Zurich consolida ações para promover equidade de gêneros 851

Iniciativas fomentam diversidade e inclusão em todos os níveis da companhia

Atenta à importância da diversidade dentro das organizações, a Zurich, seguradora global com 78 anos de atuação no mercado brasileiro, vem ampliando e consolidando suas iniciativas em todos os níveis da companhia. Entre elas, destaque para o WIN – Women’s Innovation Network e o Pride@Zurich, grupos de interesse liderados por funcionários da companhia e apoiados pelo CEO da Zurich no Brasil, Edson Franco. Além disso, é a única seguradora a contar com a Certificação EDGE (Economic Dividend for Gender Equality) desde 2016, principal padrão global para avaliação dos níveis de igualdade de gênero entre ambientes de trabalho.

Segundo Andrea Milan, Diretora de Talentos e Desenvolvimento de Pessoas da Zurich para a América Latina, a pluralidade de ideias e percepções contribuem para decisões mais assertivas, aumentando a lucratividade e humanizando o clima organizacional da empresa. “A diversidade e inclusão fomentam o processo de novas estratégias, novos olhares e realidades, aspectos importantes para simplificar nossos processos, inovar e manter a atratividade de nossos negócios”, afirma a executiva.

O WIN – Women’s Innovation Network é um grupo de interesse com governança global, que promove a igualdade de oportunidades de carreira para mulheres e homens por meio de eventos e atividades que colocam colaboradores de diversos países em contato para troca de experiências. O objetivo é criar insights sobre o sucesso do negócio e, ao mesmo tempo, oferecer oportunidades de networking com colegas e especialistas.

Em cada país onde é desenvolvido, o WIN conta com um comitê local responsável por organizar as atividades que abordam temas como direcionamento da mudança cultural, desenvolvimento da carreira feminina e criação de valor empresarial. “A meta é oferecer oportunidade para a criação de uma rede de relacionamento e troca de ideias e experiências com a finalidade de desenvolver nos profissionais uma visão de negócio bem-sucedido e da importância da inclusão das diferenças”, ressalta Andrea.

Já o Pride@Zurich é um grupo criado com a missão de promover o respeito aos Direitos Humanos de cada indivíduo e consolidar uma cultura de inclusão e pertencimento com base na orientação sexual. O grupo brasileiro está conectado à rede global de aliança LGBT (Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis, Transexuais e Transgêneros) da Zurich.

De acordo com Fellipe Cardoso, Representante Nacional do Pride@Zurich no Brasil, o objetivo principal do grupo é proporcionar um ambiente seguro para os colaboradores discutirem tópicos referentes à diversidade e inclusão, conectarem-se com outros profissionais, compartilharem ideias inspiradoras e promoverem a consciência LGBT nas comunidades em que trabalham. “Nossas ações são inclusivas, independente da orientação sexual, gênero, idade, religião ou qualquer outra diferença”, destaca Fellipe.

Certificação EDGE

Estas ações que promovem a igualdade entre gêneros na cultura empresarial, bem como a flexibilidade nos horários de trabalho e a transparência nos processos de recrutamento e remuneração, são alguns dos atributos que contribuíram para a conquista da Certificação EDGE (Economic Dividend for Gender Equality). No Brasil, a Zurich é a única seguradora a receber este reconhecimento, que atesta sua política de responsabilidade social e de respeito à diversidade.

A Certificação EDGE é enaltecida por líderes empresariais, governamentais e acadêmicos em todo o mundo. O processo conta com uma extensa e rigorosa metodologia para garantir a idoneidade deste selo.

Andrea Milan destaca que a certificação EDGE demonstra o compromisso com o desenvolvimento contínuo de práticas de gestão que propiciem a evolução da companhia. “Estimular a diversidade gera uma gama de benefícios significativos. A contínua busca por avanços em nossas políticas e práticas inclusivas, além de ser uma causa legítima de direitos humanos, nos proporciona um diferencial em relação ao mercado em que atuamos, por estarmos alinhados aos anseios e transformações de nossa sociedade”, afirma a executiva.

