todas as faixas etárias, de crianças a idosos. O objetivo é estimular os que caminharam para que, em uma próxima oportunidade, possam participar correndo. Os mais longevos têm destaque especial. Eles são homenageados, no pódio, com troféus e medalhas. Com essa ação, o Grupo Bradesco Seguros dá visibilidade aos longevos que, por meio do exercício físico, conquistaram uma vida saudável.

*Adaptado de Diferencial Editoração.

Chubb Brasil nomeia novo Vice Presidente de P&C 1021

Chubb

Companhia foca em serviços superiores aos clientes

Leandro Martinez é o novo vice-presidente de Subscrição de P&C da Chubb Brasil
Leandro Martinez é o novo vice-presidente de Subscrição de P&C da Chubb Brasil

A partir de julho, Leandro Martinez assume a Vice-Presidência de Subscrição de P&C da Chubb Brasil, reportando-se diretamente ao Presidente Executivo da Chubb Brasil, Antonio Trindade e funcionalmente a Pablo Korze, Vice Presidente Sênior de P&C Commercial.

Leandro será responsável pelo P&L de Global, Middle Market/SME e Resseguros. O executivo está na companhia desde janeiro de 2011, e em agosto de 2014, passou a desempenhar o papel de Vice Presidente Regional de Linhas Financeiras, onde contribuiu com desenvolvimento das carteiras de D&O, PI, FI e Cyber na América Latina.

Leandro é advogado, pós-graduado em Direito Civil e de Empresas, com MBA pela FGV e extensões em mercado de capitais pela Escola Superior de Advocacia da OAB de São Paulo.

Toda mudança realizada na Chubb tem como objetivo garantir uma subscrição e execução superiores, bem como a entrega de um serviço superior para os seus clientes.

Dicas para investir e ir às Olimpíadas no Japão, em 2020 1645

Tokyo

Quem não foi à Rússia, pode aportar em fundos cambiais para realizar sonho de fazer parte da torcida brasileira

Quem gosta de grandes eventos esportivos, mas não conseguiu ir para a Rússia, pode se preparar para as Olimpíadas do Japão, em 2020. De acordo com a Mapfre Investimentos, existem boas alternativas para fazer o dinheiro render e fazer parte da torcida brasileira do outro lado do mundo.

Antes de realizar uma aplicação, é necessário definir o montante necessário para o passeio, considerando o valor em moeda estrangeria – já que a viagem é para o exterior– e o tempo disponível até o embarque, neste caso, dois anos. “O fundo deve ter pouco risco para não comprometer o volume de dinheiro essencial para viajar. A recomendação é seguir o planejamento de investir parte em fundo cambial e parte em fundos de renda fixa”, explica Carlos Eduardo Eichhorn, diretor de gestão de recursos da Mapfre Investimentos.

“Os fundos cambiais são uma opção segura e rentável, porque garantem o poder de compra em dólares e liquidez para a data estimada da viagem. Além disso, também não há a cobrança do spread exigido pelas casas de câmbio”, completa.

Já os fundos de renda fixa são os mais populares entre os brasileiros. São veículos de investimento com menos risco e que podem ser compostos por títulos públicos e de crédito, com o objetivo de rentabilidade associado ao Certificado de Depósito Interbancário (CDI).

Sustentare alcança marca de 100 Unidades de Negócios 1655

Empresa expandiu também em Santa Catarina

Marcos Stock Trevisan é CEO da Sustentare Seguros
Marcos Stock Trevisan é CEO da Sustentare Seguros.

A Sustentare Seguros atingiu a marca de 100 Unidades de Negócios no fechamento do primeiro semestre do ano. Os escritórios estão concentrados no Rio Grande do Sul e Santa Catarina. “Batalhamos bastante para chegar a esta marca porque entendemos que ainda há muito potencial para crescer. Estas Unidades estão somando forças junto conosco e nos ajudando a cada vez mais entregar um serviço de qualidade”, destaca o CEO da Sustentare Seguros, Marcos Stock Trevisan.

Alcançar este número foi possível graças à meta traçada pela empresa no final do ano passado, com uma operação de expansão planejada no estado vizinho, que hoje já conta com vinte corretores. “Tudo isso aconteceu depois termos ficado 2016 sem colocar nenhum parceiro, modificando nosso regime fiscal e contratos. Já em 2017 houve um aumento considerável do número de Unidades e agora em 2018 foi momento de colocar cada vez mais parceiros, com frentes de expansão nos dois estados da região Sul”, comenta.

AIG conclui a aquisição da Validus 960

Aquisição

Transação foi anunciada em janeiro

A AIG anunciou na quarta-feira a finalização do processo de aquisição da Validus Holdings Ltd. (“Validus”), após aprovações regulatórias e dos acionistas da Validus. A transação foi anunciada pela primeira vez em 22 de janeiro de 2018.

Como parte da AIG, a Validus acrescenta franquias atraentes e diversificadas ao portfólio da companhia, incluindo a Validus Re, plataforma líder de resseguro; AlphaCat, gestor de ativos de títulos ligados a seguros; Talbot, consórcio do banco Lloyd; Western World, especialista nos Estados Unidos em riscos comerciais para pequenas e médias empresas; e Serviços de Riscos Agrícolas, que fornecem acesso ao mercado norte-americano de seguros agrícolas.

“Estamos muito felizes em receber a Validus. A experiente equipe e seus negócios complementares nos ajudarão a gerar um crescimento sustentável e lucrativo, à medida que continuamos a gerar valor aos nossos acionistas”, disse Brian Duperreault, CEO e Presidente da AIG.

De acordo com Peter Zaffino, CEO da área de Seguros Gerais da AIG, “o trabalho com o time da Validus deve expandir as capacidades e valores entregues aos clientes e corretores parceiros. Os negócios da Validus serão imediatamente acrescentados à atuação de Seguros Gerais da AIG, já que eles já fazem parte da AIG oficialmente.”