“Nosso mestre Sérgio Petzhold” 4372

Ricardo Pansera descreve momentos com um dos ícones do mercado segurador brasileiro

Tive o privilégio de conhecer o Sérgio Petzhold no começo dos anos 1980, quando ele era presidente do Sincor-RS e convidou meu pai Albino, a mim e meu irmão Roberto para colaborarmos com o Sindicato. Graças a ele, o Sincor abriu sua primeira delegacia regional, em Canoas, começando aí o processo de interiorização.

Logo nos primeiros contatos, vi que estava diante de um verdadeiro líder, um guerreiro que contagiava a todos com suas iniciativas pioneiras e não desistia enquanto não via os planos saírem do papel e se transformarem em realidade. Sérgio delegava poderes, incentivava a equipe a trabalhar, como deve fazer um comandante.

Foi um dos pioneiros que, em 1975, lançou a ideia da nossa Fenacor, em união com presidentes dos principais Sincor’s do Brasil. Batalhou incansavelmente para a compra da primeira sede própria do nosso Sindicato, na Galeria A Nação, em Porto Alegre. E se empenhou mais ainda na compra da atual sede, no 17º andar do Edifício Coliseu, bem como em sua reforma e ampliação.
Como esquecer sua obstinação para varrer do nosso setor de atividade aqueles “falsos corretores”, pessoas sem nenhum preparo que “vendiam” apólices? E sua dedicação para mostrar as diferenças entre um contrato de seguro feito por um corretor e um gerente de agência bancária?

Nesta mesma esteira, teve uma luta especial em apoiar o curso da Escola Nacional de Seguros para a formação de Corretores de Seguros, com direito a se habilitar junto à Susep para exercer a digna e relevante atividade de Corretor Profissional de Seguros (assim mesmo, com letras maiúsculas).

Foi ele quem, no esforço de valorizar a imagem do corretor de seguros, criou o slogan “Com Corretor de Seguros, é muito mais seguro”, mote de campanhas publicitárias institucionais, com o qual sempre encerrava seus pronunciamentos.

Sérgio esteve entre os fundadores da nossa Cooperativa de Crédito Mútuo de Corretores de Seguros (Credicor-RS), em 1º de julho de 1999, entidade que presidiu até seu falecimento. Foi sempre um defensor convicto do “Banco dos Corretores de Seguros”, uma alternativa para nossa categoria com os menores juros do mercado para quem precisa tomar empréstimos e com as maiores rentabilidades para quem aplicar.

Não posso esquecer de sua capacidade de liderança, que impulsionou a realização dos Encontros Regionais, dos Encontros Femininos, das palestras para jovens estudantes do projeto Cultura do Seguro, do Jantar dos Cozinheiros, dos torneios de tênis entre os corretores, esporte pelo qual era apaixonado.

Entre as honrarias recebidas com toda a justiça, cito o título de membro da Academia Nacional de Seguros e Previdência (ANSP) por seu conhecimento sobre o tema e de Cidadão Emérito de Porto Alegre, cidade onde nasceu e residia, que soube honrar com seu trabalho e liderança, concedido pela Câmara Municipal da Capital. Também a honraria recebida da Fenacor por ocasião do Encor Gramado, comenda que ele exibia com muito orgulho.

Com o seu passamento, perdemos um líder, um guia competente, um corretor que se dedicou de corpo e alma à sua profissão, à sua família e ao nosso Sincor.

Por tudo isto, muito do que somos e conquistamos, devemos ao Sérgio.

Tenho certeza que onde ele estiver, continuará a fazer amigos, reunindo, liderando, empreendendo, contando causos e passagens do cotidiano. Perdemos um grande e fiel amigo, mas o céu ganhou uma estrela de brilho ímpar.