Corretora de seguros contrata profissional em Canoas (RS) 1492

Emprego

Empresa conta com mais de 30 anos de mercado

Corretora de Seguros contrata profissional para atendimento interno. Entre as funções estão cotações e transmissões de propostas.

É desejável que o candidato possua conhecimento em tratamento ao público. A empresa conta com mais de 30 anos no mercado de seguros.

A vaga oferece salário compatível com a função, além de participação por produtividade, vale refeição, vale rancho, auxílio creche e vale transporte.

Gostou? Envie seu currículo para casabem@casabemseguros.com.br!

Vieira Corretora amplia relacionamento com o mercado segurador 1352

Corretores em almoço com Diretor Regional da Porto Seguro

Executivo destaca oportunidades em participar de integrações com o setor

A Vieira Corretora de Seguros, do Rio de Janeiro, promove uma série de ações no mês de maio que visam aproximar suas operações dos demais players do mercado de seguros. No dia 18 de maio, por exemplo, o gestor Fernando Vieira participou de almoço com Marcos Silva, novo diretor regional da Porto Seguro no RJ e ES. O momento contou com a presença dos gestores de grandes corretoras e assessorias, como Arley Boullosa, da Moby Corretora de Seguros; Marcello Hollanda, da Opção Certa Assessoria em Seguros; Fátima Cristina Monteiro, da Flanci Corretora de Seguros e demais colaboradores da seguradora e profissionais da corretagem de seguros.

Sincor-RJ
Divulgação

Nesta quarta (23), Vieira participa de debate sobre Seguro Fiança, Garantia e Garantia Judicial, no Sincor-RJ. Integram o encontro Boullosa; Eduardo Fontes, gerente regional da Pottencial Seguradora no Rio de Janeiro e no Espírito Santo; e, Leandro Carvalho, sócio-diretor da ProBrokers Seguros.

“Ampliar as relações com as companhias de seguros e atuar como palestrante compartilhando experiências profissionais com os corretores são ações que agregam não só para o meu histórico profissional, pois é preciso disseminar a informação necessária para os corretores gerarem novos negócios e compreenderem que o mercado segurador proporciona muitas oportunidades de ampliação da carteira de clientes, basta saber como conduzir para aumentar a rentabilidade”, comenta Fernando Vieira.

Reunião BrasilCap
Divulgação

Na terça, foi a vez da Vieira Corretora de Seguros participar de reunião estratégica com a BrasilCap. Na oportunidade foi definido todo o plano de ação dos produtos de Capitalização. Como Fernando Vieira é especialista em fiança locatícia e no mercado imobiliário, contou que vai atuar com o Cap Aluguel e Cap Garantia. “De acordo com o marco regulatório da Susep 569 de 2 de maio de 2018 sobre Capitalização, o incentivo a compra programada, ao incentivo em relação a filantropia premiável e o instrumento de garantia, vão aumentar as condições de comercialização do produto oferecido pela BrasilCap. Estive presente na reunião para obter maiores detalhes sobre o Cap Aluguel e o CapGarantia para inserir essas modalidades ao Planejamento Estratégico de Vendas da Vieira Corretora de Seguros”, explica.

Corretores do Rio de Janeiro contam com diversas atividades de qualificação 1683

Palestras

Sincor-RJ aborda temas diversos e fomenta conhecimento aos profissionais da região

Uma série de eventos acontecem em maio visando a qualificação dos profissionais da corretagem de seguros no Rio de Janeiro. No dia 16 de maio, Henrique Brandão, presidente do Sindicato dos Corretores de Seguros (Sincor-RJ), ministrou palestra para um grupo seleto de corretores de seguros de Volta Redonda, no Hotel Bela Vista. Durante a apresentação, foram mencionados temas como o cenário econômico nacional, a evolução tecnológica, os problemas na relação entre corretores e seguradoras, além da necessidade de união da categoria.

