Atenção às oportunidades garantem futuro tranquilo 1003

Pelotas recebe Seminário de Seguros do Sincor-RS

O vice-presidente corporativo da Icatu Seguros, César Saut / William Anthony

A cidade de Pelotas, no sul do Estado, recebeu o último Seminário de Seguros promovido pelo Sindicato dos Corretores de Seguros do Rio Grande do Sul, nesta sexta-feira (10). “A cidade é hoje um polo de suma importância para os corretores e a região Sul como um todo vem crescendo constantemente. Por isso trouxemos a quinta edição deste evento, que faz parte do nosso projeto de interiorização, e que visa a atualização profissional e troca de experiências”, destacou Ricardo Pansera, presidente do Sincor-RS.

Ricardo Pansera, presidente do SIncor-RS, e André Thozeski, diretor de Marketing da entidade / William Anthony

A tarde foi dividida em dois painéis. O primeiro, sobre novas oportunidades, contou com o vice-presidente corporativo da Icatu Seguros e presidente da Rio Grande Seguros, César Saut, o superintendente da Região Sul da Bradesco Seguros, Anderson Mundim, e a gerente de automóvel da HDI, Ana Luiza Dal Pian, como expositores. Além da participação de Pansera como mediador.

Saut salientou a importância de se enfrentar o pessimismo, característica que muitos brasileiros demonstram ao se referir ao seu próprio país. “O Brasil é um poço de oportunidades, os mercados que mais crescem no mercado de seguro de pessoas é China e Brasil, com uma perspectiva de 5 a 10%”, salientou ao lembrar que 90% da população nacional não possui seguro de vida, o que representa grandes oportunidades.

O mercado de seguros retorna à sociedade R$ 222 bilhões, por parte das seguradoras. Para o superintendente da Bradesco Seguros, não há como fugir das obrigações sociais inerentes ao papel do seguro e das práticas de atender bem, tanto corretores como segurados. “Atualmente todo mundo quer agilidade e eficiência e, além disso, se faz necessário ofertar todos os tipos de proteção ao segurado para que as soluções sejam ainda mais completas”, disse.

Ana Luiza Dal Pian focou nos desafios e perspectivas do mercado de seguro de automóvel. Com a constante mudança de comportamento do consumidor brasileiro, que pode acarretar na diminuição de carros nas ruas devido às novas tecnologias que oportunizam serviços de compartilhamento, é importante ao mercado de seguros estar atento a essas transformações. “A HDI não quer tirar ninguém do mercado, e sim fazer o ecossistema funcionar com a ajuda da tecnologia”, complementou.

Com a mediação do advogado Juliano Ferrer, a especialista de seguro de pessoas da MAPFRE, Katiane Frigulha, e o subscritor de riscos de engenharia e Responsabilidade Civil da Sompo Seguros, Luciano Azevedo, comandaram o segundo momento do Seminário de Pelotas. Para a especialista da MAPFRE, o seguro educacional ainda precisa ser mais explorado: “É um universo azul para os corretores navegarem e até mesmo perguntarem às escolas ao seu entorno se estão protegidas por uma apólice. Quanto mais for falado, mais as pessoas vão entendendo”.

Azevedo diferenciou risco de engenharia e responsabilidade civil: o primeiro é a proteção a própria obra e o segundo danos a terceiros. “Precisamos entender o que o cliente quer e do que ele precisa”, lembrou ao ressaltar que apólices como essas tem na assessoria do corretor uma peça fundamental. “O seguro nos traz otimismo, pois é ele que garante a tranquilidade social”, refletiu o mediador Juliano Ferrer ao encerrar o momento.

Seminário de Seguros em Pelotas – Todas as imagens

Cooperativas de proteção veicular caminham para regularização 6010

Comissão especial de Seguros e Previdência

Corretores de seguros poderão comercializar produtos do nicho que deverá ser fiscalizado pela Susep

Inicialmente proposto pelo deputado Lucas Vergílio (SD-GO) para criminalizar as cooperativas de proteção veicular, o Projeto de Lei 3139/15 agora abre espaço para a legalização do seguro mútuo no Brasil. A Comissão Especial de Seguros e Previdência, da Câmara dos Deputados, aprovou o parecer do deputado Vinicius Carvalho (PRB-SP), relator do projeto.

O projeto de lei complementar será apreciado em três comissões permanentes antes de ser enviado ao plenário para votação definitiva. O texto equipara as cooperativas às seguradoras veiculares, mas a regulamentação será específica para o nicho. Itens como região de atuação e tamanho da operadora serão levados em conta. O seguro mútuo, também será fiscalizado pela Superintendência de Seguros Privados, a Susep.

Outras normas como apresentação de contratos claros, com descrição detalhada dos planos e serviços oferecidos, especificação de áreas geográficas de atuação e cobertura, além de comprovação de viabilidade econômico-financeira serão exigidas das cooperativas, que terão 180 dias, após tramitação e sanção presidencial, para adaptar suas operações às novas regras.

