Crimes de trânsito passam por questões comportamentais 582

‘Mudança na filosofia de condutores, pedestres e demais atores é gradual’, apontou Diza Gonzaga

O Sindicato das Seguradoras do Rio Grande do Sul (SindSeg-RS) realizou, na manhã desta quarta-feira (22), seu tradicional workshop mensal com a palestrante Diza Gonzaga, fundadora da Fundação Thiago de Moraes Gonzaga – do projeto “Vida Urgente”. “Percebemos que existe uma mudança gradual na filosofia de condutores, pedestres e demais atores do trânsito, mas isso só acontece pelo cansaço e com mobilização de mídia”, contou a também arquiteta.

O trânsito é a principal causa de morte de jovens, como aconteceu com o filho de Diza, que dá nome à instituição. “Infelizmente o Tiago embarcou em uma carona sem volta”, lembrou ao atento público. “O Vida Urgente procura trazer esta humanização da questão do trânsito, até então tratada apenas por secretarias de governo ou pela polícia”, completou.

O Vida Urgente integra ainda a Yours, uma ONG mundial inspirada no trabalho dos gaúchos. Diza Gonzaga deu ênfase às campanhas de conscientização que passam desde os pequenos, na escola, aos adolescentes com caronas em festas, shows e eventos. Em debate ainda a questão das indenizações de seguradoras aos motoristas embriagados. “Ainda há uma grande luta para consolidar um novo entendimento sobre esta e outras questões”, comentou.

Confira todas as imagens – Palestra de Diza Gonzaga no Workshop do SindSeg-RS:

Berkley comemora resultados e expande operações na Região Sul 8740

Companhia foca em qualificação e aproximação com profissionais da corretagem de seguros

A Região Sul já representa 21% do volume de negócios fechados pela Berkley no Brasil. Os R$ 11 milhões em prêmios emitidos pelo nicho de Responsabilidade Civil Geral em 2017 animam os executivos da companhia, que focam na subscrição e na qualificação total dos profissionais de ponta a ponta.

Marcelo Benevides é diretor comercial da Berkley no Brasil

A regional Porto Alegre da companhia passou por uma recente alteração. Agora, Cássio Jardim responde pela gerência comercial da filial. “Essa mudança vai de encontro com um foco maior à todos os segmentos e produtos em que a Berkley atua. Por isso, trouxemos o Cássio, por já conhecer o mercado local e os corretores da região. É preciso atuar fortemente no relacionamento, atrair novos parceiros e expandir nossa produção em todos os segmentos, com foco no Seguro Garantia, nosso carro-chefe”, explica Marcelo Benevides, diretor comercial da seguradora no Brasil.

Benevides explica que a companhia investiu muito em pessoas e em tecnologia. “Um bom relacionamento através de pessoas, propiciando eficiência e agilidade para fazer os negócios com menos burocracia é fundamental nessa nova realidade – e é isso que buscamos na nossa operação”, completa. O executivo também vê o momento atual com entusiasmo, pois percebe a retomada dos investimentos após o período de crise econômica. “Vamos focar muito no desenvolvimento na área de engenharia, para isso, temos que desenvolver ainda mais nossos negócios”, reforça.

O Seguro Garantia é o principal produto da companhia no Brasil. Por isso, a Berkley investe na venda cruzada, o chamado “cross selling“. “É uma grande cadeia de produtos, que começa com o garantia, vai para o ramo de Obras, E&O, D&O e outros”, comenta Marcelo Benevides.

Alexandro Barbosa Sanxes é o diretor de Property da Berkley Internacional do Brasil

O diretor de Property, Alexandro Barbosa Sanxes, pensa da mesma forma. “Temos produtos bem focados e especializados, que permitem essa solidificação da carteira de clientes. Temos uma equipe altamente qualificada em todos os níveis, com especialistas e engenheiro atuando a todo momento. Nossas ferramentas permitem atender qualquer tipo de negócio, sempre com a visão de renovar produtos, reforçar nossos laços com os corretores de seguros e promover especializações regionais para atender os mercados em sua plenitude”, conta.

