Icatu Seguros realiza o melhor ano de sua história 13157

Companhia reinvestiu R$ 423 milhões nos últimos cinco anos

Líder entre as seguradoras independentes no mercado brasileiro de Seguros de Vida, Previdência Privada e Capitalização, a Icatu Seguros apresenta seu balanço com a certeza de que este foi o melhor dos seus 26 anos de história. Preparada para o cenário de queda de juros, a Icatu cresceu em todas as linhas de negócios e apresentou resultados operacionais consistentes, acima da média do mercado. Em meio ao cenário desafiador da economia, a Icatu alcançou um faturamento de R$ 4,6 bilhões e lucro líquido de R$ 278,7 milhões no ano passado, o que consolida seu crescimento nos últimos cinco anos. Neste período, a companhia reinvestiu R$ 423 milhões em seu crescimento.

Com uma sólida posição financeira, a seguradora encerrou o ano com R$ 590,3 milhões em volume de ativos livres. O patrimônio líquido da empresa ultrapassou R$ 1,2 bilhão, após a distribuição de R$ 175 milhões em dividendos. O resultado consolidado da companhia garante um ROE (retorno sobre o patrimônio, da sigla em inglês para Return On Equity) consistentemente acima de 25%. A Icatu atualmente administra recursos que ultrapassam a soma de R$ 29,6 bilhões. Presente em todo o país, ano passado a companhia indenizou cerca de 45 mil pessoas, em centenas de municípios.

Para tornar seu portfolio mais qualificado e completo, e oferecer as melhores soluções de proteção e planejamento financeiro aos seus 5,5 milhões de clientes, a empresa vem desenvolvendo importantes parcerias para a comercialização de seus produtos. Atualmente, são mais de 170 parceiros comerciais, 4 mil corretores e cerca de 50 mil empresas clientes. Em 2017, por exemplo, a Icatu adquiriu a Cardif Capitalização e passou a ser a provedora exclusiva de produtos de Capitalização para o Grupo Cardif por 10 anos.

“Queremos contribuir de forma cada vez mais relevante para a sociedade e promover um ano ainda melhor para nossos parceiros, corretores e clientes. Aumentamos nossa captação e market share em todos os segmentos e, com isso, conseguimos traçar novas possibilidades de investimentos”, explica o presidente da Icatu Seguros, Luciano Snel.

Em 2017, a companhia apresentou crescimento de lucro, apesar da queda do resultado financeiro que atingiu todo o mercado. “Estamos bem preparados para 2018. Vamos aprimorar cada vez mais os nossos serviços para continuar superando as expectativas do mercado. Também continuamos interessados em avaliar qualquer oportunidade de expansão nos seguros de Vida, Previdência (aberta e fechada), Capitalização e Investimentos. Essa é uma realidade”, afirma Snel.

Investimentos

Atenta às tendências do mercado em inovação, a Icatu está investindo R$ 84 milhões em tecnologia, montante superior aos R$ 55 milhões do ano anterior. Há, por exemplo, 37 projetos em andamento, envolvendo parcerias, novos produtos, serviços digitais, eficiência operacional e experiência do cliente. Em 2017, a Icatu também fortaleceu a presença da marca em todas as regiões do pais.

Durante o último ano, a empresa – especializada em pessoas – teve um olhar bastante cuidadoso para a sua gente: desenvolveu, promoveu e contratou, e mais uma vez foi eleita como uma das melhores empresas para trabalhar no Brasil e no Estado do Rio de Janeiro pelo Great Place to Work (GPTW).

Desempenho dos segmentos

No segmento de Seguros de Vida, o faturamento da companhia atingiu R$ 1,7 bilhão em 2017, crescimento de 13,4% em relação ao ano passado. “Percebemos que as pessoas começam a dar a importância devida à proteção, levando em conta seu ciclo de vida. A melhora na economia cria um ambiente mais favorável para o planejamento de médio e longo prazo. A Icatu manteve seu foco em ter coberturas diversas e criar um pacote de proteção financeira para famílias e negócios de portes diversos”, avalia Snel.

