Porto Seguro apresenta novo gerente geral de sucursal no RS 4894

Edgar Anauseck Neto comenta desafios de atuar na região

O novo gerente geral da sucursal Rio Grande do Sul da Porto Seguro, Edgar Anauseck Neto, concedeu entrevista em primeira mão ao JRS. Na oportunidade, Neto falou sobre os desafios existentes ao assumir uma das praças mais importantes para o mercado brasileiro de seguros.

A edição inédita do programa Seguro Sem Mistério é apresentada sempre aos domingos, a partir das 11h30min, no Canal Bah! TV. A emissora é sintonizada nos canais 520 e 20, na NET Porto Alegre, e nos canais 526 e 26, nas demais regiões do Rio Grande do Sul. Consulte o guia de programação da sua operadora e acompanhe as reprises, de terça a domingo.

Confira todas as imagens:

Seguro residencial pode custar menos que uma pizza no mês 3380

Coberturas vão muito além da proteção à casa

De acordo com dados da Federação Nacional de Seguros Gerais (FenSeg) de 2016, menos de 20% dos lares brasileiros estão cobertos com apólices do seguro residencial. O técnico em informática Norton Steffrens possui o seu, com coberturas tradicionais, para preservar o seu apartamento em Canoas (RS) há alguns anos. O que ele não sabia é que este tipo de apólice pode possuir benefícios que vão muito além da proteção a sua casa, como o Mapfre Residencial Multiflex.

A dona de casa Viviane Modzeiski não tinha conhecimento que esta proteção pode custar o preço de uma pizza no mês, partindo de R$ 30 mensais. Já o zelador Benhur Castro complementa que teria contratado se o tivessem oferecido por considerar o custo-benefício muito interessante. “As pessoas ainda assimilam muito que fazer seguro é caro porque elas fazem uma comparação com seguro do veículo, que pode variar de dois a três mil reais para um automóvel que parte de 40 mil reais. Mas para uma residência de meio milhão, o seguro pode partir de 30 a 40 reais mensais até valores mais elevados dependendo das características da residência”, argumenta o gerente territorial de seguros gerais da Mapfre, Ivan Marcos dos Santos

O executivo conta que o Mapfre Residencial Multiflex consegue adaptar-se a várias necessidades, oferecendo, além das proteções habituais, outras complementares. Quebra de vidros extensivo para muros, pequenos danos ao entrar e sair da garagem e proteção especial para pessoas com mais de 60 anos ou portadores de necessidades especiais são algumas delas. “Nós nos preocupamos muito em oferecer coberturas diferenciadas para amparar nossos clientes”, afirma.

Clube da Pedrinha (RS) elege nova diretoria 3458

Entidade promoveu eleições na noite desta segunda (09)

Os membros do Clube da Pedrinha em Seguros do Rio Grande do Sul escolheram Ana Maria Pinto, Assessora de Marketing e Comunicação do GBOEX, como a nova presidente da entidade. A decisão foi anunciada por aclamação nesta segunda-feira (09), no encontro mensal da confraria, realizado no Restaurante Casa do Marquês, em Porto Alegre (RS).

“Para o Clube existir, temos alguns compromissos. Estou comprometida com todos os processos e pronta para assumir esta nova etapa, agradecendo a tudo que o presidente Coelho fez até então”, destacou a presidente Ana Maria Pinto.

O tradicional encontro contou com a presença de figuras ilustres, como Jane Manssur, coordenadora da Escola Nacional de Seguros no Rio Grande do Sul. Segundo Jane, o momento é de união para fomentar um novo momento no mercado gaúcho de seguros.

“O Clube da Pedrinha reúne diversos executivos com um objetivo em comum: conciliar, encantar e trazer nossas experiências e vivências para melhorar nosso mercado”, disse a vice-presidente Yara Bolina.

Conheça os novos diretores do Clube da Pedrinha: 

Presidente: Ana Maria Pinto
Vice-Presidente e Responsável Social – Yara Bolina
Secretária: Andreia Alves
Diretora Jurídica: Suelen Farias e diretor-adjunto Luis Felipe.
Diretora Financeira: Luciane Rodrigues
Diretora Social: Ana Paula Netto
Diretora de Marketing: Eliane Freitas e diretora-adjunta Nivea Lopes
Diretores de Relações com o Mercado: Giovani Menger e diretor-adjunto Fernando Menezes.
Diretores Extensão Interior: Jari Rohde e diretora-adjunta Estela Formiga​

Confira todas as imagens:

O futuro do seguro de automóveis 7964

Um dos principais nichos do mercado foi tema de workshop no Sindseg-RS

Antecipar-se às transformações é fundamental para a sobrevivência do seguro de automóveis. O assunto foi tema de workshop organizado pelo Sindicato das Seguradoras do Rio Grande do Sul (Sindseg-RS), promovido na manhã desta quarta-feira (21), e contou com público recorde – no auditório da Escola Nacional de Seguros – em Porto Alegre (RS).

“Nosso setor é um dos mais regulados. São normas necessárias, que preservam, legitimam e previnem problemas para o mercado segurador”, disse Guacir de Llano Bueno, presidente do sindicato gaúcho.

A formação do preço do seguro de automóveis também foi abordada pelos palestrantes Giovani Menger e Edson de Oliveira, da HDI Seguros, e Sérgio Machado, executivo principal da BL Car. “Os números das companhias são muito parecidos”, comentou Menger ao comparar as variáveis existentes na precificação de apólices na capital e no interior do RS. A diferença chegou a 52%, na simulação apresentada pelo gerente da HDI Seguros na filial da capital gaúcha.

