Precisamos falar sobre previdência 146

Confira a edição 189 da Revista JRS

Aos poucos, avançam as discussões sobre previdência no Brasil. Antes de entrarmos no tema é muito importante entender que nosso País segue uma tendência econômica de endividamento do Estado para incentivar o crédito e o consumo. Isso gera uma taxa de juros mais alta, inflação e potencializa o efeito de crises econômicas. A maioria das pessoas segue a mesma receita, principalmente com a facilidade para obtenção de crédito registrada nos últimos anos. As dívidas crescem, enquanto as reservas para o futuro não.

O que está em discussão, principalmente após a posse interina de Michel Temer na Presidência da República, é a reforma da Previdência Social Pública. Com base atuarial e legislação desatualizadas e desconsiderando a maior longevidade do brasileiro, o atual regime está fadado à falência. A informalidade, dada a alta carga tributária para os pequenos e médios empresários do Brasil, é um dos principais obstáculos para a sobrevivência do Instituto Nacional do Seguro Social, o INSS.

Crescer de forma sustentável é conseguir gerar experiências positivas 3988

É o que diz César Saut, vice-presidente corporativo da Icatu Seguros

A união de distintas visões sobre o cenário de investimentos no Brasil foi promovida pela Icatu Seguros no começo de março, em encontro promovido pela companhia junto a gestores de fundos. Na oportunidade, a equipe de JRS conversou com o vice-presidente corporativo da companhia, César Saut.

“É extremamente inteligente trazer diferentes pontos de vista para o atual panorama da economia brasileira. Aqui abordamos efetivamente o que tem sido realizado na gestão de ativos para fomentar esclarecimento e agregar valor sobre a cultura financeira”, comentou o executivo em entrevista ao programa Seguro Sem Mistério.

Saiba mais: Icatu Seguros discute cenário de investimentos em Encontro com Gestores.

O vice-presidente corporativo da Icatu Seguros destaca diversos aspectos que tornam a economia do Brasil atrativa, mesmo com questões como a não realização da Reforma da Previdência, que fez com que o País perdesse mais uma posição no grau de investimento diante das agências de rating. “O Brasil é um celeiro de oportunidades para o mundo. Nosso País tem uma dimensão geográfica que nos permite afirmar que em 50 anos ainda continuaremos sendo uma potência econômica no agronegócio, que neste momento, tem feito o Produto Interno Bruto (PIB) crescer. O Brasil pode crescer sim em todos os segmentos, e aí existem duas formas de olhar: o que não temos crescido ou onde podemos crescer”, afirma Saut.

O executivo acredita que estamos entrando em uma nova era na relação de consumo. “Estamos em uma era de muito mais transparência e muito mais respeito ao consumidor. Vivemos uma transição política de um modelo implementado no passado, já evidenciado que não será suficiente para sustentar o presente, tampouco o desenvolvimento futuro”, completa. “Sem dúvida alguma isso vai trazer como consequência uma valorização do Brasil, no meu ponto de vista. Melhorar não é uma tendência, mas o que vai acontecer efetivamente”, destaca.

César Saut ainda elenca que crescer de forma sustentável é conseguir gerar experiências positivas para os atuais consumidores. Para se ter uma ideia, a Icatu Seguros tem mais de 6 milhões de clientes em todo o Brasil. “Ninguém faz nada sozinho, quando se fala em César Saut temos uma equipe no Rio Grande do Sul com mais de 160 pessoas com um turnover [rotatividade de funcionários] praticamente nulo”, ressalta.

Segundo a coluna Broadcast, do Estadão, a seguradora deve fechar o primeiro semestre com 15 novas gestoras de fundos de previdência na plataforma. Com isso, a casa alcançará 60 gestoras na prateleira. O crescimento das parcerias vem na esteira da nova regulamentação dos fundos de previdência, que deu mais liberdade de gestão aos produtos. Esses fundos agora podem investir, no caso dos destinados a investidores qualificados, até 100% em renda variável, e também há a possibilidade de investimento de até 10% no exterior.

A entrevista completa será apresentada nas próximas edições do programa Seguro Sem Mistério. Os programas inéditos são apresentados sempre aos domingos, a partir das 11h30min, no Canal Bah! TV. Em Porto Alegre, nos canais 520 e 20, e nas demais regiões, nos canais 526 e 26 da NET Rio Grande do Sul.

Seguros e os riscos que seu negócio pode oferecer ao meio ambiente 4893

Edição 211 da Revista JRS apresenta novo pacote gráfico e editorial, conheça!

Vivemos na era da sociedade da informação. O que não significa que o acesso às informações ocorra democraticamente, mas que, sim, nunca tivemos tanta informação disponível quanto hoje. E é neste aspecto que o jornalismo especializado, feito para públicos segmentados, apresenta a sua relevância à igualdade coletiva.

A crescente necessidade de utilizar linguagens e temáticas apropriadas às especificidades dos leitores tem feito com que a Revista JRS se reinvente cada vez mais. “Cada um na sua”, já diriam os compositores Roberto de Carvalho e Rita Lee.

Aproveitando a unificação completa da identidade visual de todas as plataformas de JRS, apresentamos uma edição totalmente aprofundada e multitemática para um público qualificado. Boa Leitura.

Icatu Seguros realiza o melhor ano de sua história 13157

Companhia reinvestiu R$ 423 milhões nos últimos cinco anos

Líder entre as seguradoras independentes no mercado brasileiro de Seguros de Vida, Previdência Privada e Capitalização, a Icatu Seguros apresenta seu balanço com a certeza de que este foi o melhor dos seus 26 anos de história. Preparada para o cenário de queda de juros, a Icatu cresceu em todas as linhas de negócios e apresentou resultados operacionais consistentes, acima da média do mercado. Em meio ao cenário desafiador da economia, a Icatu alcançou um faturamento de R$ 4,6 bilhões e lucro líquido de R$ 278,7 milhões no ano passado, o que consolida seu crescimento nos últimos cinco anos. Neste período, a companhia reinvestiu R$ 423 milhões em seu crescimento.

Com uma sólida posição financeira, a seguradora encerrou o ano com R$ 590,3 milhões em volume de ativos livres. O patrimônio líquido da empresa ultrapassou R$ 1,2 bilhão, após a distribuição de R$ 175 milhões em dividendos. O resultado consolidado da companhia garante um ROE (retorno sobre o patrimônio, da sigla em inglês para Return On Equity) consistentemente acima de 25%. A Icatu atualmente administra recursos que ultrapassam a soma de R$ 29,6 bilhões. Presente em todo o país, ano passado a companhia indenizou cerca de 45 mil pessoas, em centenas de municípios.

Para tornar seu portfolio mais qualificado e completo, e oferecer as melhores soluções de proteção e planejamento financeiro aos seus 5,5 milhões de clientes, a empresa vem desenvolvendo importantes parcerias para a comercialização de seus produtos. Atualmente, são mais de 170 parceiros comerciais, 4 mil corretores e cerca de 50 mil empresas clientes. Em 2017, por exemplo, a Icatu adquiriu a Cardif Capitalização e passou a ser a provedora exclusiva de produtos de Capitalização para o Grupo Cardif por 10 anos.

“Queremos contribuir de forma cada vez mais relevante para a sociedade e promover um ano ainda melhor para nossos parceiros, corretores e clientes. Aumentamos nossa captação e market share em todos os segmentos e, com isso, conseguimos traçar novas possibilidades de investimentos”, explica o presidente da Icatu Seguros, Luciano Snel.

Em 2017, a companhia apresentou crescimento de lucro, apesar da queda do resultado financeiro que atingiu todo o mercado. “Estamos bem preparados para 2018. Vamos aprimorar cada vez mais os nossos serviços para continuar superando as expectativas do mercado. Também continuamos interessados em avaliar qualquer oportunidade de expansão nos seguros de Vida, Previdência (aberta e fechada), Capitalização e Investimentos. Essa é uma realidade”, afirma Snel.

