Vale para o fast-food e para viagens 2372

Por que não valeria para o seguro?

O proponente que, após ter apresentado proposta de seguro sobre seu automóvel, tê-lo submetido à vistoria prévia e estar, portanto, com seu veículo coberto, não honra com seu compromisso de pagar o boleto da entrada. Ou seja, teve seu veículo coberto por alguns dias e não pagou por isso.

As seguradoras cobram, neste caso, como “proposta improdutiva”, um valor que entendem que serve para pelo menos para cobrir: custos administrativos com o processamento da proposta, pagamento da vistoria que ela (seguradora) paga para a empresa terceirizada que a fez e para os dias em que o veículo do cidadão esteve segurado.
Até aí, analisando friamente, qualquer criatura de bem acha isso normal e justo.

Afinal, o “esperto” teve seu carro coberto por 7 a 12 dias, foi à praia e voltou, nada aconteceu, então simplesmente joga fora o boleto da entrada e não paga nada… Temos a seguradora como vítima de um golpe e o cidadão proponente como o golpista.

O problema é que a seguradora, em lugar de cobrar do golpista, de quem teve o carro coberto por alguns dias e deu o calote, cobra do corretor. Do corretor, que é tão vítima quanto a seguradora…

O corretor trabalhou, buscou o negócio, calculou, preencheu a proposta, entregou na seguradora, marcou a vistoria, acompanhou todo o processo e será o único prejudicado.  O corretor não vai ganhar nada, porque ele só ganha depois que o cliente paga à seguradora. E neste caso, além de não ganhar nada (já que se o cliente não pagou à seguradora, não há comissão), o corretor ainda vai ser o único prejudicado porque terá debitada em sua “conta corrente de comissões” na seguradora, o valor da tal “proposta improdutiva”…

O problema todo está na forma como as coisas são conduzidas.  O “sistema” é que está errado. Deveria ser invertido.

Deveria ser estabelecido que somente depois de pagar a “entrada” ou o “à vista” da apólice que está propondo é que a vistoria seria marcada e realizada, o risco avaliado e, se aceito, o negócio sacramentado com a consequente emissão da apólice.  E a cobertura do seguro deveria começar somente com a emissão da apólice. Sim, porque somente depois de cumprida pelo proponente sua obrigação principal, que é pagar a seguradora para que esta banque seu risco, é que o risco deveria ser avaliado e, se aceito, a apólice emitida, configurando, aí sim, com a emissão da apólice, a aceitação do risco.

Este deveria ser o modo de operação do mercado segurador brasileiro.  Com isso, jamais teríamos estes casos de clientes golpistas e corretores feitos de bobos e prejudicados.

Quando o cidadão vai ao fast-food: ele primeiro paga, para depois seu lanche ser feito. Quando o cidadão pretende viajar: primeiro ele paga a passagem, para depois viajar. Por que para a contratação de um seguro, para a entrega dos riscos à seguradora através da consultoria profissional de um Corretor de Seguros, é o contrário? Isso precisa ser urgentemente revisto.

Conseg: todos os olhares voltam-se para o Nordeste 2028

15 expositores nacionais e mais de mil participantes são esperados no evento

A cidade de Maceió (AL) recebeu o 3° Congresso de Corretores de Seguros do Nordeste entre os dias 31 de maio e 1º de junho. Mais de mil participantes e 15 expositores entre as grandes companhias seguradoras do país estiveram no Centro Cultural e de Exposições Ruth Cardoso. O encontro, que é o maior e o mais importante do mercado de seguros do Nordeste, contou com o apoio institucional da Federação Nacional dos Corretores de Seguros (Fenacor), do Sindicato das Seguradoras Norte Nordeste (Sindseg N/NE), do Sindicato das Seguradoras da BA/SE/TO e da Escola Nacional de Seguros (Funenseg).

O tema do congresso este ano foi “Adaptando-se às mudanças – evoluir conservando os princípios”. Na programação da feira, palestras dos órgãos reguladores e de outras empresas do mercado.

