Evolução da corretagem de seguros norteia 12º Encor 3586

Palestras e Feira de Seguros versaram sobre as transformações do mercado

A décima segunda edição do Encontro Regional dos Corretores de Seguros do Rio Grande do Sul teve como grande temática: “Retomando o caminho do crescimento”. E foi exatamente isso que se observou nas palestras apresentadas e nos oportunos momentos de confraternização propiciados pela Feira de Seguros.

Palestra de Eduardo Tevah foi um dos grandes destaques do 12º Encor / William Anthony

Confira a categoria especial com todas as matérias e imagens do 12º Encor

O município de Bento Gonçalves, na Serra gaúcha, viveu dois dias intensos para o mercado de seguros não só gaúcho, mas também brasileiro. Não só a notável relevância dos assuntos abordados, bem como a organização impecável do evento, mas também a presença de grandes nomes do cenário nacional chancelaram a importância do Encor.

Empolgação fica por conta de painel sobre seguro de vida

Um dos momentos mais marcantes do 12º Encor foi o painel sobre Vida e Benefícios. O momento foi ministrado pelo vice-presidente da Icatu Seguros, César Saut, e o corretor de seguros e integrante do Million Dollar Round Table (MDRT), Josusmar Sousa.

O vice-presidente corporativo da Icatu Seguros, César Saut / William Anthony

Segundo o vice-presidente da Icatu Seguros, é preciso pensar hoje sobre o impacto do amanhã. “O smartphone mudou o futuro, a Kodak inventou a máquina fotográfica digital, não sucumbiu à inovação e hoje é uma empresa bem menor do que o seu potencial”, citou exemplos com a justificativa de que a humanidade está constantemente mudando de era.

Numa fala repleta de empolgação, Saut também defendeu que a maior parte das coisas que se modificam são previsíveis. “Novas tecnologias, mudança de comportamento do consumidor, gamificação, tudo é tudo possível”, disse. Também citou profissões que podem ter seus espaços reduzidos. “Como que apesar disto tudo as empresas e você vão sobreviver?”, indagou.

“Corretoras e seguradoras que tenham propósito e agreguem valor vão resistir”, afirmou em ponto alto da conversa. Na opinião do executivo, as corretoras ou seguradoras líderes do futuro podem ainda não ter aparecido: “Essa é uma reflexão e um exercício de humildade que temos que fazer o tempo inteiro”. “O desafio é: produtos ou capacitação? Inovação ou pessoas?”, frisou.

O corretor de seguros Josusmar Sousa, também membro do MDRT / William Anthony

Já o corretor de seguros Josusmar Sousa focou na sua trajetória de vida profissional, que conta atualmente com 20 mil vidas seguradas. “Recebemos cerca de 40 corretores na nossa corretora mensalmente para entenderem como vendemos seguro de vida de maneira tão simples”, contou.

Foi aos 21 anos que Josusmar começou na corretagem por necessidade financeira, o que, depois se tornou paixão e amor. “Por isso estou aqui hoje”, declarou ao lembrar que sempre quis trabalhar com profissionais de alta renda, como médicos, cirurgiões e dentistas.

Recordou que no começo de sua carreira ofereceu um termo de consentimento a um profissional cirurgião de que se ele não adquirisse um seguro profissional deixaria a família desprotegida. “O médico se sentiu tocado e adquiriu um plano mais barato. Anos depois foi vítima de um acidente de carro e meses depois a esposa me disse com o cheque em mãos: ele nos amava”, narra.

Foi neste momento que as vendas de Josusmar triplicaram. “Eu comecei a entender a finalidade daquilo que eu fazia”, destaca ao informar a plateia que se sente nervoso, pois a última vez que dividiu um palco foi com um colega que começou com ele na venda de seguros de vida porta a porta.

No Brasil, o mercado de vida corresponde a 125 milhões de pessoas sem seguro de vida e um total de 40 bilhões de reais neste segmento. “Nós corretores de seguros somos a elite do mercado de seguros, nós que saímos no sol e na chuva para proteger as pessoas”, finalizou.

Lideranças de seguradoras acreditam num mercado desenvolvimentista 

O painel das seguradoras contou com a participação de Murilo Riedel (presidente da HDI Seguros), Luis Gutiérres (presidente Grupo Segurador Banco do Brasil e MAPFRE), Marco Antônio Gonçalves (diretor geral da Bradesco Seguros), Adalberto Ferrara (presidente da Tokio Marine) e Rivaldo Leite (diretor executivo da Porto Seguro).

