A importância dos corretores no mercado de planos de saúde 5595

Profissional é fundamental para a retomada do crescimento no setor

Com vendas on-line e inúmeras outras novidades no mercado de planos de saúde, muitos podem pensar erroneamente que a profissão de corretor já não é mais relevante e talvez que já não seja tão próspera. Porém, essa ideia é errada, pois o corretor é o combustível que o segmento precisa para manter a máquina funcionando, mesmo com a venda on-line, sem esse profissional fundamental, nada acontece.

O que está faltando ao mercado é uma conscientização maior sobre como valorizar o trabalho desenvolvido pelo corretor. Os executivos e as empresas do setor devem se unir no esforço de melhorar a comunicação e o relacionamento entre as operadoras ou seguradoras com as plataformas e seus corretores, pois existe atualmente uma grave falha na comunicação. Os dois lados são fundamentais na engrenagem que faz os negócios se movimentarem. Pois de nada adianta investir na marca e não valorizar quem forma opinião com o consumidor final e fomenta o mercado.

Entre os entraves que desestimulam o corretor está a limitação no atendimento dos gestores, pois não há muito empenho para solucionar os casos em que depende deles para sequenciar os processos de implantação. Infelizmente, existe um preconceito com o corretor pela não exigência de formação profissional e pelo fato de existirem maus profissionais. Quando um apronta, todos são vistos da mesma forma! Dentro das empresas há pessoas que não gostam de corretor, e nos bastidores é comum se ouvir que “corretor é um mal necessário“.

Essas empresas precisam ficar atentas e se juntar a outras para defender o que é importante para o mercado. Na ACOPLAN – Associação dos Corretores de Planos de Saúde -, que atualmente conta 80 empresas, há um trabalho de valorização e unificação de esforços com objetivo de melhorar o desempenho do setor. Poderia ter muito mais associados, mas mesmo com uma taxa simbólica – apenas para manter os custos –, muitos não querem unir esforços para elaborar grandes projetos que serviriam para o crescimento de todos.

De qualquer forma, a profissão de corretor sempre estará em alta, o que muda são os profissionais, a forma como encaram as mudanças e enxergam os conflitos. Toda crise tem o lado positivo e negativo. Para qual foco você vai se concentrar? É fato que as ameaças trabalhistas e o avanço da venda on-line serviram de incentivo para que muitos profissionais abandonassem o mercado, a resistência pelo novo, a falta de conhecimento por achar que “não preciso de treinamento” fizeram com que muitos deles desistissem do setor, alguns não se adaptaram. Por outro lado, a crise trouxe outros profissionais, uma nova geração, com habilidades de informática e técnicas de persuasão por telefone, oriundos dos grandes call centers que substituíram milhares de profissionais pela tecnologia.

A inclusão da tecnologia veio para somar, embora algumas pessoas ainda estão presas em um mundo arcaico, vendo a tecnologia apenas por causa do WhatsApp, do Facebook e do Instagram, sem se aprofundar no assunto como se deve. Integrar os processos de venda, o cadastro e o pós-venda é muito importante. Hoje é possível realizar uma venda para um cliente de qualquer parte do país, facilmente – sem ter qualquer contato físico – 90% é on-line. A pessoa recebe o contrato via e-mail, imprime e encaminha para o corretor dar entrada na operadora ou na seguradora.

Buscando ainda mais valorização, muitos corretores estão se aperfeiçoando na formação e outros estão atuando com a cocorretagem, que já é realizada entre as seguradoras, porém apenas entre corretores susepados (por contrato PJ – Pessoa Jurídica), a plataforma emite nota somente da parte que lhe cabe e o corretor da parte dele, além disso exclui das partes o processo financeiro que demanda tempo e investimentos, traz mais segurança de pagamento recebíveis para os corretores, principalmente no quesito vitalício.

Segundo a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), em um ano cerca de 1,7 milhão de pessoas deixaram de ter plano de saúde no Brasil. O mercado sofreu com a crise, mas agora está sendo reconstruído, a tendência é crescer de forma organizada e mais equilibrada. O investimento agora será em mais treinamentos para esse novo momento, pois exigem mão de obra mais qualificada, a tecnologia é nossa aliada e trará mais benefícios para o setor.

*Rosa Antunes é presidente da Associação dos Corretores de Planos de Saúde (ACOPLAN)

Segmento de franquias cresceu 8% em 2017 1849

Investimento em um negócio consolidado é a grande chance para quem quer abrir o seu próprio negócio

Cresce cada vez mais o número de franqueados no Brasil. É o que apontam os dados preliminares da Associação Brasileira de Franchising (ABF) em relação ao ano de 2017, divulgados no dia 11 de janeiro. De acordo com a entidade, o mercado de franquias teve um crescimento de 8% no ano passado, gerando um faturamento de 163 bilhões.