“O cliente até pode adquirir um seguro via aplicativo, mas provavelmente procurará um corretor de seguros no caso de um sinistro”, completou ao abordar a complexidade existente na distribuição do seguro pela internet. As redes, segundo Giovane Menger, são ambientes propícios para aplicação de fraudes – o que encarece a precificação e prejudica o setor como um todo.

Tendências como o car sharing e veículos autônomos devem enfrentar obstáculos para dominarem as rodovias do Brasil, na visão dos painelistas. “O País ainda enfrenta grandes problemas estruturais e de modalidade”, completou Machado.

Confira todas as imagens – Workshop do Sindseg/RS

Clique para ampliar

20% dos sinistros de automóveis são oriundos de fraude no RS 3840

Guacir de Llano Bueno é presidente do SindSeg-RS

Presidente do Sindicato das Seguradoras produziu artigo para o jornal Correio do Povo

O presidente do Sindicato das Seguradoras do Rio Grande do Sul (Sindseg/RS), Guacir de Llano Bueno, brindou os leitores do jornal Correio do Povo com um artigo revelador. Segundo o líder sindical, estima-se que 20% dos sinistros de automóveis no Estado são oriundos de pequenas fraudes. “Isso representa mais de R$ 200 milhões no ano, sendo pagos indevidamente pelos segurados”.

Guacir Bueno cita como exemplo o motorista particular de aplicativos, que não informa a companhia da sua atividade e na hora do acidente “inventa alguma desculpa para não perder a cobertura”. “Pode parecer insignificante, mas quem acaba pagando esta conta somos e você”, complementou.

Confira o artigo na íntegra:

Todo brasileiro está cansado de se sentir passado para trás. É um imposto que sobe aqui, sem contrapartida em área alguma, um político que desviou milhões ali e uma burocracia retrógrada acolá. Porém, muitas vezes esbravejamos contra os políticos e corruptos, mas não prestamos atenção aos nossos próprios hábitos.

Que atire a primeira pedra aquele que nunca viu uma longa fila de carros, resolveu passar pelo lado e depois cortou todo mundo para entrar mais na frente, trancando ainda mais o trânsito. Ou aquele que parou em local proibido e disse: “Foi só pra descarregar uma coisinha de nada, não foi nem cinco minutos”. Nossos pequenos deslizes estão aí no dia-a-dia para quem quiser fazer autocrítica. E desculpa é o que não falta: estava atrasado, não tinha lugar, foi só desta vez, e por aí vai.

Aparentemente estas pequenas transgressões não prejudicam tanto os demais, mas será? No mercado segurador temos um dado chocante: estima-se que 20% dos sinistros de automóveis no RS são oriundos de pequenas fraudes. Isso representa mais de R$ 200 milhões no ano, sendo pagos indevidamente pelos contratantes de seguros, através das seguradoras. Pois o dinheiro das indenizações é retirado do fundo comum, composto pelos valores pagos pelos segurados e administrados pelas Seguradoras. Como exemplo podemos citar o caso daquele motorista de aplicativo que não informa a sua seguradora em relação a sua atividade e na hora do acidente inventa alguma desculpa para tentar não perder a cobertura. Pode parecer insignificante, mas quem acaba pagando esta conta somos eu e você. Talvez o grande problema do país nem seja a impunidade. Talvez seja apelidar estas nossas pequenas corrupções e transgressões do dia-a-dia de jeitinho brasileiro.

Seguradora leva corretores ao centro da inovação 3647

Novo Hamburgo (3)

Previsul promove campanha de incentivo em Novo Hamburgo e Caxias do Sul (RS)

Como foco em ser a companhia do futuro, a Previsul Seguradora promove intensa inovação nos processos e soluções digitais. O corretor de seguros é o único canal da distribuição da empresa, que entre os meses de janeiro e março promoveu o lançamento da campanha “Sou+Previsul 2018 – É você corretor, no centro de inovação” em 13 estados brasileiros.

Na quarta, foi a vez de Novo Hamburgo (RS) conhecer as novidades, no restaurante M Garden Grill. Ana Amélia Pereira, consultora comercial e Claudionir Fontana, gerente regional Sul representaram a companhia na oportunidade (foto).

Os 10 corretores com melhor desempenho em novas vendas emitidas durante a campanha (01 de janeiro a 31 de dezembro), embarcam para uma viagem inesquecível com acompanhante para São Francisco e Vale do Silício, nos Estados Unidos.

“A Previsul se inspira em empresas inovadoras para propiciar algo diferenciado aos nossos parceiros de negócios e clientes”, explicou Renato Pedroso, presidente da companhia.

Hoje, é a vez de Caxias do Sul (RS) ficar inteirado das novidades introduzidas pela campanha de incentivo. Outra novidade é o programa de pontos “Clube Sou + Previsul”, que possibilitará a troca de pontos por prêmios mensais mediante a produção.

“Não é apenas mais um lançamento de campanha, estamos falando de um aprendizado muito grande e de aprofundamento do entendimento do que o corretor quer, deseja, almeja”, conta a diretora de negócios Andreia Araújo.

Queremos conhecer ainda mais nosso público, participe da pesquisa de opinião! (Leva menos de 2 minutos)Participar
+