Giro: Capitalização distribui R$ 135 milhões em prêmios no primeiro bimestre 163

Confira as principais notícias no #GirodoMercado desta terça-feira, 26 de abril

Capitalização distribui R$ 135 milhões em prêmios no primeiro bimestre

cofreporco

As 17 empresas que integram a Federação Nacional de Capitalização (FenaCap) distribuíram juntas, até o mês de fevereiro, mais de R$ 135 milhões em prêmios para clientes de títulos de capitalização de todo o Brasil. O montante representa um crescimento de 47,2% em relação ao mesmo período de 2015 e equivale à entrega de R$ 5 milhões em prêmios por dia útil do período. A receita global do segmento registrou um crescimento de 3,4% em relação ao primeiro bimestre de 2015, alcançando R$ 3,072 bilhões. O volume das reservas técnicas – valores acumulados pelos clientes e que serão resgatados ao fim do prazo de vigência dos títulos – também cresceu, alcançando R$ 30,5 milhões, avanço de 1,7%. O montante de resgates no período foi de R$ 3,007 bilhões, valor 23,1% superior ao registrado no mesmo período do ano passado. Ao avaliar uma retomada do crescimento das receitas e das reservas, mesmo em meio ao período de instabilidade, o presidente da FenaCap, Marco Antonio Barros, diz que o fato reforça a tese de que as pessoas estão buscando formar reservas e manter as suas economias guardadas por mais tempo, para fazer frente a possíveis emergências financeiras. “Além de contribuir para a formação de uma reserva os títulos de capitalização ainda oferecem a chance de o cliente ser sorteado, o que é um atrativo adicional indiscutível, pois trata-se da possibilidade de multiplicar o valor economizado”, diz Marco Antonio Barros.

STJ concede decisão favorável à Odontoprev

martelojuridico

A Odontoprev recebeu decisão favorável do STJ em relação a uma pendência fiscal herdada da Bradesco Dental, que foi incorporada pela empresa em 1º de julho de 2010. A corte determinou que a Odontoprev não é obrigada a recolher a previdência social de prestadores de serviços da rede. Com isso, a empresa deixará de desembolsar R$ 41,2 milhões.

Sincor-GO lança nova edição do Banco de Talentos

Integrando a programação de atividades em comemoração aos seus 30 anos de fundação, o Sincor-GO realiza no dia 09 de maio o lançamento de mais uma edição do programa Banco de Talentos/Amigo do Seguro. O evento ocorrerá a partir das 7h30, na sede do sindicato, em Goiânia. Fruto de parceria com a Escola Nacional de Seguros (Funenseg) e o Sindseg MG/GO/MT/DF, o Banco de Talentos visa a capacitação de jovens para atuação no ramo de seguros por meio do curso de Assistente Técnico (AT). Este ano, após a realização de duas turmas do curso em Goiânia, o projeto foca no interior de Goiás e leva a capacitação às quatro Diretorias Territoriais do sindicato, localizadas em Anápolis, Catalão, Itumbiara e Rio Verde. O início das aulas está previsto para setembro de 2016. As inscrições serão disponibilizadas no site do Sincor-GO a partir de 15 julho, com encerramento previsto para 15 de agosto. Ao todo, serão 28 horas-aula de capacitação. Poderão participar do curso jovens de 16 a 22 anos, com vistas a conquista do primeiro emprego. Na programação, os alunos terão acesso aos conceitos básicos sobre o mercado de seguros, legislação do segmento, Código de Defesa do Consumidor, cálculos de seguros, atendimento ao público e noções de informática e ética.

Juliana Pereira é homenageada pela CNseg durante assembleia da Assal

juliana_assal_gd

A secretária da Secretaria Nacional do Consumidor (Senacon), Juliana Pereira, após sua participação em painel na 27ª Assembleia Anual da Associação de Supervisores de Seguros da América Latina (Assal), dia 20, no Rio, foi homenageada pela CNseg, representada por seu presidente, Marcio Coriolano, e sua vice-presidente, Solange Beatriz Palheiro Mendes. Juliana, que está encerrando seu ciclo à frente da Senacon, recebeu uma placa comemorativa “pelo sólido legado que sua gestão construiu à frente da Senacon” e por sua “seriedade de propósitos, responsabilidade nas ações, coragem nas decisões e capacidade de diálogo transparente que emolduram sua brilhante carreira”. A secretária da Senacon já participou de diversos eventos da CNseg, que tem a aproximação com os órgãos de defesa dos consumidores como uma de suas políticas.