Ser dono da sua própria empresa e investir em um sistema de negócio já modelado são algumas das atribuições que fazem as pessoas pensarem em adquirir franquias de empresas já consolidadas no mercado. Os dados da ABF mostram que, no Brasil, 88% dos novos empreendedores estão concentrados no Sudeste. A alta concentração de franqueados na região faz com que os outros 12% sejam divididos entre Centro-Oeste (6%), Nordeste (4%), e Sul (2%).

Além disso, os números indicam que no mercado brasileiro, o investimento em franquias nacionais ((88%) é superior em relação ao de países como Estados Unidos (4%), Espanha (4%), Japão (2%) e França (2%). Logo, com o aumento de franquias no Brasil, cresce também o número de oportunidades de emprego. Só em 2017, mais de 1,2 milhões de empregos foram gerados pelo franchising.

Life Brasil Franchising teve início em 2017 e conta com franqueados nas regiões Sudeste e Sul do Brasil

Além dos dados que mostram o crescimento do mercado de franquias no Brasil, a expansão da empresa e a importância do garantir um seguro de vida foram alguns dos pontos que levaram o Grupo Life Brasil a inovar e lançar o seu próprio sistema de franquias: a Life Brasil Franchising. O projeto teve início em 2017 e já conta com franqueados nas regiões Sudeste e Sul do Brasil.

Um dos diferenciais da holding, que possui quase 20 anos de experiência na venda direta de seguro de vida, é o treinamento da metodologia de sucesso em vendas. Com isso, além de receber o negócio modelado, os futuros empreendedores também têm a oportunidade de aprender, em duas semanas de ensinamentos, com a equipe de formação em ProteCoaching do Grupo.

Um dos exemplos mais recentes de novos franqueados da holding é o empresário Daniel Mendes Campos Cardoso, 32 anos. O novo franqueado do Grupo Life Brasil adquiriu uma franquia home office, recebeu os treinamentos da metodologia de vendas da empresa e já conta com uma equipe de trabalho em Belo Horizonte, Minas Gerais.

“Nesse processo, o ponto mais importante no meu treinamento foi a metodologia do Grupo Life Brasil e os números apresentados. Todo esse conceito que a empresa criou para alcançar esse sucesso foi comprovado e funciona. Além disso, todo esse método para garantir excelência nas vendas foi repassado passo a passo para aplicarmos no nosso negócio”, disse Daniel.

Com a estimativa a favor do franchising em 2018, o Grupo Life Brasil possui uma grande meta: expandir suas franquias pelo país e garantir 80 franqueados neste ano. Para isso, a holding conta com quatro modelos de franquia (home office e três opções de escritório), com investimento inicial a partir de R$ 23.990 e tempo de retorno estimado em seis a dez meses. O franqueado pode alcançar até 2.500% de retorno num prazo médio de cinco anos.

Para saber mais informações sobre como adquirir uma franquia da holding, basta acessar este site..

Tokio Marine cresce 24,5% em cidades do interior de São Paulo 769

Destaques da unidade regional I foram as carteiras de Auto e Transporte

Julio Sato, diretor comercial Varejo São Paulo Interior I
Julio Sato, diretor comercial Varejo São Paulo Interior I / Divulgação

A Tokio Marine amplia cada vez mais sua participação no interior paulista. A seguradora registrou aumento de 24,5% no volume de negócios gerados em 2017, na comparação com o mesmo período de 2016. Os resultados obtidos são fruto, principalmente, do desempenho nas carteiras de Auto, com incremento de 27,9%, e de Transportes, com crescimento de 40,8%.

“Essa conquista mostra a força da parceria com os corretores e assessorias nas regiões de Campinas, Jundiaí, São Jose dos Campos, Mogi das Cruzes, Sorocaba, Piracicaba, Santos e Americana. Para 2018, vamos continuar investindo na capacitação da nossa equipe e dos parceiros de negócios, Corretores e Assessorias. Temos um excelente portfólio de produtos e um mercado cheio de oportunidades e, com isso, pretendemos continuar crescendo visando melhorar ainda mais a nossa rentabilidade”, afirma Julio Sato, diretor comercial Varejo São Paulo Interior I.

Em território nacional, a seguradora comemora o melhor desempenho em 58 anos. Em 2017, a companhia registrou crescimento expressivo de 17% e uma produção histórica de R$ 4,8 bilhões, o que a consolida como a quinta maior seguradora do País. Na carteira de Auto, o crescimento foi de 32%, com um recorde de 1,6 milhão de veículos segurados. Além da alta qualidade dos serviços e de uma ampla rede de corretores, a estratégia de lançar produtos inovadores, que atendam a diferentes nichos, a exemplo do Vida Individual, Auto Popular e Auto Roubo+Rastreador, seguros mais acessíveis em momentos econômicos desafiadores sustentaram esse significativo incremento.

Verão Super Seguro entrega mais prêmios 699

Ação litoral movimentou as redes sociais

A ação Verão Super Seguro do JRS realizou a entrega de mais dois prêmios dos sorteios realizados em nossa página no Facebook. Centenas de participantes disputaram os presentes ideais para levar à beira da praia.