Da esquerda para a direita: Presidente do Sincor-RJ, Henrique Brandão; o Delegado Sindical da Região Sul Fluminense, Luiz Henrique; O Diretor Financeiro, Mariano Leite; e o Diretor Social, Nilo Rocha / Divulgação
Da esquerda para a direita: Presidente do Sincor-RJ, Henrique Brandão; o Delegado Sindical da Região Sul Fluminense, Luiz Henrique; O Diretor Financeiro, Mariano Leite; e o Diretor Social, Nilo Rocha / Divulgação

“Estar presente com os profissionais que atuam na região sul fluminense foi de extrema importância para debatermos os assuntos pertinentes ao mercado de seguros no Brasil. Durante a apresentação, mencionei vários tópicos para que todos os presentes tivessem a oportunidade de compreender as questões referentes ao setor, tendo a premissa que o Sincor-RJ faz um trabalho de base para estar cada vez mais próximo dos corretores de seguros em todo o Rio de Janeiro”, ressalta Brandão.

Visando ampliar os horizontes nos negócios aos corretores de seguros, ainda foi realizada a primeira reunião do Comitê de Tecnologia do sindicato. Na quarta, foi a vez da palestra Seguro Fiança, Garantia e Garantia Judicial, que conta com apresentação de Eduardo Fontes, gerente regional da Pottencial Seguradora no RJ/ES; Leandro Carvalho, sócio-diretor da ProBrokers; e de Fernando Vieira, gestor da Vieira Corretora de Seguros.

Palestra Sincor 2018
Divulgação

Já na quinta será promovido um curso básico sobre seguros para funcionários de corretoras com Arley Boullosa, diretor de Ensino e Tecnologia do Sincor-RJ. Por fim, na sexta-feira (25), o sindicato promove o II Debate Lagos, que acontece em Cabo Frio e conta com a participação de diversos executivos ligados ao setor.

“Nosso objetivo é aprofundar o assunto tecnologia e para isso mudamos o formato. Não teremos uma palestra e sim uma reunião para discutirmos os impactos que a tecnologia está causando no mercado, em nossas operações, tendências e o que os corretores podem e devem fazer para se tornarem mais eficientes, produtivos e competitivos. Abrimos inscrições para corretores associados e não associados e queria um grupo com 15 corretores interessados no tema. Tivemos 23 inscritos em dois dias e fechei as inscrições para não fugirmos do que queremos para os encontros”, explicou Boullosa.

O Sincor-RJ tem uma meta de trazer dois mil corretores para palestras, cursos, workshops e treinamentos e há um empenho para cumprir esse objetivo, qualificando não só os corretores de seguros, mas os funcionários das corretoras, que atuam nas empresas e precisam ter conhecimento.

“Aumentamos a demanda de novos cursos, palestras semanais e debates porque a categoria precisa se atualizar e se qualificar em relação aos produtos oferecidos pelas seguradoras, ter habilidades para lidar com as novas tendências tecnológicas e ter a consciência de que se não se aliar a tecnologia, vai parar no tempo e ficar pra atrás. O sindicato está de portas abertas para o profissional corretor de seguros, pois estamos aqui para gerar discussões sobre diversos assuntos e dar todo suporte necessários aos que possuem interesse em ampliar sua carteira de clientes e ter sucesso na profissão”, conclui Henrique Brandão.

Tecnologia a serviço do mercado de seguros 1351

Tecnologia

Comitê de Tecnologia do Sincor-RJ amplia atuação em projetos pilotos

A terça-feira (22) foi produtiva para o Comitê de Tecnologia do Sindicato dos Corretores de Seguros do Rio de Janeiro (Sincor-RJ). Participam do grupo Arley Boullosa, diretor de ensino da entidade; Julio Fazenda, da Ibrowse; Maurício Mello, da Proevo; e, Israel Martins, da Dino. O momento contou com a participação de um grupo seleto de corretores de seguros.

Divulgação
Divulgação

Julio Fazenda, da Ibrowse iniciou uma apresentação sobre as mudanças que impactam o setor de seguros desde 2012. O especialista ainda falou sobre o SOLO, um robô virtual que utiliza inteligência artificial e funciona em operações de cobranças para instituições financeiras. O piloto inédito utilizará o conhecimento dos participantes do Comitê para alimentar o banco de dados e responder perguntas sobre seguros. Essa tendência será utilizada para democratizar e acelerar o suporte para os corretores e os funcionários das corretoras.