Saiba mais: Falece Sérgio Alfredo Petzhold

Curso para formação de corretores terá material didático 100% digitalizado 769

Estão abertas as inscrições para o Curso para Habilitação de Corretores de Capitalização, em 68 localidades

Acompanhando as tendências tecnológicas e sempre buscando formas de facilitar a rotina dos alunos, a Escola Nacional de Seguros está lançando novidades para o Curso para Habilitação de Corretores em 2018.

Uma delas é que todo o material didático passará a ser disponibilizado em ambiente digital, podendo ser acessado em plataformas variadas, como notebooks, celulares, tablets, entre outras. A mudança garantirá aos alunos mais flexibilidade e conveniência aos estudos, que poderão ser realizados em qualquer horário e local, de forma prática e ágil.

“Por meio de avaliações e pesquisas entre alunos e professores, procuramos entender as necessidades dos estudantes e adaptamos o curso de forma a torná-lo mais funcional, num esforço contínuo. Acreditamos que essas inovações irão contribuir para que os alunos absorvam o conteúdo de forma ainda mais eficiente”, afirma a diretora de Ensino Técnico da Escola, Maria Helena Monteiro.

Inscrições abertas

No momento, estão abertas as inscrições para o Curso para Habilitação de Corretores de Capitalização, em 68 localidades de todo o País. As aulas terão início a partir de fevereiro.

A Escola é a única Instituição credenciada a ministrar o Curso para Habilitação de Corretores de Seguros. Os aprovados recebem certificado e podem solicitar registro profissional junto à Superintendência de Seguros Privados (Susep).

O Curso de Capitalização é o primeiro do programa completo, que tem outros dois: Vida e Previdência, e Demais Ramos. Os requisitos para participar são ensino médio e maioridade.

Inscrições e mais informações, como investimento e conteúdo programático, estão disponíveis neste hotsite.

Enxugamento de subsídio ao seguro rural muda estratégia do setor 747

Mudança impulsiona oferta de outras linhas

As seguradoras que oferecem cobertura a agricultores têm alterado suas estratégias para compensar a redução de subsídios do governo. O valor originalmente destinado subvenção ao prêmio do seguro rural em 2018 caiu de R$ 550 milhões para R$ 395 milhões.

Essa mudança leva a uma maior oferta de linhas que não dependem do orçamento federal, como a que segura as receitas do agricultor, diz Wady Cury, presidente da comissão do segmento na FenSeg (Federação Nacional de Seguros).

“Para quem planta café, milho e soja, principalmente, o ideal que seguremos mais o faturamento do que o risco climático. algo que dever ganhar fora em 2018”, diz Fernando Barbosa, presidente da área no Grupo Segurador BB e Mapfre.

Cerca de 25% dos prêmios emitidos pelo grupo no ramo agrícola são desse tipo.

“Como nunca há certeza do orçamento do programa de subvenção, fizemos um modelo de negócio que anda sozinho”, afirma Barbosa. “A maior preocupação a Selic (taxa básica de juros). Estamos estudando como a queda afeta a contratação”, completa.

A redução dos juros pode levar a uma alta de preços para compensar a perda de receita das seguradoras, já que parte significativa de seus ganhos financeiros são atrelados a títulos públicos.

A Swiss Re Corporate Solutions diz no acreditar em um corte drástico dos subsídios, mas afirma que também tem trabalhado modalidades que independem do governo.

Portarias da Susep aprovam mudanças em capitais sociais 680

Além de aportes ou reduções, autarquia aprova também eleições para escolha de novos administradores

Diversas portarias publicadas pela Superintendência de Seguros Privados (Susep) nesta terça-feira aprovam alterações no capital social de seguradoras, ratificam reformas nos estatutos sociais ou nomes de novos administradores.

A Itaú Seguros de Auto e Residência recebeu autorização para reduzir seu capital social em R$ 124.673.361,96, aos R$ 420.000.000,00, dividido em 391.874.389 ações ordinárias nominativas, sem valor nominal; além de aprovar reforma em seu artigo 5º do estatuto social.

