Sem medo de empreender 148

Confira a edição 188 da Revista JRS

No dia 1º de maio, os brasileiros comemoram o dia do trabalhador. Poucas atividades na vida das pessoas são tão inspiradoras quanto o trabalho. No dicionário, antes mesmo de aparecer como uma atividade profissional remunerada ou assalariada, ele tem como significado um conjunto de atividades produtivas e/ou criativas que o homem exerce para atingir determinado fim.

E por falar em trabalhador, o mercado de seguros é um segmento realmente surpreendente e apaixonante. Corretores de seguros, securitários e executivos em geral que possuem contato com este ramo, acabam se envolvendo verdadeiramente com a atividade. Ela proporciona relacionamentos com os mais variados perfis de especialistas, crescimento profissional e, além de tudo, permite que os seus trabalhadores ajudem com que o seguro cumpra sua função social de amparar e proteger as pessoas. Estes profissionais são importante engrenagem deste processo.

Pensando nos trabalhadores que nos leem, nesta edição da Revista JRS, destacamos uma inspiradora matéria com o corretor de seguros Alberto de Souza Júnior, que está investindo em um novo projeto de corretora de seguros focada em profissionais liberais e público de alta renda. Além da posse da nova diretoria do Sindicato das Seguradoras do Rio Grande do Sul, que tem à frente o carismático tenente-coronel da Brigada Militar Guacir Bueno; e o gerente da Unidade de Negócios de Brasília do GBOEX explicando como diálogo e bom relacionamento são fundamentais em suas atividades diárias. Boa Leitura!

4 falhas de governança corporativa 1842

Estrutura de trabalho visa promover agilidade, autonomia e transparência empresarial

Alavancar resultados de forma estratégica é, ou deveria ser, o grande objetivo do gestor de um negócio nos mais diversos segmentos. Segundo o professor Marcos Assi, a governança corporativa contribui para o desenvolvimento econômico sustentável, pois facilita o acesso a recursos e melhora o desempenho empresarial.

“Isso é o que determina as regras a serem aplicadas em um negócio e forma uma estrutura de trabalho que promove melhores práticas administrativas”, diz o especialista.

O também Mestre em Ciências Contábeis e Atuariais pela PUC-SP aponta que este ponto, além de agregar valor a um negócio, proporciona mais agilidade, autonomia e transparência nas empresas. “A falta de uma estrutura sólida de governança pode trazer prejuízos às companhias. É primordial detectar falhas que possam comprometer o profissionalismo”, revela.

Reunião

1. Independência do Conselho Administrativo:

Brechas que comprometam a independência do Conselho Administrativo são consideradas automaticamente como falhas de governança corporativa. “O Conselho tem a finalidade de melhorar a qualidade das decisões estratégicas e contribuir na redução de riscos. Para que funcione de forma efetiva é necessário autonomia. O CEO da empresa fazer parte desse conselho, por exemplo, pode gerar conflitos de interesse. Ainda existem casos que o presidente do conselho determina o que o CEO deve fazer, e isso é preocupante”, destaca Assi.

Comunicação

2. Falta de Comunicação:

A comunicação deve ser vista como um elemento-chave nos processos internos das empresas, pois desempenha papel fundamental e estratégico. “Transparência, eficácia e responsabilidade na comunicação ajuda a reduzir os riscos do negócio, pois auxilia os agentes de governança no desempenho de funções e amplia os níveis de confiança entre todos os públicos da empresa”, explica. “Comunicar depois que foi realizado é a grande falha de muitas empresas, devemos avaliar antes de executar. Podemos citar operações com impactos contábeis e tributários que não são avaliados previamente e causam danos financeiros por questões de algumas irregularidades não identificadas”, complementa o professor.

Lupa

3. Ausência de efetividade das auditorias independentes:

A ausência de efetividade nos trabalhos das auditorias independentes é uma grande falha na governança corporativa. É por meio delas que podemos assegurar a eficiência na aplicação de recursos de maneira imparcial e transparente. “A realização de auditorias independentes nas organizações é de extrema importância na análise dos controles internos, focando na busca de melhorias contínuas”, reforça o especialista.

Remuneração

4. Sistema de Remuneração:

O Sócio Diretor da Massi Consultoria e Treinamento ainda aborda questões relacionadas à remuneração. “Um dos propósitos da boa governança é facilitar e estimular o desempenho de todos. Um dos métodos envolve a criação e a manutenção de incentivos que proporcionem produtividade e eficiência empresarial. Quando determinados executivos têm o poder de decidir sobre suas próprias remunerações, por exemplo, é fato de que há problemas na governança da empresa. Por isso, a implementação de políticas de remuneração e premiação é de suma importância, e atrelada a necessidade de uma política de sucessão na organização”, finaliza.

Aproveite e confira uma edição especial da Revista JRS sobre o assunto
Aproveite e confira uma edição especial da Revista JRS sobre o assunto

Seguros e os riscos que seu negócio pode oferecer ao meio ambiente 4893

Edição 211 da Revista JRS apresenta novo pacote gráfico e editorial, conheça!

Vivemos na era da sociedade da informação. O que não significa que o acesso às informações ocorra democraticamente, mas que, sim, nunca tivemos tanta informação disponível quanto hoje. E é neste aspecto que o jornalismo especializado, feito para públicos segmentados, apresenta a sua relevância à igualdade coletiva.