Murilo Riedel, presidente da HDI Seguros / William Anthony

O presidente da HDI lembrou de alguns números do mercado de seguros brasileiros nos últimos anos e também explicou algumas situações externas, como a diminuição da frota de automóveis, que incidem diretamente nos números. “Nós temos o desafio este ano e para os próximos quatro anos de vender seguros de automóvel para aquele cliente que não compra seguro de automóvel”, disse. “Isso mostra que o mercado está em constante mudança”, complementou.

Luis Gutiérres, presidente Grupo Segurador Banco do Brasil e MAPFRE, em entrevista ao Seguro Sem Mistério / William Anthony

As necessidades dos clientes mudaram, é o que o presidente do Grupo BB e MAPFRE considera. “Deveríamos perguntar a vocês como vão as coisas, quais os produtos que precisamos desenvolver para vocês. Além de quais as formações de vendas e estratégicas que vocês corretores precisam”, conceitou.

Marco Antonio Gonçalves, diretor geral da Bradesco Seguros / William Anthony

Vuca World foi uma expressão que Marco Antônio Gonçalves apresentou ao público de mais de mil corretores do 12º Encor, que se trata de conceitos de um mundo Volátil, Incerto, Complexo e Ambíguo. “Se as coisas parecem estar sob controle, você simplesmente não está correndo o suficiente”, conceituou.

Daqui há dez anos, na visão do diretor geral da Bradesco Seguros, o seguro de automóvel não será feito mais da mesma forma que fazemos hoje em dia. “O que nós temos que fazer é nos adaptar ao momento, nos antecipar as incertezas e inseguranças, que faz com que nós sejamos cada vez mais úteis a sociedade”, aconselhou ao lembrar que o mercado de seguros é desenvolvimentista, sempre se antecipando às tendências.

Adalberto Ferrara, presidente da Tokio Marine Seguradora / William Anthony

Para o carismático Adalberto Ferrara, presidente da Tokio Marine, o cenário econômico tem a sua própria agenda independe do político. “Isso é extremamente bom para o mercado segurador. Uma vez que a renda familiar também está subindo, logo veremos o aumento dos números de forma significativa”, acreditou.

Rivaldo Leite é diretor executivo da Porto Seguro / William Anthony

Rivaldo Leite lembrou da força do mercado de seguros gaúcho e citou motivos pelos quais a região terá anos prósperos em diversas áreas, uma delas seria o seguro rural. “Apesar dos pesares, o Governo Federal sempre irá dispor dinheiro para a bancada ruralista, o que vai direto na veia do Rio Grande do Sul. É um Estado com uma potencialidade muito grande no agronegócio”, defendeu.

Corretagem, economia e vendas

A palestra que abriu o segundo dia de Encor foi a do corretor de seguros e CEO da corretora de seguros online Minuto Seguros, Marcelo Blay. O executivo mostrou que é possível fazer uma corretagem mesclada com o mundo online e com o contato humano, com apólices concretizadas através de outros meios, como ligações telefônicas para conferir dados e presença do cliente.

Marcelo Blay, CEO da Minuto Seguros / William Anthony

O elemento humano é quem vai trazer as criatividades. “Vemos que os clientes que vem até nós já excluíram contratar seguros em opções como bancos. Eles querem ser atendidos por uma corretora de seguros”, conta. Além disso, a venda de seguros online se dá exatamente na mesma proporção do PIB. “Onde se concentram 80% de nossas vendas é em São Paulo e nos outros Estados vai se distribuindo uniformemente”, acrescenta.

O consultor empresarial Ademar Schardong / William Anthony

Em palestra que versou sobre as perspectivas econômicas e as oportunidades para mercado de seguros, o consultor empresarial Ademar Schardong considerou que falar sobre momento econômico é sempre difícil. “É relevante na nossa roda de amigos e família conversarmos a respeito se tudo valeu a pena do que aconteceu politicamente no Brasil nos últimos tempos, aos que praticaram os crimes e nos que permitidos um sistema que permitiu isso”, considerou. “O Brasil tem solução e ela está nas nossas mãos. Precisamos fazer uma reflexão sobre a nossa história recente”, complementou.