Instituto Techmail participa de almoço do CCS-SP

Getty Images

No último dia 12 de abril o Instituto Techmail, que há quatro anos vem trabalhando na capacitação e formação de jovens aprendizes para o mercado segurador, foi convidado pelo Adevaldo Callegari, mentor do Clube dos Corretores de São Paulo CCS-SP a participar do almoço realizado pelo Clube. “O propósito do Instituto Techmail é qualificar jovens de escolas públicas para o mercado de seguros. O curso tem cerca de 180 horas/aula dividas em nove disciplinas, ao final do curso os alunos apresentam um TCC (Trabalho de Conclusão e Curso) que poderá abordar Seguro Residencial, Previdência, Seguro Automóvel, entre outros e por fim temos a formatura. Vale a pena ressaltar que os jovens formados pelo Instituto têm um diferencial que sempre é destacado pelos contratantes”, explica Ivan Macedo, Comercial do Instituto. O intuito do almoço foi apresentar o trabalho do Instituto Techmail aos corretores e executivos presentes, como representantes do Instituto estiveram presentes Luiz Fernando Pinto de Carvalho, que assumiu em janeiro deste ano o cargo de Gestor e Ivan Macedo, Comercial. Alguns membros do Clube foram padrinhos de algumas turmas já formadas, entre eles Osmar Bertacini, Renato Gonçalves e Josafá Ferreira Primo que é o padrinho do Instituto. “Gostaria de agradecer em nome do Instituto Techmail o convite feito pelo Clube dos Corretores de São Paulo, foi uma honra apresentar a todos esse projeto que auxilia o os jovens no aprendizado sobre mercado de seguros e na iniciação ao mercado de trabalho”, afirma Luiz Carvalho, gestor do Instituto Techmail.

*Informações de Link, O Financista, CNseg e Sincor-GO.

Luiz Osório: Susep desagrada gregos e troianos 1311

Edição

Empresário questiona novas normas dos títulos de capitalização

Para o empresário e acionista da Aplub Capitalização, a Superintendência de Seguros Privados (Susep), desagradou “gregos e troianos” ao editar novas normas para títulos de capitalização, através da circular 569/2018. Confira o artigo:

“Parece piada, mas não é. As sociedades de capitalização, entidades filantrópicas, Federação Nacional (FenaCap) e distribuidores de títulos estão descontentes com a Susep. As trapalhadas da área de produtos continuam.

Chegamos ao ponto em que a FenaCap recorreu a Confederação Nacional das Empresas de Seguros Gerais, Previdência Privada e Vida, Saúde Suplementar e Capitalização (CNseg) com objetivo de intervir junto ao superintendente da Susep, Dr. Joaquim Mendanha de Ataídes, com vistas a retificar a circular 569 e corrigir nova proposta de circular em consulta pública, diante do cenário de insegurança gerado. A FenaCap não está sendo ouvida. As novas regras foram lançadas sem qualquer discussão com o mercado e contrariam também a legislação.

Cabe lembrar que no final do ano passado, dia 28 de novembro, após compromisso em audiência pública na Câmara dos Deputados, na comissão de finanças e tributação, a Susep assumiu que, previamente, submeteria as novas normas e criaria uma comissão de produtos com os operadores do mercado e deputados. Nada do que foi combinado foi cumprido.

A Susep, mais uma vez, quer cumprir um papel de legislar que não é seu. Caso o mercado não seja atendido haverá uma enxurrada de ações judiciais contra a autarquia. Conseguiu desagradar à todos!”.

O JRS abre espaço aos citados neste artigo para as devidas manifestações, caso desejem. Reiteramos que a opinião do articulista não reflete necessariamente nosso posicionamento editorial, cabendo ao mesmo a responsabilidade pela publicação.

Garantia fiador facilita locação de imóvel 2023

Casa

Título de capitalização pode ser usado para dar segurança em contratos de aluguel

Garantia fiador é uma forma simples de arcar com as responsabilidades previstas em um contrato de aluguel. De acordo com especialistas da Mapfre Capitalização, a solução substitui a figura do fiador ou o cheque caução na locação de um imóvel seja residencial ou comercial, com segurança para inquilino e proprietários e sem burocracias adicionais.

O produto é um título de capitalização, que deve ser contratado por meio do corretor de seguros, no valor da garantia negociada com imobiliária ou proprietário. “Em caso de inadimplência, o dono do imóvel, poderá solicitar o resgate do título de capitalização para quitar os débitos. Mas se os pagamentos forem feitos em dia e não houver qualquer quebra de cláusulas contratuais, o locatário recebe 100% do valor do depósito inicial atualizado pela taxa referencial”, explica Renato Fernandes, diretor da Mapfre Capitalização.

Na Mapfre Capitalização, são oferecidos títulos com valores de R$ 1.000, para pessoas físicas ou jurídicas, pelo prazo de 12 e 15 meses.