O potencial do mercado local pode ser expresso em números. Segundo dados da Confederação Nacional das Empresas de Seguros Gerais, Previdência Privada e Vida, Saúde Suplementar e Capitalização (CNseg), o mercado segurador movimentou cerca de R$ 58,4 bilhões no primeiro trimestre de 2018 no Brasil, sem contar o segmento de Seguro Saúde. A região Nordeste representa 10,6% da arrecadação do setor (cerca de R$ 6,1 bilhões). Até março deste ano, o setor como um todo devolveu R$ 32,3 bilhões à sociedade em forma de indenizações, sorteios, resgates e benefícios.

Com um stand Congresso, a Capemisa Seguradora participou do evento pelo terceiro ano consecutivo. Desta vez, a companhia reforça o lançamento do seu novo PME e a Campanha Sou+Você 2018. O superintendente regional Marcelo Vasconcelos fez uma apresentação no painel Diretores Regionais. Além dele e dos executivos da região da companhia, o diretor comercial, Fabio Lessa, também participou do evento.

A Previsul Seguradora atua no Nordeste por meio da sucursal da Bahia e escritórios em Pernambuco, Ceará e Rio Grande do Norte. Marcando presença também no evento, a diretora de Negócios, Andreia Araújo, destaca a importância de participar de congressos como este. “É uma honra muito grande estar presente neste evento de grande destaque no cenário nacional de seguros. O Nordeste é uma região muito importante para mercado segurador, e a Previsul busca oferecer ao nosso parceiro, o corretor de seguros, grandes possibilidades de negócios por meio do nosso portfólio de produtos e ferramentas digitais”, afirma.

Entre 2014 e 2017, a Tokio Marine registrou um crescimento de 32% na Região Nordeste. Além de marcar presença com um stand para receber os Parceiros de Negócios, a seguradora participou de dois painéis de debate. No primeiro, o Diretor Executivo Comercial, Valmir Rodrigues, reforçou a relevância estratégia do Nordeste para a companhia, apresentando a estrutura de atendimento nos nove estados e números como o crescimento de 62% no número de Corretores cadastrados na região em quatro anos.

Tokio Marine reforçou a importância estratégica da região durante a 3ª edição do Conseg-NE
Tokio Marine reforçou a importância estratégica da região durante a 3ª edição do Conseg-NE

O executivo também destacou o compromisso com qualidade e o início de operação da Tokio Marine Serviços (TMS) – internalização da Assistência 24 horas –, principal projeto da Tokio Marine em 2018, cujo processo de implementação chega este mês ao Nordeste.

Já o Diretor Comercial Varejo II, José Luis Ferreira da Silva, destacou o quanto a Tokio Marine está trabalhando para desenvolver produtos simples, com grande potencial de vendas. Entre os seguros que podem alavancar os negócios dos Corretores, ele citou Auto Frotas, Pequeno Embarcador e Transportador Vida, Garantia, D&O e Vida Individual.

As equipes de atendimento das Sucursais das regiões Norte e Nordeste, lideradas respectivamente pelos Superintendentes Comerciais, Cefas Rodrigues, e Ronaldo Dalcin, e o Superintendente Comercial Nacional Vida, Marcos Kobayashi, também estiveram no Congresso recepcionando os Parceiros de Negócios.

A SulAmérica também marcou presença no evento, com os gerentes das filiais Maceió, São Luís, Natal, Recife, Petrolina, Aracaju, Salvador e Fortaleza; o superintendente de relacionamento Saude/Odonto PME, Celso Rocha, e a gerente de clientes Odonto, Luciana Sallowick.