O historiador Leandro Karnal / William Anthony

O 12º Encor também contou com empolgante palestra sobre vendas, em que Eduardo Tevah mostrou aos corretores que é possível vender cada vez mais nestes novos tempos. Um painel de lideranças também contou com o presidente da Fenacor, Armando Vergílio, dando detalhes de como o seguro pirata está sendo combatido no Brasil. Por fim, o historiador e professor Leandro Karnal levantou a estima dos participantes falando sobre os desafios da mudança de postura para obtenção de resultados efetivos.

Confira todas as imagens do segundo dia do 12º Encor:

Autosul Express marca presença nas ações de verão do JRS 4334

Empresa oferece revisão e manutenção veicular de forma ágil

O #VerãoSuperSeguro do JRS conta com um time campeão de apoiadores. Hoje, vamos dar destaque ao Grupo Autosul, que cedeu uma unidade móvel para as produções da empresa jornalística na temporada de veraneio. São mais de duas décadas como referência em serviços de reparos automotivos e mais de 15 anos como locadora de veículos. Ao todo, quase 80 mil veículos já foram consertados pelo Grupo, 80% oriundos do mercado segurador.

As operações do Autosul Express trazem um grande diferencial de mercado: entrega do veículo no mesmo dia em que ele é recebido pela equipe. A ideia é que os autos não passem a noite na oficina. “Desde sempre procuramos inovar. Sempre estamos pensando em novas formas de empreender”, comentou o diretor Fernando Della Flora, em recente entrevista.

Serviço:
Autosul Express
Endereço: Av. Brasil, 863 – São Geraldo, Porto Alegre (RS).
Horário de Funcionamento: Entre 8h e 18h, de segunda a sexta-feira.
Telefone: (51) 3073-4040.

Ferramenta reúne estatísticas do mercado brasileiro de seguros e resseguros 1502

Base conta com 627 companhias de seguro

Tornar simples, intuitiva e ágil a busca e a geração de informações sobre o mercado segurador e ressegurador. Foi com esse propósito que a JLT Resseguros decidiu reunir em uma plataforma online os dados disponíveis no sistema de informações da Susep.

A ferramenta JLT ID permite extrair dados básicos ou criar relatórios personalizados de volume de prêmio, sinistros, custos, resultados e outras variáveis desde 2013, por mês ou por ano. A plataforma traz as informações de maneira mais dinâmica, funcional e amigável em relação ao sistema de informações do órgão regulador. A atualização da base é semanal e automática.

Por meio de dois módulos complementares, o usuário pode analisar as estatísticas pela ótica cedida (do segurador) e também assumida (do ressegurador).

“Cada usuário pode criar relatórios a partir do critério que preferir, de acordo com os interesses da gestão do negócio e da decisão de investimentos”, explica o vice-presidente de Treaty da JLT Resseguros, Pedro Farme D´Amoed.

A base conta com 627 companhias de seguro, 80 grupos seguradores e quase 20 parâmetros de análise que podem ser extraídos com a soma, a média, o valor mínimo ou máximo e o desvio padrão do período selecionado. O conteúdo gerado pode ser exportado para diversas plataformas.

“A geração de inteligência no mercado brasileiro de resseguros está alinhada à estratégia de negócios da JLT na medida em que evoluímos de broker transacional para broker consultivo”, completa.

Pós oferece formação completa para gestores comerciais 1440

Aulas terão início a partir de 16 de março e serão ministradas em oito cidades

O gestor comercial desempenha um importante papel na cadeia de valor de uma empresa seguradora ou corretora. É este profissional que avalia necessidades de mercado, prospecta clientes, oferece produtos e soluções, acompanha os movimentos e tendências do consumidor, e fornece atendimento de manutenção e relacionamento.

Até pouco tempo atrás, havia uma lacuna na capacitação desses profissionais, que foi preenchida pela Escola Nacional de Seguros em 2017, com o lançamento da pós-graduação em nível de extensão Gestão Comercial do Seguro.

Com uma visão holística da gestão comercial, o curso aborda o planejamento, o controle e a gestão do ambiente, os recursos envolvidos no processo de comercialização, e técnicas utilizadas em negociações.

O conteúdo é dividido em nove disciplinas presenciais, dentre elas Ambiente de Negócios de Seguros, Cenários Econômicos, Planejamento Estratégico de Vendas, Negociações Complexas em Seguros, Gestão do Relacionamento com o Cliente e Marketing de Serviços.