Investimentos

Atenta às tendências do mercado em inovação, a Icatu está investindo R$ 84 milhões em tecnologia, montante superior aos R$ 55 milhões do ano anterior. Há, por exemplo, 37 projetos em andamento, envolvendo parcerias, novos produtos, serviços digitais, eficiência operacional e experiência do cliente. Em 2017, a Icatu também fortaleceu a presença da marca em todas as regiões do pais.

Durante o último ano, a empresa – especializada em pessoas – teve um olhar bastante cuidadoso para a sua gente: desenvolveu, promoveu e contratou, e mais uma vez foi eleita como uma das melhores empresas para trabalhar no Brasil e no Estado do Rio de Janeiro pelo Great Place to Work (GPTW).

Desempenho dos segmentos

No segmento de Seguros de Vida, o faturamento da companhia atingiu R$ 1,7 bilhão em 2017, crescimento de 13,4% em relação ao ano passado. “Percebemos que as pessoas começam a dar a importância devida à proteção, levando em conta seu ciclo de vida. A melhora na economia cria um ambiente mais favorável para o planejamento de médio e longo prazo. A Icatu manteve seu foco em ter coberturas diversas e criar um pacote de proteção financeira para famílias e negócios de portes diversos”, avalia Snel.

Em Previdência Privada, a captação líquida (entradas – saídas) alcançou R$ 4,1 bilhões, um aumento de 279% em relação ao ano de 2016, ultrapassando R$ 17 bilhões em reservas, distribuída entre uma carteira de mais de 200 fundos de previdência.

Já no segmento de Capitalização, a empresa apresentou lucro líquido de R$ 69,4 milhões em 2017 e distribuiu R$ 63,2 milhões em sorteios. Neste ano, o patrimônio líquido atingiu R$ 240,7 milhões, aumento de 39,7% em relação ao ano anterior. Assumindo a carteira da Cardif, a companhia passa a ocupar a quinta posição no ranking geral de provisões no mercado.

A Icatu Fundos de Pensão, que inclusive atua com cobertura de risco terceirizada, possui um importante papel no fomento do segmento. O patrimônio administrado chegou a R$ 3,1 bilhões em 2017, distribuídos entre os 40 planos do fundo Icatu Multipatrocinado e cinco planos Instituídos (fundos setoriais).

Rio Grande Seguros e Previdência

O faturamento da controlada Rio Grande Seguros e Previdência foi de R$ 493,7 milhões, um aumento de 34% em relação ao ano anterior. Em outubro do ano passado, a companhia concluiu o processo de transferência da carteira de Previdência complementar da Icatu Seguros para a Rio Grande Seguros e Previdência, fruto de uma joint venture entre a Icatu e o Banrisul. A Rio Grande está entre os 10 maiores grupos financeiros do Sul do Brasil e é a maior seguradora com matriz no Estado do Rio Grande do Sul.

Rio Grande Capitalização

Em 21 de dezembro de 2017, a Icatu Seguros e o Banrisul também firmaram parceria estratégica criando a Rio Grande Capitalização, para comercializar produtos de capitalização nos canais do banco gaúcho. A nova companhia terá exclusividade de distribuição por 20 anos.

Icatu Vanguarda

A Icatu Vanguarda, gestora de recursos do grupo, fechou 2017 com a expressiva marca de R$ 17,4 bilhões em ativos sob gestão, sendo a 25ª maior gestora de recursos do país. A gestora figura nos principais rankings de investimento e recebeu a atribuição máxima de Rating de Qualidade e Gestão da agência Moody’s, o MQ1. Destaque na gestão de fundos multimercados, de inflação, crédito e dividendos, a Icatu Vanguarda captou R$ 1,026 bilhão em 2017, segundo o ranking da Anbima.

Queremos conhecer ainda mais nosso público, participe da pesquisa de opinião! (Leva menos de 2 minutos)Participar
+