O superintendente de relacionamento Saude/Odonto PME da SulAmérica, Celso Rocha, no centro, e equipe da companhia prestigiaram o Congresso / Divulgação
O superintendente de relacionamento Saude/Odonto PME da SulAmérica, Celso Rocha, no centro, e equipe da companhia prestigiaram o Congresso

Na ocasião, Celso Rocha falou sobre nosso compromisso com a gestão de saúde e as recentes melhorias realizadas em nossos produtos, como o Pediatra em Casa, Sharecare, Reembolso Digital, entre outros. A Regional Norte e Nordeste da SulAmérica tem obtido bons resultados na carteira de saúde e odonto, com aumento de 12,2% em maio de 2018 frente a igual período do ano anterior.

Já os executivos da Allianz Seguros abordaram o potencial do mercado nordestino e apresentaram novidades de produtos no Conseg-NE. Eduardo Grillo e Alexandro Barbosa enfatizaram a importância estratégica da região e apresentaram aos corretores locais as reformulações ocorridas nos produtos de Automóvel, Residência e Vida.

Eduardo Grillo, diretor executivo Comercial da Allianz Seguros
Eduardo Grillo, diretor executivo Comercial da Allianz Seguros

No painel “O que devemos esperar do mercado de seguros do Nordeste”, o executivo Eduardo Grillo, diretor executivo Comercial da Allianz Seguros, evidenciou que a região acumulou R$ 8,6 bilhões em prêmios em 2017 e obteve aumento de 13,5%, sobre 2016. “O Nordeste foi a região do Brasil que mais se desenvolveu em seguros no ano passado. A nossa perspectiva é que o seu crescimento permaneça nesse patamar, de dois dígitos, sendo impulsionado pelas carteiras de Automóvel, Residência e Vida”, disse.

Alexandro Barbosa, diretor regional Norte e Nordeste da Allianz Seguros
Alexandro Barbosa, diretor regional Norte e Nordeste da Allianz Seguros

À tarde, Alexandro Barbosa, diretor regional Norte e Nordeste, abordou as oportunidades de negócios, com foco em diversificação, e apresentou as novidades dos seguros de Automóvel, Residência e Vida da seguradora – os três produtos passaram por simplificação de processos e estão mais ágeis para cotação. “No novo Allianz Auto, uma única cotação gera 12 cálculos para que o segurado possa comparar custos e benefícios e verificar aquela que melhor se encaixa às suas necessidades e há também um novo conceito de perfil de risco”, contou Barbosa. Já o Residência passou a ter diferenciais como: cobertura para veículo na garagem em caso de incêndio; novos serviços de assistência 24 horas; e opção de seguro para residências com escritório. E entre as novidades do Vida estão: capital segurado máximo de 1 milhão com cotação na ponta; vigência da apólice de cinco anos; e preenchimento e análise do questionário de saúde totalmente online.

Grupo MBM levou corretores e associados ao Sincor-PE para o evento
Grupo MBM levou corretores e associados ao Sincor-PE para o evento

Enquanto isso o Grupo MBM levou corretores e associados ao Sincor-PE para o evento. A companhia foi representada pelo diretor comercial, Luiz Eduardo Dilli Gonçalves, pelo superintendente comercial, Alexsander Kaufmann, juntamente com os executivos de contas das filiais Bahia, Ceará e Pernambuco/Paraíba, Antônio Daniel Mota, Abenor Nogueira Junior e Rodrigo Rabelo, respectivamente. “O Conseg/NE foi uma ótima oportunidade para a qualificação da área comercial, além de estimular o relacionamento do Grupo MBM entre corretores e parceiros”, comenta Kaufmann.

Grupo MBM no 3º Conseg/NE
Grupo MBM no 3º Conseg/NE

Trinta corretores de seguros, juntamente com o superintendente comercial, Alexsander Kaufmann, além do executivo de contas da filial MBM Pernambuco, Rodrigo Rabelo, saíram de Recife com destino a Maceió. “É uma ótima oportunidade para estreitar laços entre MBM e corretores. Agradeço a Ana Izabel Lopes da Silva, diretora do Sincor-PE, assim como o Carlos Valle, presidente da entidade e toda sua diretoria pela oportunidade e confiança”, comenta Rodrigo Rabelo.