Já a microsseguradora ALM Seguradora S.A. obteve autorização para elevar seu capital social em R$ 613.417,81, para R$ 4.755.417,81, dividido em 136.567.944 ações ordinárias nominativas, sem valor nominal; além de receber sinal verde para alterar seu estatuto social.

Outra que elevou seu capital social foi a Suhai Seguradora S.A- aportando R$ 1.700.000,00- para R$ 21.126.198,00, dividido em 21.572.279 ações ordinárias nominativas, sem valor nominal; e também aprovou mudança no artigo 5º do estatuto social.

Na PQ Seguros S.A., com sede em Salvador – BA, a Susep aprovou a eleição de administradores, conforme deliberado na reunião do Conselho de Administração da seguradora, realizada em 25 de setembro de 2017.

A autarquia aprovou também a eleição de administrador na Tokio Marine Seguradora S.A., CNPJ n. 33.164.021/0001-00, com sede na cidade de São Paulo – SP, conforme deliberado na reunião do conselho de administração realizada em 08 de dezembro de 2017. Também ratificou a eleição de administrador de Sompo Seguros

Na Companhia de Seguros Aliança da Bahia, a portaria da Susep aprova a eleição de fiscais da companhia. Na Generali Brasil Seguros, a seguradora recebeu sinal verde para elevar seu capital social em R$ 50.000.000,02, aumentando-o para R$ 1.306.177.730,11, representado por 2.633.006 ações ordinárias nominativas, sem valor nominal; no mesmo documento, a autarquia aprovou reforma e consolidação do estatuto social.

Affinity visa capacitar 500 novos corretores no Rio em 2018 672

Treinamentos gratuitos começam na Região Serrana

Erick Lorga é gestor de Corretoras da Affinity

Em um mercado de trabalho cada vez mais concorrido, estar capacitado é fundamental. E em tempos de crise econômica, nada melhor do que se qualificar de forma gratuita. O ano de 2018 começou a todo vapor na Affinity. Até o final de 2018 a empresa quer capacitar cerca de 500 novos corretores de seguro no Estado do Rio de Janeiro, além de promover uma “reciclagem” aos profissionais já cadastrados. O primeiro treinamento gratuito já tem data marcada e acontece na cidade de Nova Friburgo, na Região Serrana, na próxima quarta-feira, dia 17 de janeiro.

Erick Lorga, gestor de Corretoras da Affinity, será o responsável por ministrar a palestra: Seguro Viagem, um Produto Transitório de Carteira. “Queremos que os corretores entendam que seus clientes ainda não sabem que eles comercializam o seguro viagem e, por isso, acabam buscando os canais tradicionais como agências de viagens físicas e online”, explica Lorga.

O objetivo é atingir corretores da própria Nova Friburgo e de cidades vizinhas como Teresópolis, Cordeiro, Cantagalo, Macuco, São Sebastião do Alto, Trajano de Moraes, Santa Maria Madalena, Itaocara, Duas Barras, Carmo, Sumidouro e Bom Jardim. No dia 31/01 o treinamento da Affinity chega a Volta Redonda e no dia 28/02 acontece em Petrópolis.

A Affinity ultrapassou a marca de meio milhão (500.000) de bilhetes comercializados ao longo de 2017. Hoje são mais de 4 mil parceiros comerciais, entre corretores de seguros e agências de viagem. Os viajantes Affinity contam com o mais moderno atendimento 24h no mundo, uma rede com profissionais trilíngues para que em casos de imprevistos possam ser atendidos com rapidez e agilidade.

Serviço:

Local: Sala de Convenções do Hotel Habitare
Endereço: Rua Augusto Cardoso, 71 – Centro – Nova Friburgo (RJ)
Data: 17/01
Horário: 9h30min
Inscrições pelo WhatsApp (21) 99825-5128 – Com Elisandra

CVG-RJ e Porto Seguro apresentam Porto Proteção Planejada a corretores 671

Produto recém lançado pela seguradora une proteção de Vida e Previdência Privada

A Porto Seguro Vida e Previdência lançou, no final do ano passado, o produto Porto Proteção Planejada, que une seguro de Vida e Previdência Privada. Com a combinação entre proteção e planejamento financeiro, o corretor passa a ter mais uma opção para oferecer aos seus clientes, e por isso o Clube Vida em Grupo do Rio de Janeiro (CVG-RJ) promoveu, em parceria com a seguradora, um treinamento sobre a novidade nesta terça-feira, 16 de janeiro.

“Esse produto chegou para suprir uma demanda do mercado, e há perfis que serão melhor atendidos por ele. É muito importante que nós, corretores, que somos consultores, possamos oferecer soluções de acordo com a necessidade de cada cliente. Por isso é essencial aprendermos sobre as opções disponíveis, seus detalhes de rentabilidade, entre outras informações”, afirma a assessora da presidência do CVG-RJ, Sonia Marra, responsável pela programação de capacitação do Clube a partir deste ano.

Na sede do Clube, no Centro do Rio, o consultor comercial de Previdência da Porto Seguro, Alessandro Paiva, explicou como funciona o produto recém lançado, que descreveu como um VGBL conjugado. “Um dos diferenciais em relação ao seguro de Vida é que o prêmio é nivelado, ou seja, não varia de acordo com a idade do segurado”, destacou. Além, é claro, de haver um valor a ser resgatado ao final da vigência do produto mesmo que não haja sinistro, por conta da acumulação.

Nesse quesito, Paiva conta que a Porto Seguro foi eleita a seguradora com maior rentabilidade em planos de Previdência nos últimos cinco anos pelo Valor Econômico. “Somos uma das 10 maiores gestoras desse segmento no Brasil, contando com os bancos”, afirma. O executivo explica que o investimento do Porto Proteção Planejada é feito em fundos com 100% dos ativos em títulos públicos, sendo, portanto, conservador, com baixa volatilidade.

Carlos Ivo Gonçalves, presidente do CVG-RJ, Etiene Sarmento, Comercial Vida da Porto Seguro, Ana Cristina Domingues, Consultora de Negócios RJ da Porto Seguro, Magda Iwamoto, gerente comercial de Previdência da Porto Seguro, Sonia Marra, assessora da presidência do CVG-RJ, e Alessandro Paiva, consultor comercial de Previdência da Porto Seguro. / Divulgação

Outra vantagem do novo seguro é que, caso o cliente deixe de pagar o prêmio por algum motivo, a proteção de Vida não é cancelada automaticamente: por até 12 meses, o valor é coberto pela reserva já acumulada na ponta de Previdência. “Trata-se de uma alternativa flexível ao mercado de seguros resgatáveis, que possui seis diferentes opções para o momento do resgate da renda, incluindo a opção de, em caso de óbito, a remuneração ser revertida para o cônjuge ou outro beneficiário escolhido”, diz Paiva.

Durante o treinamento, o consultor mostrou também que a comissão é vantajosa para corretores, que recebem anualmente sobre a acumulação e, a cada mês, sobre os aportes. A equipe da Porto Seguro, representada por Paiva e Magda Iwamoto, gerente comercial de Previdência, em São Paulo e pelas consultoras Ana Cristina Domingues e Etiene Sarmento no Rio de Janeiro, colocou-se à disposição dos corretores para consultoria e esclarecimento de dúvidas sobre o produto. “Gostaria de agradecer ao CVG-RJ pela oportunidade de realizar esse treinamento”, finalizou Alessandro Paiva.

A assessora da presidência do CVG-RJ Sonia Marra aproveitou a ocasião para relembrar a realização de mais dois eventos ainda no mês de janeiro, sendo um sobre negócios e carreira e o outro sobre oratória, nos dias 24 e 31, respectivamente. Além disso, anunciou que o Clube vai realizar um café empresarial por mês, sempre em parceria com uma seguradora, e cursos voltados para corretores com foco nos seguros de Pessoas.