São mais de 5 milhões de motoristas que confiam em mais de 2 mil associações, segundo dados da Federação Nacional de Associações de Benefícios (Fenaben). As medidas aprovadas por unanimidade pelos deputados da Comissão Especial ainda impedem que as cooperativas possam atuar em outros segmentos além do ramo automotivo. As empresas serão enquadradas no sistema financeiro nacional e também devem pagar impostos, assim como as companhias de seguros, e também poderão contratar resseguros a fim de garantir a prestação de serviços.

O relatório prevê a atuação de corretores de seguros na comercialização de planos de seguro mútuo. Esses profissionais não poderão ser acionistas ou sócios de instituições que atuem no Sistema Nacional de Seguros e Previdência (SNSP).

Confira a íntegra da proposta original.

Confira a íntegra do parecer do relator Vinicius Carvalho (PRB-SP).

E você, o que pensa sobre o assunto?

Luan Santana encerra programação do 18º Conec 3387

Luan Santana

Maior encontro nacional de corretores de seguros acontece em setembro

O cantor Luan Santana vai encerrar a programação do Conec, maior encontro brasileiro de corretores de seguros. O evento é promovido pelo Sindicato dos Corretores de Seguros no Estado de São Paulo (Sincor-SP) e acontece entre os dias 27 e 29 de setembro.

A festa comandada por um dos maiores cantores sertanejos do Brasil acontece a partir das 22h30min, no último dia do Congresso. A ideia do Sincor-SP é oferecer entretenimento após uma grade intensa de palestras.

O presidente do Sincor-SP, Alexandre Camillo, explica que, neste ano, o congresso terá uma grade única de palestras para que todos os inscritos aproveitem os painéis. “Abordaremos os temas sob um novo olhar, para levarmos ao corretor uma visão de futuro”, comenta.

As inscrições continuam com o preço de lançamento e podem ser parceladas em até 6x no cartão de crédito ou 5x no boleto bancário. Para associados ao Sincor-SP, o investimento é de R$ 575, para corretores de seguros não associados, o valor da inscrição é de R$ 1.045 e para outros profissionais, o valor fica em R$ 1.560.

O valor de inscrição contempla alimentação, pasta do congressista, sorteio de automóveis, sorteio de prêmios, cerimônia de abertura e shows. No entanto, para a categoria de Colaborador Chave a cerimônia de abertura, a pasta do congressista, o sorteio de automóveis e o grande show de encerramento não estão inclusos.

O 18º Conec acontece de 27 a 29 de setembro, no Transamerica Expo Center, e todas as novidades podem ser acompanhadas neste site.

RS: Pedrinhas em seguros comemoram 13 anos e empossam nova diretoria 2292

Grande número de participantes prestigiou alçada de Ana Maria Pinto à presidência da entidade 

Uma noite especial aos amigos e colegas do mercado gaúcho de seguros marcou os 13 anos do Clube da Pedrinha. A noite desta segunda-feira (21) foi palco para a posse da nova diretoria e de Ana Maria Pinto na presidência da entidade.

“Agora me sinto preparada para este desafio e a diretoria me apoiou. Ver tudo o que foi dito na noite de hoje e ver a presença efetiva dos colegas do setor me emociona”, contou a também assessora de Marketing e Comunicação do GBOEX.

O momento foi de saudação à gestão de José Coelho, que segue atuante no Clube. Para o próximo mês, foi anunciada palestra de Jane Manssur, coordenadora da unidade Rio Grande do Sul da Escola Nacional de Seguros.

Confira a nova diretoria do Clube da Pedrinha (RS):

Ana Maria Pinto / presidente
Yara Bolina / vice-presidente e responsável pela área social
Andreia Alves / secretária
Suellen Castro da Silva Farias e Luiz Felipe Amabile Loch / diretora jurídica e diretor-adjunto
Luciane Rodrigues / diretora financeira
Ana Paula Netto / diretora social
Eliane Freitas e Nivea Lopes / diretora de marketing e diretora-adjunta
Giovani Menger e Fernando Menezes / diretor de relações com o mercado e diretor-adjunto
Jari Rohde e Estela Formiga / diretores de extensão interior

Posse da nova diretoria e aniversário do Clube da Pedrinha em Seguros – Todas as imagens:

Mapfre Seguros leva corretores e parceiros para 5ª etapa da Stock Car 3455

Mapfre leva corretores para a Stock Car

Domingo foi marcado por recorde de pontos e disputa eletrizante na competição

O piloto da Cimed Chevrolet Racing, Marcos Gomes, reagiu na disputa pelo título da Stock Car 2018. Gomes estabeleceu o novo recorde de pontos na temporada em um final de semana: 42 pontos. Ele saltou do sétimo para o segundo lugar na competição.