Em Previdência Privada, a captação líquida (entradas – saídas) alcançou R$ 4,1 bilhões, um aumento de 279% em relação ao ano de 2016, ultrapassando R$ 17 bilhões em reservas, distribuída entre uma carteira de mais de 200 fundos de previdência.

Já no segmento de Capitalização, a empresa apresentou lucro líquido de R$ 69,4 milhões em 2017 e distribuiu R$ 63,2 milhões em sorteios. Neste ano, o patrimônio líquido atingiu R$ 240,7 milhões, aumento de 39,7% em relação ao ano anterior. Assumindo a carteira da Cardif, a companhia passa a ocupar a quinta posição no ranking geral de provisões no mercado.

A Icatu Fundos de Pensão, que inclusive atua com cobertura de risco terceirizada, possui um importante papel no fomento do segmento. O patrimônio administrado chegou a R$ 3,1 bilhões em 2017, distribuídos entre os 40 planos do fundo Icatu Multipatrocinado e cinco planos Instituídos (fundos setoriais).

Rio Grande Seguros e Previdência

O faturamento da controlada Rio Grande Seguros e Previdência foi de R$ 493,7 milhões, um aumento de 34% em relação ao ano anterior. Em outubro do ano passado, a companhia concluiu o processo de transferência da carteira de Previdência complementar da Icatu Seguros para a Rio Grande Seguros e Previdência, fruto de uma joint venture entre a Icatu e o Banrisul. A Rio Grande está entre os 10 maiores grupos financeiros do Sul do Brasil e é a maior seguradora com matriz no Estado do Rio Grande do Sul.

Rio Grande Capitalização

Em 21 de dezembro de 2017, a Icatu Seguros e o Banrisul também firmaram parceria estratégica criando a Rio Grande Capitalização, para comercializar produtos de capitalização nos canais do banco gaúcho. A nova companhia terá exclusividade de distribuição por 20 anos.

Icatu Vanguarda

A Icatu Vanguarda, gestora de recursos do grupo, fechou 2017 com a expressiva marca de R$ 17,4 bilhões em ativos sob gestão, sendo a 25ª maior gestora de recursos do país. A gestora figura nos principais rankings de investimento e recebeu a atribuição máxima de Rating de Qualidade e Gestão da agência Moody’s, o MQ1. Destaque na gestão de fundos multimercados, de inflação, crédito e dividendos, a Icatu Vanguarda captou R$ 1,026 bilhão em 2017, segundo o ranking da Anbima.

Grupo MBM fecha parceria com Fetter Bueno Corretora de Seguros no RS 788

Operação visa atender públicos específicos, como associações e sindicatos de classe

Jaqueline Pacheco e Júlia Fetter
Jaqueline Pacheco, gerente comercial de filial do Grupo MBM, e a corretora Júlia Fetter / Divulgação

O Grupo MBM acaba de fechar parceria com a Fetter Bueno Corretora de Seguros. Júlia Fetter, representante da corretora, foi recebida na filial do MBM em Porto Alegre (RS), no último dia 17 de abril.

“A corretora será parceira na comercialização de seguros individuais para públicos específicos, como associações e sindicatos de classe”, comenta Jaqueline Goulart Pacheco, gerente comercial da filial.

A filial do Grupo MBM na capital gaúcha fica na Rua dos Andradas, 772 – Centro de Porto Alegre (RS). Ainda existem mais duas lojas no interior do Estado, em Santa Maria e Passo Fundo.

Portais do Grupo BB e Mapfre adotam tradução digital em Libras 624

Mãos

Ferramenta facilita acesso e entendimento de conteúdos

O Grupo Segurador Banco do Brasil e Mapfre ampliou a acessibilidade dos portais das marcas e passa a contar com tradução simultânea da Língua Brasileira de Sinais (Libras). Para isso, os sites contarão com a presença do Hugo, um simpático avatar que realizará todas as traduções de forma dinâmica e interativa.

“O objetivo da iniciativa é aprimorar, ainda mais, a comunicação e o relacionamento com os diversos públicos que acessam esse canal de atendimento. Temos o compromisso de fortalecer a cultura de seguros no país e essa ação é um passo fundamental para isso”, conta Leonardo Mattedi, diretor geral de Administração, Finanças e Marketing do Grupo Segurador.