O MBM foi patrocinador do Seguro AP Eventos do Congresso. “Foi uma honra estarmos presentes, já que o Seguro AP Eventos é um dos produtos que elencamos como carro-chefe da seguradora”, comenta Dilli. “Hoje, contamos com quatro filiais no Nordeste. Esta região vem oferecendo grandes oportunidades de negócios e, cada vez mais, o MBM está investindo para aumentarmos nossa penetração na Bahia, Ceará, Paraíba e Pernambuco”, complementa o executivo.

Com o conceito “Um mar de oportunidades com bons ventos para você”, a Porto Seguro apresentou aos Corretores informações e oportunidades comerciais sobre os produtos e serviços da companhia. Rivaldo Leite, Diretor Geral da seguradora, foi um dos participantes do painel “O que devemos esperar do mercado de seguros no Nordeste nos próximos anos”. Por sua vez, Jaime Soares, Diretor da Porto Seguro Auto, fez apresentação sobre o seguro de automóveis.

A Liberty Seguros, outra apoiadora do evento, marcou presença com um stand para que corretores conheçam as novidades da companhia, além de participar do painel de seguradoras representada por Emerson Passos, diretor Norte e Nordeste. “O Nordeste apresenta inúmeras oportunidades para o setor de seguros. É muito importante a participação da Liberty no Conseg para apresentar suas soluções e manter a proximidade dos corretores e parceiros da região, cujo papel é essencial para expansão do negócio”, reforça Emerson Passos, diretor Norte e Nordeste da Liberty Seguros.

O desempenho da Liberty no Nordeste em 2018 impressiona. O crescimento da companhia foi de 33,5%, enquanto o mercado cresceu 11,2% (excetuando-se os produtos de saúde, vida e previdência). Os números em Alagoas, onde aconteceu o 3º Conseg-NE, são ainda melhores. A Liberty Seguros viu seus resultados crescerem 49%, enquanto a alta do mercado foi de 9%.

A Sompo Seguros demonstrou aos agentes do segmento os investimentos para aumentar market share na região. Além de estande com destaque às mais recentes soluções da companhia em termos de produtos de seguros, os executivos da companhia também participam de diversos painéis, nos quais serão tratados aspectos relevantes de mercado, sejam eles de ordem econômica ou técnica.

Fernando Grossi, diretor executivo comercial da Sompo SegurosFernando Grossi, diretor executivo comercial da Sompo Seguros
Fernando Grossi, diretor executivo comercial

“A Sompo tem investido substancialmente para potencializar nossa atuação no mercado nordestino. A região tem uma capacidade bastante relevante em termos de expansão no segmento e pretendemos contribuir com esse movimento alcançando uma participação expressiva em carteiras que consideramos estratégicas”, destaca Fernando Grossi, diretor executivo comercial que representou a companhia no painel realizado com os CEOs das seguradoras.

Eduardo Fazio, Diretor Comercial para Rio de Janeiro, Espírito Santo, Norte e Nordeste da Sompo Seguros
Eduardo Fazio, Diretor Comercial para Rio de Janeiro, Espírito Santo, Norte e Nordeste da Sompo Seguros

“As estratégias que vimos adotando já trazem resultados para a companhia. No primeiro quadrimestre de 2018, a Sompo apresentou crescimento de 33% em seguros de Transporte e 10% em seguros de Pessoas em comparação aos quatro primeiros meses de 2017. Esses são índices acima da média de mercado e nós pretendemos continuar a conquistar mais representatividade nos nove Estados da Região com nosso portfólio de produtos”, destaca Eduardo Fazio, Diretor Comercial para Rio de Janeiro, Espírito Santo, Norte e Nordeste, que participou dos painéis técnicos do encontro, bem como Edson Toguchi, Superintendente de Grandes Riscos da Sompo.

Em seu processo de dinamizar a atuação no mercado nordestino, a Sompo anunciou em maio Ana Eliza Aladim como a nova Gerente de Negócios Corporativos para a Região Nordeste. Ela terá como desafio expandir o trabalho já realizado na Filial Recife para os demais estados da região. A executiva aumentou expressivamente a atuação da companhia em segmentos de riscos corporativos.

Para comentar sobre os principais desafios e oportunidades que o nordeste oferece ao mercado de seguros, Luis Gutiérrez, presidente do Grupo Segurador Banco do Brasil e Mapfre nas áreas de Auto, Seguros Gerais e Affinities, foi um dos palestrantes do 3ª Conseg/NE. Gutiérrez trouxe informações relevantes sobre o desempenho da companhia na região nordeste, assim como as carteiras que mais cresceram.

Jonson Marques de Sousa, diretor comercial da Rede Mapfre, também participou do evento, em painel com diretores técnicos, discutindo sobre as enormes possibilidades do mercado de seguros.

“O mercado de seguros no Nordeste apresenta uma excelente oportunidade de crescimento. O poder de compra do nordestino avança a cada ano e nós acreditamos que o seguro tem muito espaço para se desenvolver na região”, comenta Luis Gutiérrez.

A Essor Seguros foi representada pelo Executivo de Relacionamento, Tasso Gomes, que apresentou os produtos da seguradora aos presentes. Hoje, a carteira conta com os diversos seguros especializados, mas o foco será a divulgação do Seguro Penhor Rural – Equipamentos, recém-lançado pela companhia ao mercado.

Divulgação
Divulgação

Patrocinadora do Conseg, a Autoglass foi representada pela superintendente comercial Lyssia Chieppe e pelos executivos de contas Eduardo Noronha, Ricardo Martins e Thiago Schmid. Um dos pontos altos da participação da Autoglass no evento foi o sorteio de um Ipad entre os participantes. O sorteio foi promovido pela empresa e o ganhador foi o corretor de seguros Thyago Mendes, de Recife. Para Schmid, da Autoglass, “o momento do sorteio é sempre de muita descontração, ao mesmo tempo em que representa uma oportunidade de retribuir a nossa parceria com os corretores. A região nordeste sempre recebeu a Autoglass de braços abertos e faremos o melhor para deixar a nossa marca positiva por aqui”.

Lyssia, da Autoglass, reforça que eventos como esse são muito aguardados por todos os participantes, fortalecendo e contribuindo para o crescimento dos negócios que envolvem a categoria dos corretores: “a Autoglass é uma parceira dos corretores de seguros e participar do CONSEG/NE como patrocinador é motivo de muito orgulho para nós. Ficamos extremamente gratos por toda a receptividade que tivemos em um evento como este, além de que é muito satisfatório prestigiar as novidades dos nossos parceiros. O Sincor está de parabéns pela iniciativa”, comemora.

Na ocasião, ainda foi realizada ainda a cerimônia de posse da diretoria da Federação Nacional dos Corretores de Seguros (Fenacor). Entre os integrantes da nova diretoria está o diretor do Clube dos Corretores de Seguros do Rio de Janeiro (CCS-RJ), Amilcar Vianna, novo vice-presidente de Comunicação da entidade. Até então, ele atuava como diretor de Saúde. “É um desafio que vou abraçar com muito comprometimento e seriedade”, afirma.

Diretoria Fenacor
Divulgação

Eleita por unanimidade em abril, a chapa denominada “União, Trabalho e Desenvolvimento” é presidida por Armando Vergilio, reeleito para o cargo. Completam o grupo Robert Bittar, 1º vice-presidente; Alexandre Milanese Camillo, 2º vice-presidente; Maria Filomena (Sincor-MG), vice-presidente administrativa; Cláudio Simão (Sincor-SC), vice-presidente financeiro, entre outros. Tomaram posse Diretoria, Conselho Fiscal, Delegados Representantes junto à CNC e Vice-Presidências Regionais da Fenacor.