Átila Abreu (Shell) também subiu ao pódio na rodada dupla. Agura, a Stock Car dá uma pausa de dois meses no campeonato e volta às pistas no começo de agosto para a Corrida do Milhão, que será disputada no Autódromo Ayrton Senna, em Goiânia (GO).

A Mapfre Seguros convidou aproximadamente 50 corretores parceiros que prestigiaram a quina etapa da disputa, mesmo com um domingo marcado pelo frio em Santa Cruz do Sul (RS). “Com esse pessoal estamos bem agasalhados e muito felizes em confraternizar com nossos parceiros. O corretor de seguros é nosso principal canal de distribuição e conta com 10 sucursais para atendê-lo em todo Rio Grande do Sul”, reitera Sandro Pinto de Moraes, diretor territorial da Mapfre no Rio Grande do Sul e parte de Santa Catarina.

A companhia apoia não apenas a Stock Car, como os carros da Renault na Fórmula 1. “Isso tem tudo a ver com nosso negócio”, completa o executivo.

Mapfre leva corretores de seguros para a Stock Car – Todas as imagens:

*Com informações de Gazeta Esportiva e F1 Mania.

Berkley comemora resultados e expande operações na Região Sul 8740

Companhia foca em qualificação e aproximação com profissionais da corretagem de seguros

A Região Sul já representa 21% do volume de negócios fechados pela Berkley no Brasil. Os R$ 11 milhões em prêmios emitidos pelo nicho de Responsabilidade Civil Geral em 2017 animam os executivos da companhia, que focam na subscrição e na qualificação total dos profissionais de ponta a ponta.

Marcelo Benevides é diretor comercial da Berkley no Brasil

A regional Porto Alegre da companhia passou por uma recente alteração. Agora, Cássio Jardim responde pela gerência comercial da filial. “Essa mudança vai de encontro com um foco maior à todos os segmentos e produtos em que a Berkley atua. Por isso, trouxemos o Cássio, por já conhecer o mercado local e os corretores da região. É preciso atuar fortemente no relacionamento, atrair novos parceiros e expandir nossa produção em todos os segmentos, com foco no Seguro Garantia, nosso carro-chefe”, explica Marcelo Benevides, diretor comercial da seguradora no Brasil.

Benevides explica que a companhia investiu muito em pessoas e em tecnologia. “Um bom relacionamento através de pessoas, propiciando eficiência e agilidade para fazer os negócios com menos burocracia é fundamental nessa nova realidade – e é isso que buscamos na nossa operação”, completa. O executivo também vê o momento atual com entusiasmo, pois percebe a retomada dos investimentos após o período de crise econômica. “Vamos focar muito no desenvolvimento na área de engenharia, para isso, temos que desenvolver ainda mais nossos negócios”, reforça.

O Seguro Garantia é o principal produto da companhia no Brasil. Por isso, a Berkley investe na venda cruzada, o chamado “cross selling“. “É uma grande cadeia de produtos, que começa com o garantia, vai para o ramo de Obras, E&O, D&O e outros”, comenta Marcelo Benevides.

Alexandro Barbosa Sanxes é o diretor de Property da Berkley Internacional do Brasil

O diretor de Property, Alexandro Barbosa Sanxes, pensa da mesma forma. “Temos produtos bem focados e especializados, que permitem essa solidificação da carteira de clientes. Temos uma equipe altamente qualificada em todos os níveis, com especialistas e engenheiro atuando a todo momento. Nossas ferramentas permitem atender qualquer tipo de negócio, sempre com a visão de renovar produtos, reforçar nossos laços com os corretores de seguros e promover especializações regionais para atender os mercados em sua plenitude”, conta.

Glaucio Costa é superintendente da Berkley na Região Sul

O superintendente da Berkley na Região Sul, Glaucio Costa, demonstra total entusiasmo com o nível dos corretores de seguros do Rio Grande do Sul. “O conhecimento técnico desses profissionais é surpreendente. Protegemos riscos diferenciados e é grande o número de corretores com aptidão e conhecimento para isso. Temos preparado a empresa para conquistar novos parceiros de negócios e estamos muito felizes com os números”, afirma. No primeiro quadrimestre, a companhia cresceu 18% na região, em relação ao ano passado.

Cassio Jardim, novo gerente da filial Porto Alegre da Berkley, ao lado do corretor de seguros Paulo Cardoso

Com vasta experiência no setor, Cássio Jardim diz estar satisfeito com as primeiras percepções no posto de gerente da filial Porto Alegre. “O que chama minha atenção é a forma como a companhia conduz seus negócios e trata seus parceiros. É isso que gosto de fazer, lidar com pessoas, me sinto gratificado e com uma expectativa muito boa de que vamos crescer bastante e fazer bons negócios aproveitando a expertise e os procedimentos da empresa”, finaliza.

Café da Manhã com a Berkley Seguros – Todas as imagens: