Insurtechs: Você precisa saber mais sobre o assunto! 1864

Futuro dos negócios passa pela transformação tecnológica

Estamos vivendo uma era de grandes transformações. Seja para gestão de negócios ou para ganho de performance, a tecnologia é forte aliada no desenvolvimento de soluções completas aos mais variados nichos de clientes, cada vez mais bem informados e conscientizados sobre a importância de proteger sua vida e seus bens. O assunto ainda ganha uma reportagem especial na Revista JRS de março.

Corretores associados ao Sincor-RS terão transporte gratuito para o Brasesul 1412

Demais corretores e executivos do mercado também podem utilizar serviço 


O Sindicato dos Corretores de Seguros do Rio Grande do Sul está disponibilizando transporte para o mercado de seguros gaúcho comparecer ao Congresso Sul Brasileiro dos Corretores de Seguros. O Brasesul está marcado para acontecer nos dias 19 de 20 de julho em Florianópolis (SC).

Os corretores de seguros associados ao Sincor-RS terão transporte gratuito e os demais corretores e profissionais do mercado também podem pegar carona pelo valor de R$ 115 (ida e volta). Basta entrar em contato com o setor de eventos do Sindicato, através do telefone (51) 3225-7726.

O Brasesul reúne os corretores de seguros do três estados da Região Sul do Brasil. “Todos os associados do Sincor-RS que se interessarem terão a viagem cortesia como uma forma de reconhecermos o empenho destes profissionais, que são os donos da entidade. Os não associados, securitários, profissionais das seguradoras e das assessorias também podem viajar conosco, e para isso estaremos cobrando exclusivamente o valor do próprio ônibus”, explica o vice-presidente do Sincor-RS, André Thozeski. “É uma grande oportunidade para viajarmos em conjunto, com amigos e colegas a um grande evento”, convida.

Zurich comemora sucesso de ação com parceiros de negócios 590

Vou com Zurich

Campanha levou profissionais a viagens exclusivas para Zurique, Lisboa e Punta Cana

Mais de 200 parceiros de negócios da Zurich participaram, neste primeiro semestre de 2018, de experiências únicas por meio da campanha Vou com a Zurich. A ação integra o programa de relacionamento e incentivo da seguradora e premia corretores e parceiros estratégicos com viagens para diferentes destinos todos os anos, proporcionando momentos memoráveis.

A encantadora Zurique, a ensolarada Lisboa e a paradisíaca Punta Cana foram os destinos visitados. O grande diferencial das viagens foram os roteiros totalmente personalizados pela companhia para oferecer experiências exclusivas aos viajantes, como a neve no Monte Titlis e um Tour pelo Museu da FIFA, na Suíça; a cidade de Évora e a vinícola Herdade do Esporão, em Portugal; e a cinematográfica Ilha Samoa, na República Dominicana.

Para Edson Franco, CEO da Zurich, a ação foi um sucesso e reforça o compromisso da companhia em valorizar e reconhecer o trabalho dos seus parceiros de negócio. “Tivemos um feedback muito positivo da ação, o que nos deixa extremamente satisfeitos em poder oferecer esses momentos para profissionais que colaboram para que a Zurich continue a ser uma das maiores seguradoras globais”, afirma o executivo.

A próxima campanha Vou com a Zurich pretende premiar corretores e parceiros com viagens para Marrakesh e Aruba, em 2019.

Mapfre apresenta nova executiva de seguros pessoais 1979

Vanessa Chies ocupa o posto na Territorial Rio Grande do Sul da Companhia

A Mapfre segue com grande foco no seguro de pessoas. Vanessa Chies demonstra entusiasmo e expectativa ao alcançar a gerência de seguros pessoais na Territorial Rio Grande do Sul da companhia.

“Ainda existe muito espaço para o seguro de vida. No exterior ele é mais difundido, mas aqui no Brasil ainda temos muito o que buscar”, destaca a executiva.

O corretor de seguros é a peça fundamental do negócio, na visão de Vanessa. “O profissional devidamente treinado e habilitado para prestar a devida consultoria que o cliente espera e deve receber”, completa.

Coface apresenta novo diretor comercial 1188

Negócios

Everton Dalnei Fauth assume posição da companhia no Brasil

Everton Dalnei Fauth é diretor comercial da Coface no Brasil
Everton Dalnei Fauth é diretor comercial da Coface no Brasil

A Coface, seguradora de crédito francesa, anuncia a chegada de Everton Fauth para assumir a diretoria comercial da companhia no Brasil e reforçar seu time de profissionais. O executivo chega com a missão de ampliar a carteira de clientes e aprimorar o atendimento com novas soluções e condições comerciais. Além disso, Everton será responsável por otimizar os processos relacionados à gestão de contratos e garantir entregas de forma ágil e eficaz aos clientes.

Everton está há 26 anos na área comercial, com vasto know-how nas áreas de Crédito, Financeiro, Marketing, Produtos, Orçamentos e Riscos, com passagens pela MRC Empreendimentos Imobiliários e Banco do  Brasil, onde ocupou diversas posições tanto no Brasil como no exterior. É graduado em Relações Internacionais e possui MBA em Gestão de Negócios.

5 dicas para tirar uma empresa do vermelho 1348

Executivo

Especialista explica detalhes que podem fazer toda diferença

A crise financeira trouxe grandes desafios para os empreendedores brasileiros. Com isso, a redução de custos exige o corte de itens considerados supérfluos e outras medidas são tomadas pelas empresas para melhorar a rentabilidade dos negócios.

“Aqueles gastos que parecem pequenos podem comprometer os recursos da empresa e significar a diferença entre sobreviver ou fechar o seu negócio”, destaca Samuel Lopes, sócio da Tiex, empresa de consultoria e gestão financeira corporativa.

Conforme Lopes, além de reduções de custos, controle pode gerar receita extra, que deve ser reinvestida no negócio, como novos produtos, serviços, bonificações e incentivos para colaboradores, no crescimento da empresa em geral, e até no lucro dos acionistas.

O especialista elenca cinco iniciativas que as empresas precisam ter para conseguirem se recuperar e crescer.

Plano efetivo: Antes de fazer qualquer corte, é necessário elaborar um planejamento financeiro/estratégico que tenha uma análise do passado e do presente, assim como uma projeção do futuro. “É importante lembrar que esta projeção tem que ser muito bem desenhada, considerando, por exemplo, as dificuldades atuais do mercado”, diz o sócio da Tiex.

Acompanhamento mensal: A viabilização de um acompanhamento mensal é imprescindível para que a empresa consiga obter resultados mais eficazes. Só assim os gestores poderão ter percepção de suas necessidades para a tomada das melhores decisões possíveis. “Qualquer desvio deve ser apontado e discutido. O redesenho dos processos internos e otimizações tecnológicas pode ser muito efetivo”, explica.

Cortes menos impactantes: Deve-se saber onde é possível cortar sem interferir nos negócios. Vender ativos que fogem ao “core business” é desnecessário. “Ás vezes, as empresas entram em um mercado que possuem pouco conhecimento e acabam gastando recursos onde não tem experiência. Já uma renegociação de contratos com fornecedores, seguradoras e bancos é primordial”, afirma Samuel.

Planejamento Tributário: O planejamento fiscal é uma forma de minimizar os custos fiscais. Sucintamente, o planejamento fiscal terá de respeitar a lei de forma integral, procurando negócios jurídicos com menor ou nula tributação. Com isso, é possível se ter um maior controle dos gastos administrativos.

Aprender: Épocas de crise são ocasiões para aprender, pensar muito e ter resiliência. “Se, com a crise, conseguimos renegociar contratos, minimizar custos administrativos, redesenhar processos para que se tornem mais efetivos, pagar menos impostos com um planejamento adequado, por que não fazíamos antes?”, questiona.