*Colaboraram: Agência Race, Agência RMA, Autoglass, CDN, Danthi, Edelman Significa, Literal Link, RP1, SmartPR e VTN Comunicação.

Por dentro de uma oficina automotiva: Make-up Canoas 3199

Empreendimento foca em satisfação do cliente

O Seguro Sem Mistério conferiu todos os detalhes de funcionamento de uma oficina automotiva. Referência na cidade de Canoas (RS), a filial da Make-up está localizada na Avenida Getúlio Vargas – 4.294.

“Minha esposa e eu somos os administradores da filial e percebemos uma oscilação grande no mercado, especificamente nos últimos dois anos. Por aqui mantemos uma boa rentabilidade e constante fluxo de clientes, com a prestação de serviços a companhias seguradoras parceiras”, explica Rodrigo Cardoso, gerente da filial Make-up em Canoas.

Os negócios da oficina são em grande parte relacionados ao setor de reparação automotiva. Serviços de acabamento, embelezamento, polimento e espelhamento complementam o portfólio da operação.

Cardoso explica que a oficina é referência em atendimento na região há algumas décadas. Desde janeiro de 2014 associaram-se a rede da Make-up, garantindo satisfação, bons custos e a garantia de diferenciais na prestação de serviços automotivos.

Joaquim Mendanha apresenta ações e próximos passos da Susep 3538

Joaquim Mendanha é superintendente da Susep

Superintendente da autarquia palestra no Almoço do Mercado Segurador, em Porto Alegre (RS)

Joaquim Mendanha, superintendente da Superintendência de Seguros Privados (Susep), palestra no próximo Almoço do Mercado Segurador. O evento, realizado há mais de 70 anos no Rio Grande do Sul, acontece no dia 28 de junho, no Clube do Comércio de Porto Alegre.

Apresentado pelo Sindicato das Seguradoras do Rio Grande do Sul (Sindseg/RS) e pelo Sindicato dos Corretores (Sincor/RS), o painel apresenta um resumo das últimas ações e os próximos passos a serem dados pela autarquia que regula o mercado brasileiro de seguros.

Profissionais de Minas debatem qualidade de vida produtiva 3156

Relax

Encontro acontece no dia 21 de junho

Frederico Porto é médico psiquiatra, nutrólogo e consultor
Frederico Porto é médico psiquiatra, nutrólogo e consultor

Um bom desempenho de um atleta é gerado com a capacidade que ele tem de gastar e recuperar a sua energia. A mesma coisa deve ser feita por um executivo que, mais do que ter bom currículo, deve conseguir suportar a pressão.

Para falar mais sobre o assunto e orientar as pessoas em como alcançar um Estado de Performance Ideal (EPI), o médico psiquiatra, nutrólogo e consultor, Frederico Porto, ministrará a palestra Qualidade de Vida Produtiva. O evento, promovido pelo Sindicato das Seguradoras de Minas, Goiás, Mato Grosso e Distrito Federal (SindSeg MG/GO/MT/DF), acontece no dia 21 de junho. O auditório do sindicato, localizado na Avenida Afonso Pena, 726 – 22º andar – Centro de Belo Horizonte (MG), é palco deste momento.

Executivos e profissionais interessados em aumentar a performance e a saúde com menos gasto de energia podem participar. Para isso, devem fazer a inscrição pelo site do sindicato, neste link. “Nesta apresentação, transmitiremos modelos para ajudar os participantes a criarem equilíbrio em suas vidas e, assim, conquistarem melhores resultados, tanto no campo pessoal quanto profissional”, explica Frederico.

“O SindSeg trabalha em busca de temas que agregam a carreira dos profissionais do mercado de seguros e esse assunto é rico para o segmento. Queremos contribuir para os profissionais serem ativos e saudáveis”, explica Augusto Matos, presidente do sindicato.

