Mães contratam vida e previdência pensando no futuro da família 5119

Quase 30 milhões de lares tem a figura da mulher como decisória

A empresária Nadiessa Andrioli, de 34 anos, estava grávida de duas semanas quando decidiu que era o momento de contratar um plano de previdência para o pequeno Enzo que estava a caminho. “Esse mundo de seguro de vida e previdência me surgiu a partir do momento em que virei mãe. Antes eu nem pensava, era algo que eu ouvia falar ou que os bancos me ofereciam, mas quando engravidei, comecei a pensar muito sobre isso, justamente querendo deixar meu filho bem de alguma forma ou com alguma base para por um período poder dar continuidade aos projetos dele”, conta.

De acordo com dados da Escola Nacional de Seguros, de 2001 a 2015, as famílias chefiadas por mulheres mais que dobraram em termos absolutos, passando de 14,1 milhões em 2001 para 28,9 milhões em 2015. Na hora de adquirir, o instinto de proteção materna é algo que reflete na contratação de seguros de vida e previdência. Na Icatu Seguros, 38% dos segurados são mulheres e, em relação a previdência, elas são 42%. “Isso reflete nitidamente no mercado segurador, pois a mulher tem instinto maternal, instinto de proteção. E percebemos que elas estão procurando seguro de vida para proteger a sua família e pensando no futuro dos filhos, caso venha a acontecer algo com ela ou até mesmo procurando a própria previdência como acumulação”, comenta a Superintendente de Mercado Região Sul da companhia, Josiana Lemes Schneider.

Esse fenômeno de comportamento também é percebido pelos profissionais da corretagem de seguros. “Algumas mães nos procuram, mas eu incentivo muitas pela experiência que tenho de ver mães que deixaram filhos desamparados. Eu tenho um segurado que quando ele contrai uma dívida, ele faz um seguro de vida do tamanho da dívida, e eu comecei a fazer o mesmo, toda vez que eu faço alguma nova aquisição, eu faço um novo seguro. Meus filhos acham que isso é desnecessário, mas eu acho que isso é muito bom para eles”, reflete a corretora Tânia Rosa. “Nós corretores temos a preocupação de que mesmo que o cliente não chegue procurando este produto, nós fazemos esta oferta. Muitos pais não contratam e na falta deles, a família pode ficar desamparada, por isso é de extrema importância fazer esta oferta para os nossos clientes sejam eles homens ou mulheres”, complementa a também corretora Cleonice Pereira.

A mãe do Enzo, do começo da nossa reportagem, agora está analisando qual o melhor seguro de vida para proteger a sua família, além do plano de previdência que já possui. “Fiz uma pesquisa, optei por um seguro diferenciado e estou avaliando os detalhes minuciosos para fazer algo bem pensado para o meu filho”, declara. “Pensar no futuro do seu filho é algo que está no coração de toda mãe. Eu acho muito importante deixar o filho assegurado, defendê-lo e deixá-lo tranquilo no caso de vir a faltar por um algum tipo de incidente, porque ninguém está livre disso”, finaliza.

RS: Pedrinhas em seguros comemoram 13 anos e empossam nova diretoria 1698

Grande número de participantes prestigiou alçada de Ana Maria Pinto à presidência da entidade 

Uma noite especial aos amigos e colegas do mercado gaúcho de seguros marcou os 13 anos do Clube da Pedrinha. A noite desta segunda-feira (21) foi palco para a posse da nova diretoria e de Ana Maria Pinto na presidência da entidade.

“Agora me sinto preparada para este desafio e a diretoria me apoiou. Ver tudo o que foi dito na noite de hoje e ver a presença efetiva dos colegas do setor me emociona”, contou a também assessora de Marketing e Comunicação do GBOEX.

O momento foi de saudação à gestão de José Coelho, que segue atuante no Clube. Para o próximo mês, foi anunciada palestra de Jane Manssur, coordenadora da unidade Rio Grande do Sul da Escola Nacional de Seguros.

