Os efeitos colaterais da Lava Jato 43

Mercados exigem mais transparência corporativa

Diferente de outros escândalos políticos, que revelaram práticas ilícitas em âmbito público, a Lava Jato ganhou repercussão porque trouxe à tona o esquema de corrupção no mundo empresarial. Este movimento de pratos limpos trouxe um efeito colateral positivo: a pressão dos mercados e consumidores por mais transparência corporativa, que fomentou a criação da Lei Anticorrupção, vigente desde 2014, e que prevê a chamada responsabilidade objetiva. Com isso, basta que algum colaborador, fornecedor ou parceiro se envolva em atividade de corrupção ou lavagem de dinheiro para que a empresa seja culpada, mesmo que se alegue desconhecimento.

Reprodução

O não cumprimento de leis e regulamentos pode levar as empresas a pesadas multas e sanções legais e regulamentares, além da perda de reputação. Por isso, vemos as organizações brasileiras correndo para adotar medidas de compliance para preservar sua imagem e patrimônio. Estamos diante de uma mudança histórica no País. A busca e implementação dos programas de conformidade deverá aperfeiçoar a forma de se fazer negócios, colocando o Brasil em um patamar internacional e sustentável, além de, futuramente, erradicar a corrupção. Este é o desejo!

O efeito da adoção dos programas de compliance deve introduzir diretrizes de conduta com objetivo de coibir a prática fraudulenta e evitar atos ilegais por parte de funcionários, parceiros e fornecedores. Internamente, dois pilares podem apoiar inicialmente às organizações a nortearem as ações dos colaboradores: um código de ética e um canal de denúncias. Este é o primeiro passo.

De acordo com estudo da empresa de consultoria ICTS, o uso do canal de denúncia tem sido um mecanismo em ascensão no âmbito corporativo brasileiro. Somente de 2014 para 2016 houve um aumento de 45% no número de denúncias em 88 companhias pesquisadas. Isso reflete que a ferramenta abre possibilidades de comunicação transparente, objetiva e segura, permitindo às empresas identificarem e atuarem sob situações que impactem nos negócios da empresa.

Para ter controle das informações é fundamental contar com a tecnologia, que garante proteção para não haver roubo de informação e controle e rastreabilidade de acesso, além de assegurar normas de qualidade quanto às exigências de órgãos reguladores.

Mapeamento de dados, busca na internet, registro de sistemas corporativos, análise de imagens e de dados digitais, assim como a adoção do Big Data, são mecanismos de combate à corrupção que somente podem ser operacionalizados com a ajuda da tecnologia da informação.

Inicialmente, o compliance parece um fardo adicional, mas, após a estabilização, tende a entrar no âmbito da normalidade, quando os negócios serão mais lícitos em todos os aspectos, atingindo um padrão de nível internacional. O compliance, que antes era considerado um diferencial, hoje se tornou uma condição indispensável para não ficar fora do mercado. Para o investidor, significa ter muito mais segurança no retorno do seu investimento.

Para o Brasil, o legado da Lava Jato é a educação que este movimento vai promover. A mudança tende a eliminar um grande problema, que era a voz dos maus se sobressaindo ao silêncio dos bons. Esse histórico denegriu negócios e agora todos estamos passando a ser vigilantes. O comportamento está mudando e as pessoas mudarão as empresas.

*Artigo de Eduardo Borba, presidente da Sonda, maior companhia latino-americana de soluções e serviços de tecnologia.

Como alinhar transformação digital para automatizar rotinas e obter agilidade e maior assertividade 232

SONDA e SAS ministram webinar sobre a Transformação Digital no Planejamento de Demanda

Muitas empresas ainda realizam o seu planejamento de demanda de forma manual, impossibilitando a integração de informações externas, o que inviabiliza as simulações e diminui a qualidade da tomada de decisão. De olho neste cenário, a SONDA, maior integradora latino-americana de soluções e serviços de tecnologia, em parceria com o SAS Institute, líder de mercado em soluções de Analytics, promovem um webinar para apresentar como a transformação digital pode ser uma aliada no processo de planejamento de demanda.

A apresentação, que acontece no próximo dia 9 de novembro, mostrará como o comportamento do cliente e os dados de pesquisas de mercado e demográfico, tais como do IBGE, podem ser facilmente considerados no planejamento de demanda para influenciar automaticamente o processo, melhorando a previsibilidade do negócio.

A automatização aplicada por meio dos pilares da transformação digital promove o uso correto dos dados, produzindo um grande número de previsões a partir de modelos preditivos avançados, garantindo a assertividade do planejamento. Uma vez que o processamento esteja automatizado, as empresas ganham eficiência operacional, pois os trabalhos manuais serão parte do sistema, permitindo que os analistas tenham mais tempo para analisar e tomar decisões mais qualificadas.

