Ederson Pereira e Fabiana da Silva vencem etapa Salvador do Circuito da Longevidade 9582

Iniciativa é promovida pel​o Grupo Bradesco Seguros e chega a última etapa em 2017

Pela quarta vez na temporada 2017 do Circuito da Longevidade, o atleta Bradesco Seguros Ederson Pereira conquistou o lugar mais alto do pódio da etapa Salvador, com o tempo de 17’27’’, realizada na Praça Piatã. O atleta José Márcio Lopes da Silva ficou em segundo lugar, com 17’44”. A terceira colocação foi de Jurandyr Couto Júnior, com 17’55”.

O pódio masculino foi completado pelo atleta Bradesco Seguros Damião Ancelmo de Souza, em quarto lugar (18’01”), e o atleta Carlos de Oliveira Santos (18’06”), na quinta colocação.
Entre as mulheres, a vencedora foi Fabiana da Silva, com o tempo de 20’45’’, seguida de Marili dos Santos, com 21’33”. Completaram o pódio as atletas Rebeca Rodrigues Costa (21’45”), Edielza Guimarães (22’20”) e Tatiane Pereira de Souza (22’24”).

— Nessa prova, a maior dificuldade não foi o percurso, mas o clima, muito quente e abafado. Por isso, estou feliz com meu resultado, pois repeti a conquista de 2015, quando corri pela última vez a etapa de Salvador do Circuito da Longevidade – comentou Ederson Pereira, que liderou de ponta a ponta.

Após a corrida, saiu o grupo da caminhada, que percorreu 3 km na Praça Piatã. Ao todo, cerca de 4 mil pessoas participaram da etapa Salvador, última da temporada do Circuito da Longevidade 2017.

Para os inscritos foram oferecidos avaliação física, teste de pisada e massagem. Por meio de um equipamento de última geração, os interessados tiveram acesso a uma série de dados sobre sua condição física e receberam orientações de profissionais especializados para potencializar o treino e ganhar mais qualidade de vida. Já no teste da pisada, os participantes foram orientados a utilizar o tênis mais adequado ao seu passo. Todas as etapas do Circuito da Longevidade contaram, também, com um bicicletário especial do “Movimento Conviva”, uma iniciativa do Grupo Bradesco Seguros para incentivar a convivência harmoniosa entre ciclistas, motoristas, motociclistas e pedestres.

Este foi o sétimo ano que Salvador recebeu o Circuito da Longevidade, criado em 2007 com o objetivo de sensibilizar o público para a prática de atividade física como um dos pilares para a conquista da longevidade com saúde, bem-estar e qualidade de vida. O Circuito é promovido pelo Grupo Bradesco Seguros na Bahia, Distrito Federal, Minas Gerais, Pernambuco, Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul e São Paulo. Desde a primeira edição, o evento já foi realizado em 19 cidades, reunindo mais de 410 mil inscritos.

Esporte com Responsabilidade Social

O valor equivalente ao da renda obtida com as inscrições – R$ 10 para a caminhada, em todas as faixas etárias, e de R$ 20 e R$ 10 para a corrida, nas categorias até 49 anos e acima, respectivamente – é sempre destinado a uma entidade de caráter social indicada pela prefeitura onde o evento se realiza. A ação tem como objetivo canalizar recursos para projetos que privilegiem a inclusão e o atendimento de pessoas carentes. Em Salvador, o valor será direcionado à Associação Sociocultural e de Capoeira, Bloco Carnavalesco Afro Mangab&aacu te;, entidade sem fins lucrativos que visa contribuir para a assistência de crianças e idosos do Estado. Desde que o Circuito foi criado, mais de R$ 2,6 milhões já foram distribuídos.

Longevos são homenageados no palco

Os mais longevos da corrida e da caminhada receberam troféus e homenagens no palco. Karl Franz Schleu, de 81 anos, foi o participante mais longevo da etapa Salvador do Circuito da Longevidade.

Corrida e Caminhada – Circuito da Longevidade

A prova de corrida tem caráter competitivo, com participação de atletas de elite brasileiros e estrangeiros, além de amadores e iniciantes. Os cinco primeiros colocados, nos pelotões masculino e feminino, recebem R$ 23 mil em prêmios, divididos da seguinte forma: R$ 5 mil (1º lugar), R$ 3 mil (2º lugar), R$ 2 mil (3º lugar), R$ 1 mil (4º lugar) e R$ 500 (5º lugar), livres de impostos, além de troféus e medalhas. Desde o início do projeto, foram pagos R$ 1,8 milhão em premiações.

