Sancor lança campanha comercial 2018 em Porto Alegre 7437

Corretores concorrem a carros, viagens e shows

A Sancor Seguros realizou o lançamento da sua campanha comercial 2018 na Capital gaúcha nesta quinta-feira (15). Em torno de 120 corretores, oriundos de cidades das mais diversas regiões do Rio Grande do Sul, participaram do momento.

O superintendente comercial da companhia, Rosimário Pacheco, explica que campanha deste ano divide os corretores de seguros em três grupos, de maneira que todos possam ter chances de atingir pontos e ganhar premiações. “Esse ano viemos com muito mais força, pois não há disputa entre corretores de seguros, a disputa é contra eles mesmos”, destacou. “Se o corretor atingiu as pontuações mínimas impostas pelo regulamento, ele já faz jus aos prêmios”, acrescentou.

A gerente da filial de Porto Alegre, Estela de Moura Rey. Filipe Tedesco/JRS

A primeira premiação é um veículo zero quilômetro, a segunda uma viagem internacional para Punta Cana ou Miami, terceira uma semana num resort no Nordeste e a quarta uma viagem regional. Além disso, a campanha da Sancor também terá premiações trimestrais, em que os corretores que atingirem acompanharão executivos da seguradora em show internacional que acontecerem no Brasil.

A gerente da filial de Porto Alegre, Estela de Moura Rey, lembrou que a ideia também é dar oportunidades de crescimento a novos parceiros. “Estamos recebendo muitos corretores, abrimos o cadastro e estamos contratando mais pessoas para atendê-los. Essa campanha vai viabilizar que novos corretores participem da premiação e não só quem já tem produção”, disse.

Além disso, a Neo Executiva Corretora de Seguros recebeu um cheque-presente no valor de R$ 5.000,00 da companhia pelo seu desempenho na campanha comercial de 2017. Os corretores de seguros Zênio Costa, Luis Henrique Bueno e Julia Fetter Bueno receberam das mãos do staff da Sancor Seguros.

Todas as fotos – Sancor Seguros

Relacionamentos promovem amizades e resultados 1844

Pessoas

Confira o artigo de Adelino Cruz para a edição 212 da Revista JRS

Quando faço palestras ou ministro um curso, principalmente no que trata em qualidade de atendimento, procuro deixar claro que, além da vantagem de aprender como conquistar um novo cliente, é preciso ter sensibilidade para perceber que esta oportunidade pode lhe garantir um bom relacionamento ou até mesmo um novo amigo.

Vivemos uma época em que muitos não se aperceberam da importância de dedicar um tempo para conversar com pessoas. A tecnologia da comunicação, vital para a modernidade e para atingir o maior número possível de pessoas favorece os relacionamentos e negócios, mas nem sempre aproxima fisicamente as pessoas. Quem já viveu mais tempo sabe muito bem da importância do contato pessoal, do olho no olho e, principalmente, do diálogo que se estabelece com o poder de conseguir um sim imediato para o fechamento de um negócio ou até mesmo criar vínculos favoráveis para um relacionamento maior. Uma amizade favorecerá novas indicações para o fechamento de novos negócios.

Se por um lado os e-mails levam mensagens instantaneamente, por outro lado, é comum não haver retorno e muito menos a possibilidade de cobrar por uma resposta, pois não houve aproximação ou relacionamento estabelecido com algum profissional, muito menos a possibilidade de novos contatos.

Não quero externar com isso que o uso da tecnologia não é vital para os dias atuais. Particularmente utilizo muito os meios existentes, que tem uma finalidade importante para o mundo moderno em que vivemos. Já não podemos mais viver sem a tecnologia existente, que será cada vez mais importante para a saúde, para os negócios e para o sucesso de qualquer profissional, empresa ou atividade. Isto não exclui o tema proposto, pois é possível afirmar que os relacionamentos promovem resultados além de amizades, que podem vir a ser prazerosos para qualquer profissional. As exigência do mundo em que vivemos faz com que a solidão tenha lugar garantido para milhões de pessoas no mundo que sofrem de ansiedade, angustia ou mesmo depressão. Mesmo aqueles que ocupam cargos importantes, tanto na vida pública quanto privada. Pessoas estão rodeadas de pessoas que não tem nenhuma aproximação além daquela exigida pelo trabalho.

A insônia toma conta de muitos. Ao ficarem a sós sentem o pavor da solidão. Não ter alguém para confidenciar suas alegrias e tristezas ou mesmo estabelecer um dialogo que não seja trabalho alimenta o sofrimento causando doenças emocionais. Faltam relacionamentos pessoais.

O trabalho e os negócios, em geral, promovem relacionamentos, que não raras vezes se transformam em grandes amizades, evitando que a solidão seja a companheira fora do trabalho. Convido-os a refletirem sobre isso. Uma coisa não exclui a outra. O ser humano só vive bem quando realiza seus objetivos e soma relacionamentos que o tornam humano e feliz.