Confira as vantagens do Garantia Giador

– Substitui o fiador;
– Não tem taxa de adesão ou custo adicional;
– Dispensa análise de crédito e cadastral e apresentação de documentos pessoais na contratação;
– Devolve 100% do valor de depósito inicial atualizado pela taxa referencial, ao final da vigência do título de capitalização;
– O resgate pode ocorrer antes do término da vigência, desde que o título não esteja mais garantindo o contrato de locação;
– Assistência residencial 24 horas para o imóvel locado (residencial ou comercial);
– Possibilidade de concorrer a 24 sorteios ao ano, pela extração da Loteria Federal, e receber de volta o valor pago pelo título de capitalização;
– A emissão dos documentos e boleto são online e imediatas à contratação, gerando segurança do Contrato de Locação e agilidade na liberação chaves do imóvel.

Seguro prestamista e regras para títulos de capitalização em consulta pública 1326

Comunicação

Interessados podem colaborar por 15 dias

A Superintendência de Seguros Privados (Susep) decidiu colocar em consulta pública a minuta de Resolução do Conselho Nacional de Seguros Privados (CNSP) que dispõe sobre as regras e critérios para operação do seguro prestamista. A partir da data de publicação desse edital e em até 15 dias, os interessados poderão encaminhar seus comentários e sugestões por meio dos e-mails: dipes.rj@susep.gov.br ou copep.rj@susep.gov.br.

Além disso, a Susep também colocou em consulta pública a minuta de Circular que estabelece regras para a elaboração, a operação, desenvolvimento de propaganda e material de comercialização de títulos de capitalização. Neste caso, os interessados poderão, em até 15 dias, encaminhar seus comentários e sugestões por meio dos e-mails cgcom.rj@susep.gov.br ou coset.rj@susep.gov.br.

Em ambos os casos, o quadro específico padronizado disponível no site da autarquia deverá ser consultado.

Educação promove oportunidades e experiências a profissionais do setor de seguros 2007

Nicho exige capacitação constante

Para Fabio Chemello, especialista em gestão de seguros e resseguros, um dos aspectos mais importantes de um curso de extensão ou especialização está além da busca do conhecimento. “Um profissional não pode se acomodar e com aquela sensação de que se sabe tudo. Isso não é verdade. O mercado atualmente avança em uma velocidade muito maior do que se consegue acompanhar. Então a busca por conhecimento tem de ser constante”, explicou o especialista.

Coordenadora da unidade Porto Alegre da Escola Nacional de Seguros, Jane Manssur acredita ser uma privilegiada por sempre ter uma vida ligada à educação. “Sou de uma família de educadores. Trabalho com educação desde a adolescência, quando atuava como voluntária em um projeto de alfabetização de adultos e crianças, e hoje trabalho na administração da instituição”, conta.

Tanto Chemello como Jane foram enfáticos em ressaltar uma série de oportunidades e experiências oferecidas pelo setor de seguros. “Ao participar de treinamentos, além de reforçar relacionamento, você acaba obtendo uma enriquecida experiência”, explica o profissional. Fabio Chemello ainda ressalta as chances para novos negócios, conhecimento de novos produtos e a participação em discussões de altíssimo nível.

Já Jane Manssur lembra que hoje os corretores de seguros são encarados como executivos de mercado. “Ou seja, eles precisam de uma formação executiva. Por isso abordamos gestão comercial, mercado financeiro e empreendedorismo. No momento em que se conhece o mercado de seguros você não larga mais por ser um nicho muito dinâmico e bonito”, completou a educadora.

Em Porto Alegre, a Escola Nacional de Seguros está localizada na Av. Otávio Rocha, 115 – 1º andar, na região central da capital gaúcha. Ministrado com disciplinas presenciais e on-line, o curso que habilita um profissional na corretagem de seguros conta com professores experientes e atuantes no mercado. O material didático é 100% digitalizado e pode ser acessado de qualquer plataforma, garantindo conveniência e flexibilidade ao estudo. Mais informações podem ser obtidos no site da instituição.

CVG-RJ completa 52 anos e concede medalha a Marcio Coriolano 3094

Coriolano CVG/RJ

Encontro acontece no dia 28 de junho

O Clube Vida em Grupo do Rio de Janeiro (CVG/RJ) comemora os 52 anos da entidade, no próximo dia 28 de junho. O presidente da entidade, Carlos Ivo Gonçalves, confirma que a Medalha de Honra ao Mérito do CVG-RJ será concedida a Marcio Coriolano, presidente da CNseg.

A medalha foi criada há dois anos, na ocasião dos 50 anos do Clube e, desde então, faz parte da solenidade de comemoração, sendo entregue às principais lideranças do mercado de seguros. Já foram contemplados com essa honraria o fundador do CVG-RJ, Minas Mardirossian, e o presidente da Fenacor, Armando Vergilio.

De acordo com Carlos Ivo Gonçalves, “os preparativos estão a todo vapor”.