Glaucio Costa é superintendente da Berkley na Região Sul

O superintendente da Berkley na Região Sul, Glaucio Costa, demonstra total entusiasmo com o nível dos corretores de seguros do Rio Grande do Sul. “O conhecimento técnico desses profissionais é surpreendente. Protegemos riscos diferenciados e é grande o número de corretores com aptidão e conhecimento para isso. Temos preparado a empresa para conquistar novos parceiros de negócios e estamos muito felizes com os números”, afirma. No primeiro quadrimestre, a companhia cresceu 18% na região, em relação ao ano passado.

Cassio Jardim, novo gerente da filial Porto Alegre da Berkley, ao lado do corretor de seguros Paulo Cardoso

Com vasta experiência no setor, Cássio Jardim diz estar satisfeito com as primeiras percepções no posto de gerente da filial Porto Alegre. “O que chama minha atenção é a forma como a companhia conduz seus negócios e trata seus parceiros. É isso que gosto de fazer, lidar com pessoas, me sinto gratificado e com uma expectativa muito boa de que vamos crescer bastante e fazer bons negócios aproveitando a expertise e os procedimentos da empresa”, finaliza.

Café da Manhã com a Berkley Seguros – Todas as imagens:

Apenas 12% da população possui planos odontológicos 4539

Dentes

Operadores do mercado analisam potencial para expansão do nicho

O mês de março encerrou com mais de 23,2 milhões de beneficiários de planos odontológicos no Brasil, o número corresponde a 11,98% da população e é 0,52% maior que o registrado em fevereiro. Os números são da Agência Nacional de Saúde Suplementar. Apesar de ser um grande mercado, players do setor estimam que existe amplo potencial para crescimento.

Rodrigo Bacellar, diretor-presidente da OdontoPrev, destaca o foco da companhia em oferecer cada vez mais produtos de qualidade aos seus beneficiários. Mesmo sendo a maior operação do ramo, a empresa registra um dos menores índices de reclamações na ANS. São ao todo 5,4 milhões de pessoas asseguradas, o que corresponde a 23,4% da fatia total deste mercado.

“O setor está atrelado ao crescimento da economia, gerando mais empregos do que a indústria automobilística, por exemplo. Isso se deve a constante melhoria nos processos de trabalho e de uma gestão mais eficiente que precisam estar em consonância com uma regulação baseada nestes conceitos”, comentou Leandro Fonseca, diretor-presidente substituto da Agência Nacional de Saúde (ANS), em recente simpósio sobre planos odontológicos.

Sobre a porcentagem de pessoas que possui um plano odontológico, Bacellar destaca que o índice é “muito baixo, quando comparado ao Estados Unidos, por exemplo, que tem uma marca superior a 70%. E é por isso que temos que focar em mostrar a população descoberta, que o plano dental cabe no bolso e traz um benefício inigualável à saúde bucal”.

*Com informações do Sindicato Nacional das Empresas de Odontologia de Grupo (SINOG) e Agência RMA.

Rio Grande do Sul é o segundo maior mercado da Travelers no Brasil 6510

Leonardo Semenovitch é diretor-presidente da Travelers Seguros no Brasil

Leonardo Semenovitch destaca dinâmica sofisticada do mercado gaúcho de seguros

“A cultura de seguros no Rio Grande do Sul é acima da média de mercado”, afirma Leonardo Semenovitch, diretor-presidente da Travelers no Brasil, em entrevista ao programa Seguro Sem Mistério na TV. Quase uma centena de operadores do mercado gaúcho de seguros participou do almoço mensal organizado pelo Sindicato das Seguradoras do Rio Grande do Sul (Sindseg/RS). O encontro aconteceu nesta quinta-feira (17), no Clube do Comércio, em Porto Alegre (RS).