Belfaactus Seguros brinda 25 anos de sucesso 3563

Uma das maiores corretoras do RS reuniu mercado segurador em noite especial

Na última sexta-feira, uma das maiores corretoras de seguros do Rio Grande do Sul, a Belfaactus Seguros, comemorou o sucesso de 25 anos de existência. Os diretores Paulo Fürst e Lauro Brum receberam mais de cem convidados, entre eles, homenagens dos executivos da Previsul, HDI, Chubb, Mapfre, Bradesco, Sura, Generali, Sancor, Mitsui, Sompo, Liberty e Allianz.

A empresa, da cidade de Santa Cruz do Sul, administra 14 mil itens em Ramos Elementares e 180 mil segurados no segmento Vida. “Nesses 25 anos, todas as decisões tomadas dentro da corretora foram assertivas. Nessa caminha longa nós formamos uma grande família, composta pelos funcionários, parceiros, seguradoras e pelos clientes”, destacou Lauro Brum.

No início, a corretora começou com uma seguradora e, hoje, conta com mais 35 companhias parceiras, lembra Paulo Fürst. “Hoje reunimos uma série de profissionais e mostramos que todos juntos somos mais fortes”, afirmou. “Nosso segredo é muito trabalho e dedicação, é uma família que mostra a sua união em prol dos clientes todos os dias”, acrescentou.

Confira todas as imagens – 25 anos da Belfaactus Seguros:

Oportunidades na Serra Gaúcha chamam atenção de profissionais 4536

Região acompanha crescimento nacional de produtos de vida

O prêmio total nos seguros de vida subiu 10,8% no ano passado e superou, pela primeira vez, o setor automotivo, que registrou alta de 6,7%, de acordo com a Superintendência de Seguros Privados (Susep). Acompanhando o crescimento da arrecadação do seguro de vida em território nacional, determinadas companhias vem crescendo acima da média em pólos econômicos importantes da Região Sul do país.

A superintendente comercial da Mongeral Aegon, Sandra Stefanello Menezes. Foto: Reprodução/Facebook

Com 483.377 de habitantes (IBGE), Caxias do Sul é estratégica para o seguro. A superintendente comercial da Mongeral Aegon, Sandra Stefanello Menezes, conta que percebe um aumento da demanda de produtos de seguro de vida e previdência na cidade. “Entendo que isto é resultado de um amadurecimento do brasileiro sobre a importância de buscar soluções para o seu planejamento financeiro e da compreensão de que o seguro de vida é um importante aliado neste objetivo”, destaca a executiva da multinacional presente no Brasil há mais de 180 anos com sólida experiência no segmento.

No município, localizado na Serra gaúcha, não há um produto de vida específico que seja mais procurado ou consumido. Mesmo assim, a preocupação mais frequente entre os clientes é a do acontecimento de fatalidades que deixem dependentes ou resulte em invalidez. “Trabalhamos com consultoria personalizada e com um completo portfólio de soluções que são aderentes para todos os perfis e bolsos e, por isso, cada venda é uma venda, cada pessoa tem um composto de produtos diferente”, explica Sandra, que possui mais de 15 anos de carreira no setor.

A seguradora conta com mais de 40 corretores parceiros em Caxias do Sul, o que representa 4% dos mais de 4 mil que a empresa tem por todo o Brasil. A Mongeral Aegon é uma das poucas companhias que forma profissionais para atuar nesta profissão em parceria com a Escola Nacional de Seguros. “Selecionamos pessoas para o curso de formação, que tem duração média de seis meses. Também estamos sempre em busca de corretores que já são formados no segmento para conhecerem o nosso portfólio, que é um dos mais completos do mercado segurador de vida e previdência”, destaca.

Além disso, ela tem investido fortemente nos últimos anos em capacitação de funcionários e parceiros comerciais, infraestrutura, desenvolvimento e otimização do seu portfólio de soluções. “Estes pontos têm como principal objetivo oferecer aos clientes e à sociedade os melhores produtos, prestando uma consultoria completa, o que certamente tem contribuído para o crescimento da companhia nos últimos anos”, afirma.

Os corretores de seguros Andremara Reinostre e Mateus Carvalho também asseguram que há um crescimento perceptível do interesse das pessoas em seguros de vida e previdência. “O gaúcho zela pela família e possui muita responsabilidade financeira devido a sua origem italiana, ele sabe da importância de formar reserva financeira”, argumenta Andremara, que trabalha no segmento desde 2004.

Mateus Carvalho, atuando há um ano como corretor de seguros, acredita que o maior interesse está ligado também a preocupação com a reforma previdenciária, que afeta o futuro financeiro, e aos corretores cada vez mais preparados e qualificados para prestar consultoria completa, levantando as necessidades do cliente e apresentando soluções. “Muitas vezes o cliente acha que não precisa, mas quando fazemos o seu perfil completo, sobre a sua real situação, ele mesmo percebe a necessidade de proteger a si e a sua família, que é seu maior patrimônio”, conclui.