A crescente necessidade de utilizar linguagens e temáticas apropriadas às especificidades dos leitores tem feito com que a Revista JRS se reinvente cada vez mais. “Cada um na sua”, já diriam os compositores Roberto de Carvalho e Rita Lee.

Aproveitando a unificação completa da identidade visual de todas as plataformas de JRS, apresentamos uma edição totalmente aprofundada e multitemática para um público qualificado. Boa Leitura.

Grupo Life Brasil comemora bons resultados em Florianópolis 6581

Colaboradores e parceiros participaram do encontro

O Grupo Life Brasil levou parceiros e colaboradores para uma incrível experiência no Resort Costão do Santinho, em Florianópolis, no último final de semana. Além da presença de parceiros de companhias e outras empresas de prestação de serviços, a empresa levou colaboradores para comemorar os bons resultados de 2017.

“As experiências que vivemos durante o ano, muitas vezes não conseguimos devolver e esse evento marca a história que estamos construindo. Em junho nossa operação faz 20 anos e eu tenho 25 anos de seguro, já vi muita coisa e sei que a união do nosso time atualmente é o que merece que nós brindemos e comemoraremos”, destacou o Chairman Alberto Júnior. “Todos fazem parte dessa história, essa é a consolidação do nosso trabalho”, acrescentou.

Um momento especial aconteceu no sábado, em que o Grupo Life Brasil reconheceu os destaques entre seus colaboradores com o Top Life Brasil, em uma noite de gala, organizada nos mínimos detalhes pela executiva Mariângela Rosa e sua equipe. Parceiros comerciais também foram homenageados, como o GBOEX, Mongeral Aegon e JRS.

Imagens – Top Life Brasil:

Bradesco Seguros anuncia novo presidente 3092

Bradesco

Vinicius Almeida Albernaz comanda a empresa líder em seguros no Brasil

Vinicius Albernaz
Vinicius Albernaz é o novo presidente da Bradesco Seguros / Divulgação

Com a promoção de Octavio de Lazari ao posto de presidente executiva do Bradesco foi anunciado nesta terça-feira que Vinicius Almeida Albernaz será o novo comandante da operação de seguros do Grupo Bradesco. Aos 47 anos, Albernaz é diretor superintendente da Bradesco Asset Management (Bram) – uma das maiores gestoras de fundos de investimento do Brasil, com mais de R$ 600 bilhões em ativos.

“Entendemos que ele criará valor para o Grupo Bradesco Seguros, dado o perfil profissional qualificado, combinado ao cenário desafiador, que apresenta grande potencial de expansão do ramo segurador”, comentou Octavio de Lazari. “A seguradora tem DNA de liderança e vocação comercial inata – são R$ 280 bilhões em ativos”, completou ao comentar que a baixa histórica dos juros e a inflação sob controle irão propiciar o ambiente ideal para o crescimento da participação do setor no Produto Interno Bruto brasileiro (PIB).

O Bram agora será comandado por Ricardo Almeida, atual diretor de investimentos (CIO).

 

Alberto Júnior palestra e orienta 130 corretores no ES 6445

Chairman do Grupo Life Brasil participou da 1ª Jornada Capixaba do Seguro de Vida

Em torno de 130 corretores de seguros capixabas compareceram nesta quinta-feira (15) na 1ª Jornada Capixaba do Seguro de Vida, sob o comando do corretor de seguros Alberto Júnior. Pela manhã, o Chairman do Grupo Life Brasil e CEO do Life Brasil Franchising destacou o sucesso da holding em seus 20 anos de vendas exclusiva no seguro de vida e falou sobre a expansão da marca por intermédio da rede de franquias e do empreendedorsa.com.br, sempre visando alcançar destaque para a marca levando oportunidade e conhecimento.

O evento também realizou oficinas de seguro de vida. Foram 13 mesas com nove corretores e um segurador para que todos tivessem a oportunidade de ter contato com todos os corretores. Alberto Júnior orientou na parte de conexão entre o corretor, as vendas e o produto das seguradoras.

Para encerrar o dia, os participantes colocaram suas dúvidas, questionamentos e sugestões diretamente para uma mesa formada por seguradores. “Considerando as oportunidades no Espírito Santo, há um público de corretores bem interessante, que mostra que só não consegue obter resultados se não tiver atividade”, afirmou Alberto. “Estou bem animado com a possibilidade de conseguir bons parceiros franqueados e quem sabe ter a nossa operação também aqui neste estado. Acreditamos muito nessa área e provamos mais uma vez que o caminho e as oportunidades são realmente verdadeiras”, acrescentou.

Realizado pelo Sindicato dos Corretores de Seguros do Espírito Santo (Sincor-ES) e pelo Clube Vida em Grupo (CVG-ES), a Jornada foi acompanhada de perto pelos respectivos presidentes José Romulo da Silva e Antônio Santa Catarina. Além disso, mais de 100 exemplares do livro A Lógica, de autoria de Alberto Júnior, foram vendidos na oportunidade.

*Imagens de Bruno Carvalho/Grupo Life Brasil.

Queremos conhecer ainda mais nosso público, participe da pesquisa de opinião! (Leva menos de 2 minutos)Participar
+