O sócio-diretor da Proevo Soluções Tecnológicas, Maurício Mello, apresentou um software de gestão para corretoras na versão beta e que vai entrar em teste para os corretores que participaram da reunião. O objetivo é que o sistema seja finalizado com a participação dos que participaram do comitê e em seguida, seja lançado para todo o mercado.

Maurício Mello é sócio-diretor da Proevo Soluções Tecnológicas
Maurício Mello é sócio-diretor da Proevo Soluções Tecnológicas

“Percebemos que sem a tecnologia, não teremos a menor condição de trabalhar e dar continuidade as nossas atividades profissionais. O corretor de seguros precisa acessar uma apólice, transmitir um arquivo e até mesmo gerenciar os negócios da sua corretora através de um sistema simples e eficaz. As insurtechs estão presentes no nosso cotidiano, para mostrar a todos nós que a tecnologia se tornou uma aliada do mercado segurador. Esse comitê só demonstra o quanto as tendências tecnológicas estão presentes ditando regras e facilitando todo processo administrativo, agregando de forma positiva para os negócios”, declara Mello.

Israel Martins, da Dino Marketing Digital, finalizou a apresentação com soluções para os corretores iniciarem a jornada no mundo digital. Foram apresentadas soluções que podem ser executadas com a criação de “personas”, para identificação do cliente foco e formatação de campanhas no Facebook Adwords.

O Comitê de Tecnologia possui a finalidade de gerar soluções que atendam a categoria. “A ideia é que se discuta não apenas o impacto da tecnologia no nosso negócio e as tendências para que possamos nos antecipar, mas também possamos gerar soluções adequadas às necessidades dos corretores. Com esse objetivo, convidei o Julio Fazenda, Maurício Mello e Israel Martins para ouvirem os que participaram da reunião. Sempre recebemos de empresas de tecnologia ‘fórmulas prontas’ e nunca nos perguntaram o que precisamos. Quis com o Comitê de Tecnologia inverter isso e fazer com que os fornecedores desenvolvam soluções realmente úteis. Agora iremos iniciar os pilotos com as três empresas e criarmos juntos as ferramentas. Outra preocupação minha foi o preço. Temos que participar do desenvolvimento, mas, uma preocupação é que também sejam acessíveis aos corretores pequenos e médios. Os grandes tem dinheiro para investir em sistemas sofisticados e caros e que, por terem tantas funcionalidades, as vezes até mais que precisamos, são caros demais”, explicou Boullosa.

Seguros e educação financeira estão diretamente ligados 1430

Semana Nacional de Educação Financeira

Assunto foi tema de debate entre ANSP e AIDA

O seguro como elemento de educação financeira e seu impacto na sociedade. Com esse intuito, Associação Nacional de Seguros e Previdência (ANSP) e Associação Internacional de Direito de Seguros (AIDA Brasil) promoveram um debate sobre o assunto durante a 5ª Semana Nacional de Educação Financeira, no último dia 15 de maio.

“Contamos com a parceria da ANSP para desenvolver a educação no mercado de seguros com o objetivo de fortalecer o entendimento e a utilização dos produtos de seguro para a sociedade”, explica Inaldo Bezerra, presidente da AIDA no Brasil.

O debate expôs temas como novas tecnologias, mediação e conciliação como medidas de educação e economia social, gamificação e lições de economia e a relação entre educação de seguros e financeira. “A promoção da discussão de qualquer tema referente à educação, e especialmente à educação financeira, é parte central da nossa razão de existir, bem com a parceria com entidades como a AIDA”, reforça João Marcelo, presidente da ANSP.

Para Márcia Cicarelli, uma das expositoras e Diretora de Cátedras da ANSP, o evento “é fundamental para que se consiga ter no mercado de seguros essa conscientização de que o seguro se insere dentro de algo maior”.

A iniciativa contou foi organizada por Ana Rita Petraroli, coordenadora da Cátedra de Seguros Inclusivos da ANSP, e Vivien Lys, presidente do Grupo Nacional de Trabalho Solução de Conflitos da AIDA. “O conhecimento, por todos, de seus direitos e obrigações, tende, inclusive, a reduzir a litigiosidade no mercado de seguros”, finaliza Vivien.