Já a caminhada tem foco maior naqueles que não praticam exercício físico com regularidade, com a presença de participantes de todas as faixas etárias, de crianças a idosos. O objetivo é estimular os que caminharam para que, em uma próxima oportunidade, possam participar correndo. Os mais longevos têm destaque especial. Eles são homenageados, no pódio, com troféus e medalhas. Com essa ação, o Grupo Bradesco Seguros dá visibilidade aos longevos que, por meio do exercício físico, conquistaram uma vida saudável.

O Circuito da Longevidade conta também com a participação de pessoas com deficiência, que marcam presença nas pistas com frequência. A elas, é reservada uma largada diferenciada, que acontece antes da oficial.

Plataforma da Longevidade

O Circuito da Longevidade é uma das ações que integram a Plataforma da Longevidade, composta por iniciativas promovidas e patrocinadas pelo Grupo Bradesco Seguros com objetivo de incentivar a conquista da longevidade com qualidade de vida, saúde e bem-estar. Além do Circuito, a Plataforma reúne o Fórum da Longevidade, os Prêmios Longevidade, o Programa Porteiro Amigo do Idoso, o Movimento “Conviva” e o programa “Juntos pela Saúde”.

Resultado da Prova
Corrida – Prova Masculina
Classificação
Nome
Tempo
1
Ederson Vilela Pereira
17’27’’
2
José Márcio Lopes da Silva
17’44”
3
Jurandyr Couto Júnior
17’55’’
4
Damião Ancelmo de Souza
18’01’’
5
Carlos de Oliveira Santos
18’06’’
Corrida – Prova Feminina
Classificação
Nome
Tempo
1
Fabiana Cristine da Silva
20’45’’
2
Marili dos Santos
21’33”
3
Rebeca Rodrigues Costa
21’45”
4
Edielza Alves dos Santos Guimarães
22’20’’
5
Tatiane Pereira de Souza
22’24”

Corretora contrata encarregado técnico em seguros 1528

Contratação

Vaga é na região central de Porto Alegre (RS)

Grande corretora de seguros contrata profissional para controle de emissão de apólices, endossos e realização de cálculos com as seguradoras. É necessário ter experiência no setor de seguros.

O horário de trabalho é de segunda à sexta-feira, das 8h30min às 18h, com 1h de almoço. A vaga é para a unidade no Centro de Porto Alegre (RS) e oferece salário compatível com a função, além de todos os benefícios da categoria (VT + VR + VA).

Gostou? Envie seu currículo para pamela.kollet@sustentareseguros.com.br!

Conscientização do brasileiro sobre seguros e previdência 1590

Especialista reforça importância da informação para promoção da educação financeira

É consenso que vivemos uma revolução no modo como as pessoas planejam o futuro e despertam para a educação financeira como item fundamental para uma vida mais tranquila e realizada. Neste sentido, Ricardo Rezende, diretor da PlaniLife Seguros e Previdência, reforçou a importância de promover essas ideias ao grande público através da informação.

“O simples fato de termos debatido a reforma da previdência [pública] fez com que as pessoas pensem no futuro e se deem conta de que não conseguirão manter o próprio padrão de vida lá na frente”, explicou Rezende em entrevista ao programa Seguro Sem Mistério. A atração é apresentada sempre aos domingos, nos canais 520 e 20 da NET Porto Alegre, 526 e 26 nas demais regiões do Rio Grande do Sul.

Conscientização sobre seguros

O apresentador Jota Carvalho destacou que “moeda forte gera uma indústria forte”, e, seguindo este pensamento, o  executivo Ricardo Rezende destacou a relevância das pessoas serem previdentes e mais organizadas financeiramente. “Penso que as famílias da sociedade em geral viverão melhor com um menor grau de endividamento. Quanto mais planejamento, mais tranquilo será para se atingir um objetivo”, explicou.

Hackathon social visa colaborar com gestão de ONGs 1410

Hackathon Social

Iniciativa é promovida pela Zurich Seguros

O termo hackaton normalmente é usado em eventos que reúnem profissionais da programação e da tecnologia de informação para a resolução de projetos, ideias ou afins. Agora, o modelo foi utilizado com cunho social por meio de uma atividade da Zurich Seguros, que aconteceu desde o último dia 16 até esta sexta-feira.

A maratona social tem como foco a análise de problemáticas levantadas pelas ONGs Imargem e Arrastão e integra o programa de responsabilidade social corporativa da Zurich, A Vida em Novas Cores.