 

Seguro residencial pode custar menos que uma pizza no mês 3380

Coberturas vão muito além da proteção à casa

De acordo com dados da Federação Nacional de Seguros Gerais (FenSeg) de 2016, menos de 20% dos lares brasileiros estão cobertos com apólices do seguro residencial. O técnico em informática Norton Steffrens possui o seu, com coberturas tradicionais, para preservar o seu apartamento em Canoas (RS) há alguns anos. O que ele não sabia é que este tipo de apólice pode possuir benefícios que vão muito além da proteção a sua casa, como o Mapfre Residencial Multiflex.

A dona de casa Viviane Modzeiski não tinha conhecimento que esta proteção pode custar o preço de uma pizza no mês, partindo de R$ 30 mensais. Já o zelador Benhur Castro complementa que teria contratado se o tivessem oferecido por considerar o custo-benefício muito interessante. “As pessoas ainda assimilam muito que fazer seguro é caro porque elas fazem uma comparação com seguro do veículo, que pode variar de dois a três mil reais para um automóvel que parte de 40 mil reais. Mas para uma residência de meio milhão, o seguro pode partir de 30 a 40 reais mensais até valores mais elevados dependendo das características da residência”, argumenta o gerente territorial de seguros gerais da Mapfre, Ivan Marcos dos Santos

O executivo conta que o Mapfre Residencial Multiflex consegue adaptar-se a várias necessidades, oferecendo, além das proteções habituais, outras complementares. Quebra de vidros extensivo para muros, pequenos danos ao entrar e sair da garagem e proteção especial para pessoas com mais de 60 anos ou portadores de necessidades especiais são algumas delas. “Nós nos preocupamos muito em oferecer coberturas diferenciadas para amparar nossos clientes”, afirma.

Miguel Junqueira Pereira: a lenda do seguro 3978

Líder do mercado segurador gaúcho completa 91 anos nesta terça-feira

Miguel Junqueira Pereira ao receber o título de “Amigo do Seguro”

Oficial da reserva do Exército Brasileiro, acadêmico da Academia Nacional de Seguros e Previdência (ANSP), administrador e por mais de três décadas membro do Conselho de Administração da Previdência do Sul (hoje a Previsul Seguradora). Miguel Junqueira Pereira sempre está no coração dos operadores do mercado gaúcho de seguros e completa 91 anos de vida nesta terça-feira (10).

Junqueira revelou que decidiu migrar para o ramo através do GBOEX, nos anos 1970. Entre 1986 e 2010, ocupou o posto de presidente do Sindicato das Seguradoras do Rio Grande do Sul (Sindseg/RS), onde até os dias de hoje é lembrado como “presidente de honra”.

Junqueira e Júlio
Júlio Cesar Rosa e Miguel Junqueira Pereira na inauguração da nova sede do Sindseg/RS

Os quase 50 anos de carreira acumularam diversos cargos, inclusive, em âmbito internacional. Junqueira coordenou o Comitê Brasileiro do Mercoseguros, foi presidente do Conselho de Representantes do Convênio de Seguro DPVAT, membro nato da Diretoria e Conselho Consultivo da Federação Nacional de Seguros Gerais (FenaSeg) e vice-presidente da Escola Nacional de Seguros. Uma trajetória honrosa, que inspira todos Brasil afora.

Relembrar é viver. E, muitas vezes, a redação de JRS consulta a fala de Miguel Junqueira Pereira. Independente do tempo em que seus artigos, colunas ou entrevistas tenham sido publicados, a fala desta verdadeira lenda do mercado de seguros sempre é atual.

“Nosso sistema de representação política, por uma necessidade de sustentação, alimenta o pecado fundamental desenhado pelo fato do discurso exaltar só qualidades e virtudes da sociedade brasileira”, disse Junqueira em editorial da revista do Sindseg/RS em 2007.

“Nossas vaidades impedem que aceitemos nossos defeitos; (…) nós que somos os responsáveis por tudo que acontece ou deixa de acontecer. Somos simultaneamente autores e vítimas”, segue a fala do líder sindical. “É preciso abandonar o hábito de lançar a culpa em terceiros. O diagnóstico atual não revela toda a verdade, mas a culpa é nossa”, explicou.

Carinho do mercado com Junqueira
O carinho dos operadores do mercado com Junqueira

Miguel Junqueira Pereira intitula uma das categorias do Troféu JRS, realizado anualmente, no mês de outubro. Confira a fala realizada na 13ª edição, em 2015.

Queremos conhecer ainda mais nosso público, participe da pesquisa de opinião! (Leva menos de 2 minutos)Participar
+