Leonardo Semenovitch é diretor-presidente da Travelers no Brasil
Leonardo Semenovitch é diretor-presidente da Travelers no Brasil

“Muitas coisas mudaram nos últimos 10 anos, depois da abertura de mercado de resseguros com o IRB, as seguradoras têm vivido momentos de grandes mudanças em busca de profissionais qualificados. Algumas companhias performaram muito mal na guerra pela disputa de preços e taxas reduzidas, o que resultou em uma situação um pouco fora do normal. Ainda acredito que o mercado brasileiro de seguros vai evoluir se todos trabalharem em conjunto e, principalmente, com o apoio dos corretores. Isso é fundamental para evoluirmos e conquistarmos um mercado muito mais maduro e saudável”, analisa ao abordar a realidade das operações brasileiras de seguros.

A tecnologia foi um dos pontos fortes da palestra de Semenovitch, para o executivo um grande ponto que precisa de atenção são as grandes ideias que possuem negócios não tão bem definidos. “Temos que conectar a inovação das insurtechs com a realidade do mercado segurador. É um grande desafio para evoluir, mas existem passos para se chegar lá”, frisa.

O diretor-presidente da Travelers no Brasil ainda evidencia a importância de estudar a dinâmica do cliente, que cada vez mais desperta para novas preferências. “Temos um novo público que acompanha tudo através de seus aplicativos em tablets e smartphones. O acesso à informação ficou muito mais fácil e precisamos chegar a um modelo operacional diferenciado, que facilite a disseminação dos produtos”, comenta. Para Semenovith, o público jovem não está mais tão ligado a bens como o carro, por exemplo. “Muitos preferem guardar dinheiro e viajar ou gastar de outras formas diferentes”, reitera.

Ainda sobre o mercado gaúcho de seguros, o executivo reitera a posição de destaque do Estado em relação a cultura da proteção. “A participação no mercado securitário é maior que a participação do Rio Grande do Sul no PIB do Brasil. Isso mostra que este é um mercado sofisticado, onde as pessoas têm maior preocupação com o risco. Devemos aproveitar e levar essas boas práticas para outras regiões”, elogia. Atrás apenas de São Paulo, o RS é o segundo maior mercado da Travelers no País. “É uma localidade com muito potencial”, completa.

A companhia ingressou no Brasil em sociedade com o Grupo J Malucelli, que possui um braço muito forte na garantia de investimentos para produtos corporativos, como Riscos de Engenharia ou Patrimonial, além de Responsabilidade Civil e D&O. “Ainda temos muito a inovar nas coberturas, destaco ainda o seguro cibernético, um produto cada vez mais popular dada a crescente preocupação das empresas com a perda de dados de clientes. Hoje em dia todas as empresas são digitalizadas, então é uma proteção fundamental”, salienta ao reforçar a expertise da Travelers em soluções para riscos corporativos.

O palestrante demonstra mais tranquilidade e conforto diante das perspectivas de recuperação da economia brasileira. “Temos sinais de que a economia está desprendendo-se da política. Passamos por períodos muito turbulentos e mais estatizantes, ou seja, com maior interferência estatal. Acreditamos que isso não deve mais acontecer, independente de quem ganhe a eleição. De uma forma ou de outra é natural que a situação melhore e os investimentos voltem. Esperamos que haja calmaria em relação à economia, pois temos oportunidades gigantescas no Brasil. Até mesmo porque os seguros estão muito ligados aos produtos voltados à infraestrutura, como nos segmentos de transportes, o ramo de engenharias e o próprio garantia voltado para investimentos”, finaliza.

O presidente do Sindicato das Seguradoras do Rio Grande do Sul (Sindseg/RS), Guacir de Llano Bueno
O presidente do Sindicato das Seguradoras do Rio Grande do Sul (Sindseg/RS), Guacir de Llano Bueno

O presidente do Sindseg/RS, Guacir de Llano Bueno, aproveita para convocar os demais atores da região participem deste momento de integração. “A palestra foi maravilhosa e temos satisfação de saber que o Leonardo Semenovitch é nosso parceiro, mesmo com sua agenda tumultuadíssima. Os encontros regionais que estamos promovendo, como em Pelotas, são um sucesso. No dia 11 de outubro teremos mais uma palestra com Eduardo Dal Ri, presidente da Comissão de Veículos da FenSeg e executivo da SulAmérica, desta vez em Santa Maria.