As aulas terão início a partir de 16 de março e serão ministradas em oito cidades: Belo Horizonte (MG), Campo Grande (MS), Curitiba (PR), Porto Alegre (RS), Recife (PE), Rio de Janeiro (RJ), Salvador (BA) e São Paulo (SP).

Parcelável em até sete vezes, o investimento é de R$ 5.000,00 em todas as localidades, com exceção de São Paulo, que tem o valor de R$ 5.500,00.

As inscrições estão abertas e devem ser feitas no site da Escola Nacional de Seguros, onde mais informações encontram-se disponíveis.

Primeiros meses do ano com ampla oferta de cursos técnicos 1454

No momento estão disponíveis 10 opções, em 10 cidades

O ano acabou de começar, mas a Escola Nacional de Seguros já oferece vasta programação de cursos de curta duração (técnicos). São programas de nível médio que visam a fundamentar, aprimorar e ampliar os conhecimentos dos alunos por meio de aulas teóricas e práticas, ideais para quem deseja acesso rápido ao mercado de trabalho ou requalificação profissional.

No momento estão disponíveis 10 opções, em 10 cidades. O primeiro curso será Prospecção e Comercialização de Seguros Massificados, em Brasília (DF), a partir de 1º de fevereiro. Na mesma cidade será ministrado Formação de Analista de Ouvidoria, com início no dia 5 do mesmo mês.

Também em 5 de fevereiro começarão as aulas do curso Fundamentos Básicos da Gestão de Riscos, em São Paulo (SP).

A partir de 6 de março serão realizados os cursos Fundamentos de Seguros e Gerenciamento de Riscos e Transferência por Seguro. O primeiro está agendado para São Paulo, Campinas (SP), Ribeirão Preto (SP), Santo André (SP) e Santos (SP). O segundo em São Paulo e no Rio de Janeiro (RJ). Na capital fluminense, o início será em 9 de abril.

No Rio, serão oferecidos outros dois cursos: Matemática Financeira e a Utilização da Calculadora HP 12C (12 de março) e Conceitos Básicos de Seguros (9 de abril). Este último também será ministrado em Blumenau (SC), a partir de 20 de março.

Ainda em março, no dia 26, terão início as aulas do curso Seguro de Responsabilidade Civil Geral, em São Paulo e Santo André.

Para finalizar, serão ministrados, em abril, Comunicação como Ferramenta de Vendas – A Arte de Falara em Público, em Maceió (AL), e Como Administrar uma Corretora de Seguros, em Fortaleza (CE). As aulas começarão, respectivamente, nos dias 16 e 23.

Ensino médio é o único pré-requisito para todos os cursos. Inscrições e mais informações estão disponíveis no site da Escola Nacional de Seguros.

Curso para formação de corretores terá material didático 100% digitalizado 1456

Estão abertas as inscrições para o Curso para Habilitação de Corretores de Capitalização, em 68 localidades

Acompanhando as tendências tecnológicas e sempre buscando formas de facilitar a rotina dos alunos, a Escola Nacional de Seguros está lançando novidades para o Curso para Habilitação de Corretores em 2018.

Uma delas é que todo o material didático passará a ser disponibilizado em ambiente digital, podendo ser acessado em plataformas variadas, como notebooks, celulares, tablets, entre outras. A mudança garantirá aos alunos mais flexibilidade e conveniência aos estudos, que poderão ser realizados em qualquer horário e local, de forma prática e ágil.

“Por meio de avaliações e pesquisas entre alunos e professores, procuramos entender as necessidades dos estudantes e adaptamos o curso de forma a torná-lo mais funcional, num esforço contínuo. Acreditamos que essas inovações irão contribuir para que os alunos absorvam o conteúdo de forma ainda mais eficiente”, afirma a diretora de Ensino Técnico da Escola, Maria Helena Monteiro.

Inscrições abertas

No momento, estão abertas as inscrições para o Curso para Habilitação de Corretores de Capitalização, em 68 localidades de todo o País. As aulas terão início a partir de fevereiro.

A Escola é a única Instituição credenciada a ministrar o Curso para Habilitação de Corretores de Seguros. Os aprovados recebem certificado e podem solicitar registro profissional junto à Superintendência de Seguros Privados (Susep).

O Curso de Capitalização é o primeiro do programa completo, que tem outros dois: Vida e Previdência, e Demais Ramos. Os requisitos para participar são ensino médio e maioridade.

Inscrições e mais informações, como investimento e conteúdo programático, estão disponíveis neste hotsite.