Captação de Recursos, Planejamento Estratégico, Ferramentas Financeiras, Engajamento de Equipe, entre outras problemáticas, foram apontadas por cada uma das organizações. Os voluntários ainda realizaram visitas nas entidades e ainda acompanharam palestras de representantes na sede da Zurich, em São Paulo (SP).

“Um dos maiores problemas de algumas ONGs é relacionado à gestão. É de extrema importância receber a colaboração de profissionais capacitados para o gerenciamento e desenvolvimento de projetos. É uma iniciativa inovadora e que será de grande ajuda para ONGs e comunidades atendidas”, explica Ivo Pons, sócio-fundador da Rede Design Possível, entidade sem fins lucrativos parceira da Zurich Seguros para a realização das atividades.

A Maratona Social contou, ao todo, com 24 horas de programação para mais de 65 colaboradores. As problemáticas foram analisadas e trabalhadas no método de design thinking. Após a ação, os profissionais vão acompanhar a implementação dos projetos junto às ONGs.

A companhia buscou uma estratégia inovadora para solucionar problemas de vulnerabilidade social, na visão de Edson Franco, CEO da Zurich no Brasil. “É uma oportunidade para aplicarmos nossas expertises em situações reais das ONGs, a fim de buscarmos soluções efetivas através da colaboração, e assim, fazer parte de uma transformação tangível”, conta.

A ONG Imargem atua na Zona Sul de São Paulo com atividades que utilizam a linguagem da arte urbana. Já a ONG Arrastão é uma rede de cidadania baseada nos campos pedagógicos, sociais e culturais, com atuação em Campo Limpo, e atende crianças, jovens e suas famílias – além de projetos habitacionais e ambientais.

Grupo MBM fecha parceria com Fetter Bueno Corretora de Seguros no RS 1354

Operação visa atender públicos específicos, como associações e sindicatos de classe

Jaqueline Pacheco e Júlia Fetter
Jaqueline Pacheco, gerente comercial de filial do Grupo MBM, e a corretora Júlia Fetter / Divulgação

O Grupo MBM acaba de fechar parceria com a Fetter Bueno Corretora de Seguros. Júlia Fetter, representante da corretora, foi recebida na filial do MBM em Porto Alegre (RS), no último dia 17 de abril.

“A corretora será parceira na comercialização de seguros individuais para públicos específicos, como associações e sindicatos de classe”, comenta Jaqueline Goulart Pacheco, gerente comercial da filial.

A filial do Grupo MBM na capital gaúcha fica na Rua dos Andradas, 772 – Centro de Porto Alegre (RS). Ainda existem mais duas lojas no interior do Estado, em Santa Maria e Passo Fundo.

Coparticipação e franquias em planos de saúde 1159

Prontuário médico

Novas opções representam avanço para o setor e consumidores

“Novas e mais acessíveis formas de contratação”, assim define José Cechin, diretor-executivo da Federação Nacional de Saúde Suplementar (FenaSaúde), sobre a opção de franquias ou coparticipação nos planos de saúde. Na opinião da Federação, a proposta da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) representa um avanço não apenas para o setor, como para os consumidores.

Normativo da agência reguladora visa atualizar questões relevantes sobre o tema, como limites e parâmetros para aplicação dos produtos. A estimativa é que 50% dos contratos possuam algum desses mecanismos.

“Isso é opcional. O consumidor pode ou não optar pelo plano com essas características, que funcionam como um moderador do uso e, portanto, combate os desperdícios. Isso não quer dizer que o paciente deve descuidar da saúde”, reforça Cechin.

A diferença entre estes sistemas nos planos de saúde

Ainda segundo o diretor da FenaSaúde, o plano com franquia é direcionado ao consumidor que se planeja e dispõe dos recursos para arcar com estes valores. “Cabe a cada um analisar suas necessidades médicas e possibilidades financeiras. O importante é que o consumidor ganha mais escolhas, algo sempre positivo”, explica. Para José Cechin a competição entre as operadoras evitará o risco de planos excessivamente caros. “O plano com franquia terá uma mensalidade menor e sem a perda de qualidade assistencial”, reforça.

Como o modelo é baseado no mutualismo, quando há desperdício todos acabam pagando. Isso ainda ocasiona em reajustes maiores na mensalidade dos planos. Visando essa situação, a coparticipação funciona como um fator moderador importante, uma vez que evita o uso desnecessário de recursos e gera uma relação de mais responsabilidade com o sistema de saúde, na visão da FenaSaúde.

Queremos conhecer ainda mais nosso público, participe da pesquisa de opinião! (Leva menos de 2 minutos)Participar
+