O alto escalão da Brigada Militar também marcou presença. O coronel Mário Ikeda, comandante da instituição, reforça o trabalho de estancamento dos altos índices de criminalidade que afligem a população gaúcha. “Estamos trabalhando em função da segurança da população com grande ênfase no combate ao roubo e furto de veículos. Isso tem sido um grande problema para as pessoas. Esperamos reduzir esses números ao longo do ano, até mesmo para que se possa pagar menos por uma proteção securitária e garantir a qualidade na prestação desse serviço”, explica. Ikeda ainda pede ajuda da população no apoio às ações da polícia, que “defende a sociedade e muitas vezes dedica a própria vida”.

Todas as imagens – Almoço do Mercado Segurador com Leonardo Semenovitch:

CVG/RS reúne amigos do mercado de seguros em feijoada 1833

CVG/RS reúne amigos do mercado gaúcho de seguros

Momentos especiais foram alusivos ao Dia Continental do Seguro

A chuva e o frio não espantaram os amigos do mercado gaúcho de seguros do Grêmio Náutico Gaúcho no último sábado (19). Mais de 200 convidados prestigiaram a feijoada organizada pelo Clube de Seguros de Vida e Benefícios do Rio Grande do Sul (CVG/RS) em alusão ao Dia Continental do Seguro, comemorado na última segunda (14).

A animação ficou por conta da Ariska Mel, que divertiu os participantes desse dia especial, preparado por Eder Oliveira, presidente do CVG/RS, e sua engajada diretoria.

CVG/RS comemora Dia Continental do Seguro – Todas as imagens:

 

2ª Convenção Anual da Sustentare Seguros reúne Unidades de Negócio 1593

Os destaques da campanha de incentivo da Sustentare Seguros

Produção ultrapassa R$ 61 milhões em 2017 com diversificação de produtos e concentração em companhias parceiras

Com mais de 98 unidades de negócio, a Sustentare Seguros promoveu a segunda edição da Convenção Anual, no Novotel Três Figueiras, em Porto Alegre (RS). Tudo aconteceu no último sábado (19), com a presença efetiva de um público atento aos resultados e treinamentos promovidos em um dia recheado de atrações. Participaram do momento executivos da Allianz Seguros, Bradesco Seguros, Chubb, HDI, Liberty Seguros, Sancor, Sompo Seguros e Tokio Marine.

Marcos Stock Trevisan é CEO da Sustentare Seguros
Marcos Stock Trevisan é CEO da Sustentare Seguros

No ano passado a Sustentare produziu mais de R$ 61 milhões com a venda de seguros. O ano passado foi marcado pela diversificação de produtos e maior concentração nas companhias seguradoras parceiras. A expectativa é que a cifra ultrapasse os R$ 72 milhões em 2018. “A aceitação no mercado catarinense está sendo muito boa. Existem muitos corretores que enfrentam dificuldades e encontram na Sustentare uma solução para seus negócios”, comenta Marcos Stock Trevisan, CEO da Sustentare.

O primeiro semestre foi marcado pela disputa acirrada entre os operadores do setor. A Sustentare conseguiu uma expansão de 21,5% na operação e este ano deve oferecer uma viagem em um cruzeiro marítimo aos destaques de produção, em um sistema único de reconhecimento. Caxias do Sul/Esplanada, Arroio do Meio e Lagoa Vermelha foram os grandes vencedores na edição anterior da campanha de incentivo. “Todos irão viajar para o Beach Park, em Fortaleza (CE). As três unidades que ganharam utilizam 100% do sistema de negócios”, frisa Stock.

2ª Convenção Anual Sustentare Seguros – Todas as imagens: