“Solvência forte e taxa de sinistralidade estável são pontos positivos do mercado brasileiro”, diz Coriolano 91

Afirmação do presidente da CNseg aconteceu durante congresso da COPAPROSE, no Rio

O presidente da Confederação Nacional das Empresas de Seguros Gerais, Previdência Privada e Vida, Saúde Suplementar e Capitalização (CNseg), Marcio Coriolano, disse, durante a abertura do XXVI Congresso Pan-americano de Produtores de Seguros da COPAPROSE Brasil 2016, que o evento chega a sua 26ª edição com um duplo significado especial. Segundo ele, o primeiro, pela oportunidade de fortalecer a região constituída pelo bloco “latino-americano estendido”, que agrega Espanha e Portugal, em face de um mundo no qual se reposicionam novos blocos econômicos, baseados em identidades culturais e geográficas. E o segundo, por ter ocorrido em um momento de contração econômica da região, particularmente no Brasil.

Em sua fala, Coriolano frisou que, historicamente, o mercado segurador tem demonstrado resiliência a crises. “O setor de seguros pode contribuir decisivamente para viabilizar políticas contracíclicas no continente”, observou, levando em consideração a capacidade do setor de seguros de proteger patrimônios e rendas. “Por se constituir como um grande investidor institucional, o mercado é capaz de carrear poupanças que podem se transformar em investimentos de infraestrutura e outros negócios”, sinalizou ao lado da presidente da Federação Interamericana das Empresas de Seguros (Fides), Pilar González de Frutos, do presidente da Associação de Supervisores de Seguros da América Latina (Assal), Carlos Pavez, do titular da Superintendência de Seguros Privados (Susep), Roberto Westenberger, e do presidente do Comitê Executivo da Confederação Pan-americana de Produtores de Seguros (COPAPROSE) e da Federação Nacional dos Corretores de Seguros (Fenacor), Armando Vergílio.

Durante o painel ‘Possíveis Cenários Econômicos: uma visão pan-americana’, Coriolano destacou que, em relação aos prêmios de seguro, o Brasil vem crescendo mais do que a América Latina, mas ressaltou que o País passa por um cenário conjuntural delicado, com projeção de redução do Produto Interno Bruto (PIB) de 3,7%, podendo alcançar 4%, e uma taxa de desemprego que pode chegar a 11% até o fim do ano. “Sem dúvidas, o crescimento da renda dos brasileiros na última década ajudou a alavancar o setor de seguros, mas agora vivemos uma grade reversão de expectativas”, salientou, pontuando que o mercado segurador responde de forma desajustada aos ciclos econômicos. “Apesar da crise, o mercado cresceu mais de 11% em 2015. Foram dois os ramos que contribuíram para este incremento: a Saúde Suplementar e os planos de acumulação (PGBL e VGBL), que oferecem incentivos fiscais muito bons”, enumerou.

Em relação ao perfil do mercado segurador brasileiro, Coriolano afirmou que o País mantém uma taxa de sinistralidade estável e tem um padrão de solvência muito forte, o que é uma segurança adicional para o mercado. “Se não houvesse esse provisionamento, o Brasil estaria sofrendo muito mais. Somos dependentes das políticas governamentais ativas e é nosso dever cobrar do governo políticas anticíclicas, que ajudem a minimizar os efeitos dos ciclos econômicos”, observou, considerando que o setor de seguros ainda está em situação bem melhor que outros, como o da indústria de transformação, de produtos e bens duráveis e da automobilística.

Coriolano finalizou a sua apresentação com uma reflexão sobre como o setor pode alavancar a economia. “Quanto mais proteção requerida, mais ativos protegidos. Como o seguro é o maior investidor institucional da economia internacional, as atividades protegidas pelo seguro precisam reter menos capital”, concluiu, citando ainda cinco requisitos que ele considera fundamentais para uma nova jornada de crescimento: 1) Estabilidade regulatória; 2) Regulação contracíclica; 3) Redução de custos de observância; 4) Ampliação de canais de acesso; e 5) Comunicação e educação em seguro. Coriolano pediu ao público presente para que o evento fosse registrado e lembrado como ‘Congresso Marco Antonio Rossi’, pela contribuição que ele deu para o mercado segurador brasileiro e para Fides, onde estendeu os seus “tentáculos” de administrador talentoso, aguerrido e comprometido com a causa da integração latino-americana do mercado de seguros.