A implantação de ferramentas como essa facilitam o acesso e o entendimento de todo o conteúdo dos portais. O acesso à tradução é simples e intuitivo. Basta o usuário clicar no ícone de cores branco e azul, que simboliza duas mãos, localizado no canto direito da página, e o Hugo surgirá em uma janela exclusiva. Ao clicar no link desejado, automaticamente o personagem realiza a tradução em Libras do site.

Chegou a hora de fazer a manutenção do ar condicionado do carro 956

Carro Manutenção

Especialista dos Centros Automotivos Porto Seguro explica tudo sobre o assunto

O ar condicionado virou um item indispensável para os carros. No entanto, a falta de manutenção pode prejudicar o veículo e a saúde dos motoristas. Com o objetivo de auxiliar na prevenção de problemas, o gerente dos Centros Automotivos Porto Seguro, Marcos Iombriller, responde perguntas sobre como avaliar o estado do ar e realizar sua manutenção.

Quando é necessário realizar a manutenção do ar condicionado do veículo?

A manutenção deve ser realizada a cada 6 meses ou 30 mil quilômetros. O motorista também deve ficar atento e observar se, ao ligar, há mau cheiro e também se os passageiros começam a espirrar e respirar com dificuldade. Outro ponto de alerta do veículo é o vazamento do gás, utilizado no sistema do ar condicionado, que pode ser percebido pela demora do esfriamento. Esses são alguns indícios que mostram que o ar condicionado do carro precisa de manutenção.

Como é feita a manutenção do ar condicionado?

A manutenção do ar condicionado é, geralmente, realizada em duas partes: higienização e limpeza da tubulação. A primeira envolve a troca do filtro de partículas. Já a segunda é feita por meio de um spray próprio, sendo homologado pelas montadoras. Ao levar o automóvel para manutenção, é necessário que o motorista fique atento as condições das mangueiras e da pressão do gás.

Usar o ar condicionado constantemente realmente gasta mais combustível?

Sim. No entanto, o motorista pode ter alguns cuidados para diminuir o consumo de combustível, como manter o filtro do ar condicionado em boas condições, fazendo que o equipamento não precise exercer um esforço maior que o necessário.

Uma curiosidade é que, principalmente nas estradas, os motoristas abrem os vidros e desligam o ar, acreditando na economia, mas o efeito é totalmente o contrário. Isso ocorre porque o fenômeno afeta a aerodinâmica do veículo, em especial em velocidades acima de 70km/h, impactando no consumo de combustível, podendo tornar-se ainda maior que com o uso do ar.

E se o motorista nunca liga o ar? Há algum problema?

O ar condicionado possui lubrificação em seus componentes e a inatividade do equipamento pode acabar comprometendo sua eficiência, além de danificar componentes, como: compressor, pistões, condensador, evaporador e também cilindros. Por isso, é recomendável a utilização do ar condicionado de vez em quando.

É realmente necessário desligar o ar condicionado quando tiver perto do destino?

Sim. Isso porque o desligamento do ar antes de chegar ao destino, pode ajudar a desumidificar o sistema e diminuir a probabilidade do surgimento de fungos.

Centros Automotivos Porto Seguro

Os Centros Automotivos Porto Seguro oferecem serviços especializados para automóveis a preços competitivos – como manutenções preventivas e corretivas, instalação de acessórios e diagnósticos. Clientes e não clientes da empresa podem contar com uma estrutura que proporciona conforto e confiança em mais de 300 unidades de fácil acesso em todo o Brasil, que atendem cerca de 60 mil veículos ao mês e estão em constante expansão.

Qual a visão do consumidor sobre seguro de pessoas? 2470

ÉderOliveira

2º Fórum do CVG/RS aborda visão de mercado pela ótica do cliente

Oferecer soluções customizadas e elaboradas com foco na visão do consumidor é fundamental para o desenvolvimento do mercado de seguros. Pensando nisso, o Clube de Seguros de Vida e Benefícios (CVG/RS), reúne especialistas de distintas áreas na 2ª edição do Fórum de Debates. O evento acontece no dia 26 de abril, no auditório do Sindicato das Seguradoras do Rio Grande do Sul (Sindseg/RS).

