Crimes de trânsito passam por questões comportamentais 400

‘Mudança na filosofia de condutores, pedestres e demais atores é gradual’, apontou Diza Gonzaga

O Sindicato das Seguradoras do Rio Grande do Sul (SindSeg-RS) realizou, na manhã desta quarta-feira (22), seu tradicional workshop mensal com a palestrante Diza Gonzaga, fundadora da Fundação Thiago de Moraes Gonzaga – do projeto “Vida Urgente”. “Percebemos que existe uma mudança gradual na filosofia de condutores, pedestres e demais atores do trânsito, mas isso só acontece pelo cansaço e com mobilização de mídia”, contou a também arquiteta.

O trânsito é a principal causa de morte de jovens, como aconteceu com o filho de Diza, que dá nome à instituição. “Infelizmente o Tiago embarcou em uma carona sem volta”, lembrou ao atento público. “O Vida Urgente procura trazer esta humanização da questão do trânsito, até então tratada apenas por secretarias de governo ou pela polícia”, completou.

O Vida Urgente integra ainda a Yours, uma ONG mundial inspirada no trabalho dos gaúchos. Diza Gonzaga deu ênfase às campanhas de conscientização que passam desde os pequenos, na escola, aos adolescentes com caronas em festas, shows e eventos. Em debate ainda a questão das indenizações de seguradoras aos motoristas embriagados. “Ainda há uma grande luta para consolidar um novo entendimento sobre esta e outras questões”, comentou.

Confira todas as imagens – Palestra de Diza Gonzaga no Workshop do SindSeg-RS:

Mendanha: “Precisamos encontrar uma saída para o Seguro DPEM” 815

Presidente da Susep comentou negociações envolvendo o seguro obrigatório para embarcações

Apenas uma companhia brasileira de seguros oferecia proteção para embarcações, o Seguro DPEM. A alta taxa de judicialização e baixa adesão pelo seguro obrigatório fizeram com que a seguradora deixasse de operar neste ramo, causando a suspensão temporária da obrigatoriedade.

O presidente da Superintendência de Seguros Privados, Joaquim Mendanha, comentou sobre as negociações a cerca deste assunto durante o evento realizado esta semana pela Confederação Nacional de Seguros Gerais (CNseg), no Rio de Janeiro. “Precisamos encontrar uma saída para o Seguro DPEM”. Questionado por jornalistas sobre a fusão deste tipo de seguro com o sistema DPVAT, o responsável pela autarquia não descartou esta possibilidade e preferiu não adiantar maiores detalhes sobre a discussão envolvendo a Susep, o Ministério da Fazenda e a Marinha sobre o tema.

Atendimento do RH da Tokio Marine é feito por sistema de inteligência artificial 667

Numa segunda etapa, sistema deve abranger atendimento a corretores e clientes

Inicialmente, sistema assumirá cerca de 2.000 atendimentos mensais referentes a assuntos do dia a dia dos mais de 1.700 colaboradores da Seguradora. Numa segunda etapa, a previsão é que ela passe a atender também dúvidas de Corretores e Clientes, através de canais como telefone, vídeo e chats de redes sociais como Facebook e Twitter.

A rotina de atendimento dos 1700 colaboradores da seguradora Tokio Marine será regida pelo sistema de inteligência artificial, batizado de Marina. Desenvolvido sobre a plataforma IBM Watson, o sistema é capaz de aprender, identificar expressões diversas e interpretar contextos. Assuntos como férias, benefícios, avaliação de desempenho, entre outros, passarão pela plataforma.

Na fase inicial, a Marina estará disponível para atendimentos via chat, dentro do Portal de Recursos Humanos da Companhia. Numa segunda etapa, a previsão é que ela passe a atender também dúvidas de Corretores e Clientes, através de canais como telefone, vídeo e chats de redes sociais como Facebook e Twitter.

Primeira carteira do corretor de seguros é entregue a Armando Vergílio 6172

Momento aconteceu durante o 20º Congresso Brasileiro de Corretores de Seguros

A carteira de identificação profissional do corretor de seguros é uma demanda antiga da categoria. Durante o 20º Congresso de Corretores de Seguros, que aconteceu em Goiânia (GO) durante os dias 12, 13 e 14, o superintendente da Superintendência de Seguros Privados (Susep), Joaquim Mendanha de Ataídes, entregou a primeira carteira do corretor ao presidente da Federação Nacional dos Corretores de Seguros (Fenacor), Armando Vergílio.

Joaquim Mendanha de Ataídes entrega primeira carteira do corretor de seguros a Armando Vergílio. Foto: Matheus Henrique/JRS

A partir desta primeira, os demais corretores que já solicitaram estarão recebendo suas identidades profissionais. “O profissional precisa ter a sua identidade, principalmente os senhores e senhoras que trabalham com um bem tão precioso que é a garantia das pessoas e dos bens, trabalham com confiança. Por isso, a Susep passa ao presidente da Fenacor a primeira carteira do corretor”, disse Mendanha de Ataídes ao ressaltar que estava cumprindo um compromisso que assumiu logo que assumiu a autarquia e o que ele considera uma injustiça que foi feita com a categoria. “É verdadeira mesmo!”, brincou Vergílio.

CEO e diretores da Generali contam como parcerias podem alavancar resultados 4084

E tem muito mais na edição 207 da Revista JRS

A temporada mais gostosa do ano está chegando. E com ela, as ações especiais do JRS no Litoral Gaúcho. São diversas atividades que promovem a indústria do seguro também no período de férias, diretamente do tradicional QG JRS Litoral, localizado na Praia de Rainha do Mar, em Xangri-lá (RS).

Há mais de uma década o mercado de seguros já sabe o ponto de encontro dos operadores do setor no período mais quente do ano. O editor, Jota Carvalho, recebe amigos e parceiros de negócios em gravações especiais do programa Seguro Sem Mistério na TV. Além disso, consolidamos, nesta edição, a unificação de marcas do Grupo JRS. Tudo isso com muito conteúdo de qualidade, de quem sempre está ao lado do setor de seguros.

CVG-RS comemora conquistas de 2017 em jantar especial 1507

Encontro foi realizado nesta terça-feira

O Clube de Seguros de Vida e Benefícios (CVG-RS) realizou na noite desta terça-feira (12) um jantar especial de confraternização, no Restaurante Casa do Marquês, em Porto Alegre (RS). Na oportunidade, membros do clube comemoraram uma série de feitos realizados em 2017, marcado pela superação de desafios.

O presidente da entidade, Eder Oliveira, detalhou os principais pontos do período em que comanda o CVG-RS. Entre os desafios do atuário foi retomar a importância do Clube para o mercado e seus associados. Para 2018 foram anunciadas diversas parcerias que vão de encontro com as demais iniciativas do ramo segurador.

Guacir de Llano Bueno, presidente do Sindicato das Seguradoras do RS, e Ricardo Pansera, presidente do Sindicato dos Corretores de Seguros do RS, além de Jota Carvalho, editor-chefe do JRS, foram unânimes em realçar o marco do empreendedorismo em seguridade intrínseco nas veias do CVG-RS.

Todas as imagens – Jantar especial do CVG-RS