“A proposta da SONDA junto ao SAS é auxiliar as organizações com um planejamento mais preciso a partir do uso de ferramentas analíticas e o apoio de cientistas de dados, que ajudarão a impulsionar o negócio de nossos clientes”, comenta Marcelo Yassuo, gerente de negócios da área de inovação da SONDA.

Webinar “A Transformação Digital no Planejamento de Demanda”
Data: 9 de novembro de 2017
Horário: 15h30 (horário de Brasília – Brasil)
Inscrições neste site
Local: Em um computador com áudio e acesso à internet (as informações de conexão serão enviadas aos participantes no ato da inscrição).
Palestrantes: Marcelo Yassuo, gerente de negócios da área de inovação da SONDA, Edgar Cabral, cientista de dados da SONDA e Nicole Caetano, gerente de negócios da SONDA

Rede Lojacorr atualiza plataforma tecnológica para facilitar rotina do Corretor de Seguros 3113

Broker One conta com novas funcionalidades

A Rede Lojacorr, maior rede de Corretoras de Seguros independentes no Brasil, oferece todas as soluções, desde estrutura operacional a tecnológica, para que seus corretores possam se dedicar ao que fazem de melhor, que é vender seguros e atender o segurado. Entre as principais soluções está a plataforma tecnológica Broker One, que tem como característica oferecer aos corretores da Rede uma visão e gestão unificada de sua carteira de negócios que é constantemente atualizada para atender às solicitações e necessidades dos profissionais.

Em outubro, a área de Tecnologia da Rede Lojacorr incorporou ao Broker One duas novas funcionalidades que devem facilitar a rotina de todos. O cofundador e diretor de Tecnologia, Sandro Ribeiro, conta que a cada mês a Rede inova e amplia a plataforma. “No mês passado realizamos melhorias como a inclusão de ferramentas de cotação on-line de seguros, o YesOk | Auto, e agora trazemos duas funcionalidades importantes, que são, a Central de Negócios, uma ferramenta de CRM completa que facilita a gestão de todo funil de vendas da corretora, e o Controle de Pendências, para facilitar o acompanhamento das propostas e apólices no sistema. São duas inovações pensadas para facilitar o dia a dia dos corretores da Rede”, afirma o diretor e especialista no assunto.

Além das novas funcionalidades a plataforma ainda conta com um completo sistema de gestão operacional, relatórios referentes a produção, comissão e desenvolvimento da carteira do corretor e-mail marketing e materiais disponíveis para redes sociais, produzidos conforme a necessidade do corretor. Na gestão de clientes, o Broker One, sinaliza de forma dinâmica aos seus usuários quais os principais produtos já contratados pelo segurado, alertando o corretor para a oportunidade de novos negócios. A maioria das funcionalidades da plataforma, estão interligadas com o aplicativo para mobile, Broker Contact, ferramenta essa que facilita o acesso do corretor e segurado as informações de seus seguros.

De acordo com o diretor, Sandro, a Rede Lojacorr sempre teve como foco a tecnologia como meio para facilitar o dia a dia do corretor, para que assim, ele amplie seu relacionamento com os segurados. “A rede vem investindo em soluções em tecnologia desde 2004, vivemos num mundo cada vez mais digital, onde todos os dias existem novas soluções que proporcionam novas experiências, mas é preciso lembrar que a tecnologia é apenas o meio, as relações humanas o fim, e é ela quem cativa a confiança. E diante disso o corretor de seguros sempre será o principal canal proteção e confiança para os seus segurados, e nós auxiliaremos ele, para que ele possa fazer o que sabe de melhor”.

Atualizações do Broker One no mês de outubro:

Central de Negócios

A Central de Negócios foi elaborada para apoiar os corretores da Rede Lojacorr no gerenciamento de seus processos de vendas, de forma simples, prática e dinâmica. Todos os recursos disponíveis foram desenvolvidos com base nas melhores ferramentas de CRM (Customer Relationship Management) e gestão de vendas existentes no mercado. Algumas funcionalidades:

• Categorização dos negócios por etapas do funil de vendas permitindo focar esforços em ações com maiores chances de resultado
• Inclusão de anotações mantendo o histórico de relacionamento com o cliente
• Programação de tarefas sincronizadas automaticamente com a agenda do Broker
• Inclusão de cotações
• Sinalização se a oportunidade foi ganha ou perdida
• Cadastro do protocolo online de forma simples e prática a partir do negócio gerado

Controle de Pendências

A ferramenta Controle de Pendências foi desenvolvida pela Tecnologia em conjunto com a área de Operações da Rede Lojacorr. Tem como objetivo notificar o produtor com uma pendência sempre que a ausência de um protocolo online for detectada, mantendo assim, as informações recebidas das seguradoras, referentes ao acompanhamento das propostas e apólices de seguros sempre em dia no sistema.

HDI lança o Cota Fácil, nova ferramenta de cotação 2603

Sistema foi simplificado para o Corretor de Seguros

Em meio a revolução tecnológica pela qual o setor de seguros atravessa, as ferramentas digitais para agilizar os processos são essenciais para as companhias. Pensando nisso, a HDI Seguros, sexta maior seguradora de automóveis do Brasil, lançou o Cota Fácil. A novidade facilitará o processo de cotação para os Corretores e dará mais autonomia ao cliente interessado na contratação do seguro.

Com a nova ferramenta, o sistema foi simplificado. Agora, quando o corretor recebe o contato de um dos seus clientes, deverá preencher o sistema apenas com quatro informações: nome, CPF, e-mail e telefone. Feito isso, o segurado receberá um formulário no e-mail cadastrado e preencherá com as informações importantes para o contrato. Uma vez preenchido, o corretor receberá todos os dados completos para cotar o seguro solicitado.

“Essa ferramenta é mais um dos avanços que temos feito pensando nos nossos corretores e clientes. Sabemos como é a rotina de um corretor, portanto, desenvolvemos o Cota Fácil com o objetivo de dar mais tempo para que ele possa priorizar suas atividades. Ao mesmo tempo, o cliente fica com a autonomia das respostas para a cotação, ou seja, é uma etapa a menos no processo e ambos são beneficiados”, comenta Marcelo Moura, diretor de Massificados e Automóvel da HDI.

A novidade está disponível para os corretores dentro do HDI Digital, ambiente virtual da seguradora no qual os corretores realizam cotações e fecham negócios.

Negócios e inovação são temas de capacitações em novembro 1785

Endomarketing, vendas e tecnologia estão entre os assuntos


Para começar o mês, no dia 07 de novembro, Dirceu Corrêa Jr., CEO da Postmetria, ministra a palestra “Retenção de Clientes e Big Data: do NPS ao Social NPS!”, durante o qual visa aportar ao aluno conhecimentos teórico-práticos, para auxiliar as organizações no processo de orientação para mercado, para ampliação da satisfação e retenção de clientes.

No dia seguinte, Patrícia Soares, diretora da Unidade Móvel – Endomarketing, busca proporcionar reflexão e discussões sobre os processos de comunicação interna e a importância do Endomarketing nas empresas durante a 5ª edição da palestra “Endomarketing com Estratégia, Criatividade e Emoção”.

No dia 09 de novembro, a especialista em Marketing Digital Mariane Gonçalves ministra a 3ª edição da palestra “Como criar conteúdo para as redes sociais”, tendo em vista que uma empresa não pode mais estar fora das redes sociais, na qual é possível encontrar o seu público e interagir com ele de forma clara e eficiente. No mesmo dia, ocorre o workshop “Como vender mais para os mesmos clientes”, durante o qual a administradora e empreendedora Etiene Walesko fala das possibilidades de vender mais para os mesmos clientes, usando tudo o que você já tem em seu negócio.

Na semana seguinte, no dia 14 de novembro, ocorre a palestra “Foco: a arte de obter resultados”, ministrada pela coach e especialista em Coordenação de Dinâmicas de Grupo Joanne Maluf, que busca proporcionar aos participantes insights importantes acerca do poder do foco e sua influência na performance pessoal e profissional.

No dia 16 de novembro, Marcelo Paes, fundador da Tantum Inovação, ministra a 3ª edição do workshop “ExO – Organizações Exponenciais: o que você precisa saber para fazer negócios num mundo em transformação”, durante o qual se busca entender os segredos por trás das organizações exponenciais e aprender a identificar as oportunidades certas para acelerar um negócio, compreendendo que é importante abrir mão dos modelos de negócio ineficientes para enfrentar as mudanças atuais.

No dia seguinte, ocorre a palestra “Métodos Ágeis: entregando mais em menos tempo”, na qual Francine Facchini, entusiasta de metodologias ágeis, visa a melhoria de performance no dia a dia dos profissionais e ensinar como aplicar metodologias que facilitam a entrega de valor.

No mesmo dia, Giovana Strano, mentora e Coach de empreendedores e franqueados, ministra a palestra “Empreendedorismo: encontre o elo entre o sucesso e a felicidade”, durante o qual são mostradas ferramentas de autoconhecimento para quem deseja empreender e para quem já possui negócio próprio e busca alcançar melhores resultados.