O especialista em Marketing e editor do portal Consumidor-RS, Alexandre Appel, será um dos painelistas. A médica e presidente do Instituto da Mulher Mais Saudável, Carlen Luz, complementa os debates ao lado de Paulo Alaniz, presidente do Instituto Brasileiro dos Auditores Independentes (Ibracon). O sócio da Atuária Brasil e presidente do CVG/RS, Éder Oliveira, será o mediador deste encontro exclusivo para associados a entidade.

Inscrições para o 2º Fórum do CVG/RS – Visão do consumidor sobre o mercado de seguros de pessoas

As inscrições acontecem até o dia 20 de abril e contam com menos de 50 lugares disponíveis. Mais informações podem ser obtidas pelo e-mail: secretaria@cvgrs.com.br.

Agenda Eventos CVG/RS 2018
Agenda completa de eventos promovidos pelo CVG/RS em 2018

Relacionamentos promovem amizades e resultados 1844

Pessoas

Confira o artigo de Adelino Cruz para a edição 212 da Revista JRS

Quando faço palestras ou ministro um curso, principalmente no que trata em qualidade de atendimento, procuro deixar claro que, além da vantagem de aprender como conquistar um novo cliente, é preciso ter sensibilidade para perceber que esta oportunidade pode lhe garantir um bom relacionamento ou até mesmo um novo amigo.

Vivemos uma época em que muitos não se aperceberam da importância de dedicar um tempo para conversar com pessoas. A tecnologia da comunicação, vital para a modernidade e para atingir o maior número possível de pessoas favorece os relacionamentos e negócios, mas nem sempre aproxima fisicamente as pessoas. Quem já viveu mais tempo sabe muito bem da importância do contato pessoal, do olho no olho e, principalmente, do diálogo que se estabelece com o poder de conseguir um sim imediato para o fechamento de um negócio ou até mesmo criar vínculos favoráveis para um relacionamento maior. Uma amizade favorecerá novas indicações para o fechamento de novos negócios.

Se por um lado os e-mails levam mensagens instantaneamente, por outro lado, é comum não haver retorno e muito menos a possibilidade de cobrar por uma resposta, pois não houve aproximação ou relacionamento estabelecido com algum profissional, muito menos a possibilidade de novos contatos.

Não quero externar com isso que o uso da tecnologia não é vital para os dias atuais. Particularmente utilizo muito os meios existentes, que tem uma finalidade importante para o mundo moderno em que vivemos. Já não podemos mais viver sem a tecnologia existente, que será cada vez mais importante para a saúde, para os negócios e para o sucesso de qualquer profissional, empresa ou atividade. Isto não exclui o tema proposto, pois é possível afirmar que os relacionamentos promovem resultados além de amizades, que podem vir a ser prazerosos para qualquer profissional. As exigência do mundo em que vivemos faz com que a solidão tenha lugar garantido para milhões de pessoas no mundo que sofrem de ansiedade, angustia ou mesmo depressão. Mesmo aqueles que ocupam cargos importantes, tanto na vida pública quanto privada. Pessoas estão rodeadas de pessoas que não tem nenhuma aproximação além daquela exigida pelo trabalho.

A insônia toma conta de muitos. Ao ficarem a sós sentem o pavor da solidão. Não ter alguém para confidenciar suas alegrias e tristezas ou mesmo estabelecer um dialogo que não seja trabalho alimenta o sofrimento causando doenças emocionais. Faltam relacionamentos pessoais.

O trabalho e os negócios, em geral, promovem relacionamentos, que não raras vezes se transformam em grandes amizades, evitando que a solidão seja a companheira fora do trabalho. Convido-os a refletirem sobre isso. Uma coisa não exclui a outra. O ser humano só vive bem quando realiza seus objetivos e soma relacionamentos que o tornam humano e feliz.

Queremos conhecer ainda mais nosso público, participe da pesquisa de opinião! (Leva menos de 2 minutos)Participar
+