A corretora de seguros Vera Gewehr e a Gerente da Unidade de Negócios Porto Alegre, Cíntia Ávila

Nesta segunda-feira foi a vez da corretora Vera Gewehr receber um super cooler e uma cadeira de praia do GBOEX. A entrega do prêmio foi realizada pela Gerente da Unidade de Negócios Porto Alegre do GBOEX, Cíntia Ávila.

A corretora Juraci Seleri, em visita ao JRS

Na sexta-feira, a corretora de seguros Juraci Seleri visitou a redação do JRS para receber sua cadeira de praia e um super guarda-sol exclusivo da Rio Grande Seguros e Previdência.

A ação de verão ainda não acabou e logo vamos anunciar novas promoções e ações especiais. Acompanhe tudo pelo nosso Facebook!

SulAmérica oferece contratação digital de Vida e Previdência 965

Ferramenta facilita a atuação do corretor trazendo agilidade no acesso a produtos individuais de Vida e Previdência

A SulAmérica, maior seguradora independente do país, disponibilizou a opção de assinatura digital para a contratação de produtos individuais de Vida e Previdência. A ferramenta oferece uma alternativa ágil à proposta física e permite que o processo, que envolve emissão, assinatura e aceitação, aconteça também de maneira online, sempre acompanhado pelo corretor.

Com a novidade, será possível realizar a simulação da proposta de forma simples e rápida por meio do portal Cotação Fácil Vida e Previdência Individual. Ao finalizar a operação em poucas etapas, bastará que o corretor selecione a opção da assinatura digital e o cliente receberá em seu e-mail todos os detalhes das condições contratuais de seu plano de previdência, seguro de vida ou acidentes pessoais.

“Trabalhamos constantemente para oferecer aos corretores soluções inovadoras alinhadas às suas necessidades”, afirma Marcelo Mello, vice-presidente de Investimentos, Vida e Previdência da SulAmérica. “Com a assinatura digital, o profissional poderá usufruir de uma série de vantagens, como agilidade na hora de fechar negócios, que permitirá que ele tenha mais tempo para prospectar novas oportunidades. Além disso, a ferramenta é um diferencial que oferece comodidade e segurança para seus clientes”, completa.

Para validar a assinatura digital, o cliente receberá um código de segurança por meio de SMS. Após o processo de validação do código, ele terá acesso à proposta do plano a ser contratado. Em seguida, o sistema enviará um e-mail de confirmação da assinatura com uma cópia da proposta, que passa a valer imediatamente. Caso o cliente não concorde com as condições contratuais, ele poderá recusar a assinatura e solicitar a emissão de uma nova proposta ao corretor.

IRB Brasil RE também marca presença no torneio Rio Open 175

Maior campeonato de tênis da América do Sul começa nesta segunda-feira no Jockey Club, no Rio

Pelo terceiro ano consecutivo, o IRB Brasil RE patrocina o Rio Open, maior torneio de tênis da América do Sul, que começa nesta segunda, no Jockey Club do Rio de Janeiro. Mais que uma competição que movimenta os grandes tenistas da atualidade, o campeonato também trabalha o esporte como ferramenta de desenvolvimento humano e inclusão social. E esse foi o aspecto decisivo para o IRB reafirmar seu patrocínio nesta edição.

Para a gerente de Comunicação e Marketing do IRB Brasil RE, Daniele Sibucs, patrocinar um evento esportivo do porte do Rio Open traz uma grande visibilidade para a companhia. “A ocasião possibilita ampliar o reconhecimento da nossa marca pelo público em geral e, sobretudo, cria oportunidade de estreitar relacionamento com os nossos clientes e parceiros de negócios, proporcionando ao público de interesse do IRB assistir de perto a uma partida com atletas de alta performance”, afirma.

Daniele acrescenta ainda que o patrocínio estimula a socialização e o desenvolvimento de crianças e adolescentes. “Esse tipo de investimento é uma forma de contribuir para o poder de transformação da sociedade”, destacou a gerente, em uma referência ao legado social deixado pelo campeonato, que é viabilizado por meio da Lei de Incentivo ao Esporte e à Cultura.

O Rio Open é o primeiro ATP World Tour 500 da história do Brasil e integra o seleto grupo de 13 torneios denominados ATP 500, sendo um dos 22 mais importantes do calendário da ATP (Associação de Tenistas Profissionais). Isso o credencia o torneio como o maior evento esportivo anual do Rio de Janeiro e um dos únicos ATP 500 de saibro no mundo. Entre os atletas confirmados para participar desta edição estão os três “top 10”: Dominic Thiem, Marin Cilic e Pablo Carreño Busta. A estimativa de público nas arenas de saibro é de cerca de 50 mil pessoas até o dia 25 de fevereiro, quando acontece a final do campeonato.