O XXVI Congresso Pan-americano de Produtores de Seguros, promovido pela COPAPROSE e pela Fenacor, reuniu, entre os dias 20 e 22 de abril, em Copacabana, no Rio de Janeiro, representantes do mercado segurador da América Latina, Espanha e Portugal. O evento teve como tema central ‘Para onde caminha o Seguro na América Latina?’ e propôs uma reflexão sobre as perspectivas do setor de seguros para os próximos anos, diante de um cenário econômico instável e de profundas mudanças na sociedade.

*Com informações de Assessoria de Comunicação Externa – CNseg.

GBOEX apresenta o novo Portal do Associado: prático e inovador 3151

Espaço foi pensado para manter desempenho em computadores e smartphones

O GBOEX – Previdência e Seguro de Pessoas – está sempre inovando seus produtos e serviços, para garantir o melhor atendimento aos seus clientes. Recentemente apresentou o novo Portal do Associado: além do design moderno e clean, está mais fácil localizar informações de interesse, atualizar dados cadastrais, consultar benefícios e vantagens.

O Portal foi planejado pensando na melhor experiência para os seus usuários, mantendo excelente desempenho tanto em acessos pelo desktop ou notebook, quanto em dispositivos móveis, como celular e tablet.

Outra novidade é que esse espaço agora contempla recursos de acessibilidade, como a possibilidade de aumento das fontes. “Buscamos sempre aprimorar as formas de comunicação com os nossos associados. O Portal está mais intuitivo, facilitando e atendendo as necessidades de todos os perfis de usuários”, explica a Assessora de Marketing e Comunicação do GBOEX, Ana Maria Pinto. Além de todas essas vantagens, a segurança das informações disponibilizadas são garantidas pelo certificado digital.

O GBOEX completa 105 anos em maio de 2018, e sua missão é garantir aos seus associados a segurança que a sua família merece.

GBOEX – Tradição, solidez e segurança, valores que fazem a diferença na vida de muitas pessoas.

Generali lança perfil no Spotify 2946

Ideia é posicionar marca e demonstrar visão positiva do mercado de seguros

A Generali Brasil Seguros, subsidiária brasileira da Generali e uma das principais seguradoras do mundo, lançou no dia 21, quarta-feira, seu perfil no aplicativo de música Spotify. Com as playlists “Meu Caminho Generali”, “Meu Tempo Generali”, “Meu Foco Generali” e “Generali do Brasil”, com duração média de 1h, a Companhia inova suas opções de comunicação com o público, de uma forma atrativa e divertida.

A Generali utilizará o perfil no aplicativo para ampliar a visibilidade da marca e permitir interações positivas no ambiente digital. Também irá transmitir o posicionamento da marca e demonstrar a visão positiva do mercado de seguros.

“Essa parceria com o Spotify mostra que a Generali enxerga a necessidade de apostar em novas formas de integrar a vida real e digital das pessoas a fim não só de protegê-las, mas também de participar ativamente do dia a dia de cada uma. Nosso intuito é ampliar nossos canais para milhões de pessoas mostrando por que a Generali é uma das maiores seguradoras mundiais”, afirma Michele Cherubini, Head de Marketing e Comunicação Externa.

Grupo Life Brasil comemora bons resultados em Florianópolis 6627

Colaboradores e parceiros participaram do encontro

O Grupo Life Brasil levou parceiros e colaboradores para uma incrível experiência no Resort Costão do Santinho, em Florianópolis, no último final de semana. Além da presença de parceiros de companhias e outras empresas de prestação de serviços, a empresa levou colaboradores para comemorar os bons resultados de 2017.

“As experiências que vivemos durante o ano, muitas vezes não conseguimos devolver e esse evento marca a história que estamos construindo. Em junho nossa operação faz 20 anos e eu tenho 25 anos de seguro, já vi muita coisa e sei que a união do nosso time atualmente é o que merece que nós brindemos e comemoraremos”, destacou o Chairman Alberto Júnior. “Todos fazem parte dessa história, essa é a consolidação do nosso trabalho”, acrescentou.

Um momento especial aconteceu no sábado, em que o Grupo Life Brasil reconheceu os destaques entre seus colaboradores com o Top Life Brasil, em uma noite de gala, organizada nos mínimos detalhes pela executiva Mariângela Rosa e sua equipe. Parceiros comerciais também foram homenageados, como o GBOEX, Mongeral Aegon e JRS.

Imagens – Top Life Brasil:

Um novo corretor de seguros para o mercado de vida? Ou um novo mercado para este corretor? 8658

Wagner Torres

Wagner Torres abriu as atividades do CVG/RS em 2018

Um grupo seleto de corretores e operadores do mercado de seguros acompanhou a abertura das atividades do Clube de Seguros de Vida e Benefícios do Rio Grande do Sul (CVG/RS) em 2018. O momento aconteceu no Clube do Comércio, localizado no Centro Histórico de Porto Alegre, na manhã desta terça-feira.

“Um novo corretor de seguros para o mercado de vida? Ou um novo mercado para este corretor?”. Foi com este questionamento que o gerente executivo da diretoria geral de Vida da Mapfre Seguros, Wagner Torres, deu início a apresentação onde correlacionou diversos fatores chave para o crescimento da participação dos seguros no Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro.

Na visão do especialista a solução não é a venda casada, e sim, a conscientização da importância do seguro de vida na manutenção das famílias.

Torres ainda apresentou alguns dados que evidenciam o panorama geral do seguro no Brasil, e, principalmente, quem é o corretor de seguros da atualidade. Segundo o executivo, 65% das receitas das corretoras são oriundas de negócios com Pessoas Físicas. O faturamento de até R$ 20 mil é registrado em mais de 60% dos casos.

Ainda na sequência de dados sobre os corretores, Wagner Torres evidenciou que a grande maioria das operações de corretoras são familiares, 66% funcionam com até 5 pessoas trabalhando – 5 também é o número médio de seguradoras que 78% dos profissionais da corretagem trabalham.

Palestra com Wagner Torres no CVG/RS – Todas as imagens

Corretores da Grande Porto Alegre prestigiam novidades da Mapfre 12913

Nomes importantes do mercado da região participaram de almoço no Restaurante Casa do Marquês

Nesta quarta-feira, 7, os corretores de seguros da Grande Porto Alegre prestigiaram ação da Mapfre Seguros, com foco nos produtos de Vida. Na oportunidade, o diretor territorial Sandro Pinto de Moraes e a executiva Katiane Frigulha elencaram pontos em que a companhia inovou nas apólices do ramo. O encontro faz parte dos planos de aproximação da companhia com os profissionais do Rio Grande do Sul, conforme JRS mostrou em recente reportagem.

“Realmente precisamos estar juntos aos corretores e demonstrar as oportunidades de negócio que estes produtos disponibilizam aos profissionais. Além da rentabilidade, fica evidenciado o cunho social que este tipo de apólice tem na vida de todos”, contou Moraes ao lembrar da baixa adesão do brasileiro aos planos de seguro de vida.

Durante a fala dos executivos, ficou evidenciada a importância do corretor profissional de seguros centralizar a carteira, de modo que a gestão de riscos do segurado passe por este profissional.

No mês de março as mulheres são foco da companhia, que destaca diversas vantagens do Mapfre Vida Mulher. O produto é específico para o público feminino e conta com cobertura de diversos itens específicos, como em casos de câncer do colo do útero, mama, entre outros.

Encontro da Mapfre Seguros em Porto Alegre – Todas as imagens:

Queremos conhecer ainda mais nosso público, participe da pesquisa de opinião! (Leva menos de 2 minutos)Participar
+