As inscrições para o evento podem ser realizadas neste site. Mais informações podem ser obtidas através do e-mail eventos@farolcoworking.com.br ou pelo telefone (51) 3024-0048, diretamente com o Farol Coworking.

Retenção de Clientes e Big Data: do NPS ao Social NPS!
Quando: 07 de novembro, das 9h às 11h
Ministrante: Dirceu Corrêa Jr.
Inscreva-se aqui

Endomarketing com Estratégia, Criatividade e Emoção – 5ª edição
Quando: 08 de novembro, das 9h às 12h
Ministrante: Patrícia da Costa Soares
Inscreva-se aqui

Como criar conteúdo para as redes sociais – 3ª edição
Quando: 09 de novembro, das 9h às 10h30
Ministrante: Mariane Gonçalves
Inscreva-se aqui

Como vender mais para os mesmos clientes
Quando: 09 de novembro, das 14h30 às 17h
Ministrante: Etiene Walesko
Inscreva-se aqui

Foco: a arte de obter resultados
Quando: 14 de novembro, das 8h30 às 11h
Ministrante: Joanne Maluf
Inscreva-se aqui

ExO – Organizações Exponenciais: o que você precisa saber para fazer negócios num mundo em transformação
Quando: 16 de novembro, das 14h às 18h
Ministrante: Marcelo Paes
Inscreva-se aqui

Métodos Ágeis: entregando mais em menos tempo
Quando: 17 de novembro, das 9h30 às 11h
Ministrante: Francine Facchini
Inscreva-se aqui

Empreendedorismo: encontre o elo entre o sucesso e a felicidade
Quando: 17 de novembro, das 14h às 15h30
Ministrante: Giovana Strano
Inscreva-se aqui

A independência do Brasil, a ordem e o progresso 60

O sonho de Dom Pedro em governar para o povo ficou esquecido

Sete de setembro é a data que marca a independência do Brasil ocorrido no ano de 1822, ocasionada pela pressão das cortes Portuguesas, que defendiam o retorno do Pais, como o centro político do Reino Unido exigindo a submissão do Brasil a sua posição.

Reprodução

No Brasil, o príncipe regente Dom Pedro realizava reformas que não agradavam as elites portuguesas, que passaram a exigir seu retorno a Portugal. O destemido príncipe se recusou a atender as ordens portuguesas, optando por permanecer no País, no início de 1822, ficando este dia conhecido como o Dia do Fico.

No início de setembro deste ano as cortes portuguesas deram um ultimato para o príncipe retornar a Portugal, sob a ameaça de ataque militar. O príncipe estava em viagem para São Paulo. Recebendo às margens do riacho Ipiranga no dia 7 de setembro a comunicação vinda de Portugal, empunhou sua espada e declarou a Independência do Brasil.

Esta pequena síntese, mostra a bravura do príncipe regente e também o desejo manifesto em defender o povo brasileiro. 150 anos depois, no dia em que os brasileiros decentes, relembram esta data, exatamente num dos momentos mais conturbados da vida nacional, onde corruptos se arvoraram a enriquecer ilicitamente as custas dos brasileiros, saqueando os cofres da nação e do povo brasileiro, que paga impostos altíssimos para ter o direito de ter progresso com segurança, saúde, educação, empregos e vida digna, estamos a lamentar o nosso infortúnio em ver nosso povo passando dificuldades.

O sonho de D. Pedro em governar para o povo ficou esquecido. Salários são pagos parcelados, impossibilitando inúmeras famílias de viverem dignamente. Milhões de brasileiros andam pelas empresas na busca de uma vaga para trabalhar, sem conseguir, pois a crise assola a todos incluindo as empresas.

O lema que consta na bandeira brasileira clama por ordem e progresso. Onde estão estes valores?

Estão na mente e nos corações dos brasileiros honestos, ordeiros, trabalhadores que suam diariamente para viver dignamente, mesmo com o pouco que recebem porque possuem valores morais elevados condenando veementemente a corrupção e a desonestidade.

Reprodução

Em nome destes brasileiros quero enfatizar a coragem, o profissionalismo e os valores pessoais do Juiz Sérgio Moro, equipe da lava jato, além dos demais representantes do poder judiciário brasileiro, que com seu trabalho mostram que é possível ter esperança de viver em um país decente.

Conclamo a todos os profissionais decentes, honestos que atuam nas organizações, entidades públicas e privadas e empresas em geral, que não desistam de lutar para termos um país próspero e decente. Um País gigante como o Brasil, com tanta beleza e riquezas naturais, não pode se submeter aos corruptos, que tentaram dominá-lo.

É preciso recuperar os valores perdidos, dando prioridade para a educação, único caminho capaz de formar pessoas com conhecimento adequado para não permitir que esta situação que vivemos jamais se repita.