Prioridades e perspectivas do setor no Fórum Nacional de Seguro de Vida e Previdência Privada 1369

Presidente do CVG-RJ, Carlos Ivo Gonçalves, pres. do CVG-SP, Silas Kasahaya, pres. do CSP-MG, João Paulo Moreira de Mello

Organizado pela FenaPrevi, encontro chega a 9ª edição

Realizado pela FenaPrevi, a 9ª edição do Fórum Nacional de Seguro de Vida e Previdência Privada reuniu especialistas nacionais e internacionais para debater as tendências e inovações do mercado mundial de seguros de pessoas, o cenário econômico do País, modelos de regimes previdenciários e os desafios econômicos a serem enfrentados pelo próximo governo.

Presidente do CVG-SP, Silas Kasahaya, pres. do CVG-RJ, Carlos Ivo Gonçalves, pres. da Icatu Seguros, Luciano Snel, e pres. do CSP-MG, João Paulo Moreira de Mello
Presidente do CVG-SP, Silas Kasahaya, pres. do CVG-RJ, Carlos Ivo Gonçalves, pres. da Icatu Seguros, Luciano Snel, e pres. do CSP-MG, João Paulo Moreira de Mello

O Clube de Seguros de Pessoas de Minas Gerais (CSP-MG) participou do fórum bienal, que aconteceu nesta terça-feira (12), no Centro de Eventos WTC, em São Paulo. O presidente da entidade, João Paulo Moreira de Mello, representou a instituição no evento. Ao todo mais de 400 pessoas acompanharam a programação.

Entre os participantes, o diretor do Insper, Marcos Lisboa, os economistas Gustavo Franco, Marcio Pochmann e Hélio Zilberstein, o ex-ministro da Previdência, José Cechin, a analista de Políticas da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OECD), Jessica Mosher, e o CEO da Aegon Blue Square RE, Chris Madsen, ativista na integração da inteligência de startups e insurtechs nas soluções de seguros.

Edson Franco (presidente da FenaPrevi) e João Paulo Moreira de Mello (presidente do CSP-MG)
Edson Franco (presidente da FenaPrevi) e João Paulo Moreira de Mello (presidente do CSP-MG)

Na abertura do evento, o presidente da FenaPrevi, Edson Franco, falou sobre as prioridades e perspectivas do setor. O executivo ressaltou que é preciso ampliar o acesso dos brasileiros à proteção securitária. Segundo ele, o mercado deve investir em novos produtos, como o Vida Universal, e em programas de educação financeira para desenvolver a cultura do seguro na sociedade.

“O Brasil tem grande potencial e não está condenado à sina de baixo crescimento econômico. Temos um mercado segurador sólido, que pode contribuir na construção de um País melhor”, explicou Franco.

Também presente, o superintendente da Susep, Joaquim Mendanha, destacou as ações da autarquia para fomentar o desenvolvimento do setor, incluindo as discussões com representantes de insurtechs para que se desenvolvam dentro das regras do mercado.

O último painel do dia, mediado pelo jornalista Carlos Alberto Sardenberg, foi reservado ao debate em torno da reforma da Previdência. Economistas e acadêmicos apresentaram propostas e apontaram caminhos para a manutenção do sistema previdenciário.

O presidente do CSP-MG, João Paulo Mello, avaliou positivamente o evento. “Foi uma excelente oportunidade de debater os rumos do setor diante das perspectivas econômicas, demográficas, impactos da longevidade e experiência de outros países, o que é fundamental para buscarmos as nossas soluções”.

Silas Kasahaya é presidente do CVG-SP / Divulgação
Silas Kasahaya é presidente do CVG-SP / Divulgação

“Esse fórum é de extrema importância para que possamos discutir o desenvolvimento do mercado de Seguro de Pessoas”, ressalta o presidente do CVG/SP, Silas Kasahaya.

*Com informações de Déborah Gurgel e Oficina do Texto.