Confira a nova diretoria do Clube da Pedrinha (RS):

Ana Maria Pinto / presidente
Yara Bolina / vice-presidente e responsável pela área social
Andreia Alves / secretária
Suellen Castro da Silva Farias e Luiz Felipe Amabile Loch / diretora jurídica e diretor-adjunto
Luciane Rodrigues / diretora financeira
Ana Paula Netto / diretora social
Eliane Freitas e Nivea Lopes / diretora de marketing e diretora-adjunta
Giovani Menger e Fernando Menezes / diretor de relações com o mercado e diretor-adjunto
Jari Rohde e Estela Formiga / diretores de extensão interior

Posse da nova diretoria e aniversário do Clube da Pedrinha em Seguros – Todas as imagens:

Eugênio Velasques comenta tendências do segmento de pessoas 1303

Diretores do CVG/RS confraternizam com o palestrante

Especialista em seguros participou da primeira transmissão ao vivo do CVG/RS

O Clube de Seguros de Vida e Benefícios do Rio Grande do Sul (CVG/RS) realizou nesta segunda-feira (21) sua primeira transmissão ao vivo pelo Facebook. O especialista em seguros, Eugênio Velasques, foi o primeiro entrevistado neste novo formato mensal para distribuição de informação de alta qualidade e interação total com os operadores do mercado de seguros. A ação foi realizada em parceria com o JRS e o forte engajamento dos espectadores marcou mais de uma hora de conversa altamente produtiva.

“Foi uma experiência muito gratificante estar aqui com todo este prestígio e passar um pouco de minhas experiências e vivências. Sempre é uma troca vir ao mercado gaúcho, uma região muito próspera para o setor segurador”, ressalta Velasques.

O especialista destaca que foram abordadas não apenas questões do presente, como do futuro. “Falamos sobre o Universal Life, métodos de distribuição, seguradoras digitais, equipes especializadas para a venda de seguro de pessoas. O mercado está em transformação, tem espaço para crescer porque tem consumidor e tem distribuidor fazendo seu trabalho”, destaca.

Confira a transmissão ao vivo do CVG/RS com Eugênio Velasques:

“Essa troca de experiências é muito positiva, não apenas para o crescimento profissional, como principalmente pelo pessoal”, finaliza Eugênio Velasques.

Mapfre Seguros leva corretores e parceiros para 5ª etapa da Stock Car 2856

Mapfre leva corretores para a Stock Car

Domingo foi marcado por recorde de pontos e disputa eletrizante na competição

O piloto da Cimed Chevrolet Racing, Marcos Gomes, reagiu na disputa pelo título da Stock Car 2018. Gomes estabeleceu o novo recorde de pontos na temporada em um final de semana: 42 pontos. Ele saltou do sétimo para o segundo lugar na competição.

Átila Abreu (Shell) também subiu ao pódio na rodada dupla. Agura, a Stock Car dá uma pausa de dois meses no campeonato e volta às pistas no começo de agosto para a Corrida do Milhão, que será disputada no Autódromo Ayrton Senna, em Goiânia (GO).

A Mapfre Seguros convidou aproximadamente 50 corretores parceiros que prestigiaram a quina etapa da disputa, mesmo com um domingo marcado pelo frio em Santa Cruz do Sul (RS). “Com esse pessoal estamos bem agasalhados e muito felizes em confraternizar com nossos parceiros. O corretor de seguros é nosso principal canal de distribuição e conta com 10 sucursais para atendê-lo em todo Rio Grande do Sul”, reitera Sandro Pinto de Moraes, diretor territorial da Mapfre no Rio Grande do Sul e parte de Santa Catarina.

A companhia apoia não apenas a Stock Car, como os carros da Renault na Fórmula 1. “Isso tem tudo a ver com nosso negócio”, completa o executivo.

Mapfre leva corretores de seguros para a Stock Car – Todas as imagens:

*Com informações de Gazeta Esportiva e F1 Mania.

Berkley comemora resultados e expande operações na Região Sul 8716

Companhia foca em qualificação e aproximação com profissionais da corretagem de seguros

A Região Sul já representa 21% do volume de negócios fechados pela Berkley no Brasil. Os R$ 11 milhões em prêmios emitidos pelo nicho de Responsabilidade Civil Geral em 2017 animam os executivos da companhia, que focam na subscrição e na qualificação total dos profissionais de ponta a ponta.

Marcelo Benevides é diretor comercial da Berkley no Brasil

A regional Porto Alegre da companhia passou por uma recente alteração. Agora, Cássio Jardim responde pela gerência comercial da filial. “Essa mudança vai de encontro com um foco maior à todos os segmentos e produtos em que a Berkley atua. Por isso, trouxemos o Cássio, por já conhecer o mercado local e os corretores da região. É preciso atuar fortemente no relacionamento, atrair novos parceiros e expandir nossa produção em todos os segmentos, com foco no Seguro Garantia, nosso carro-chefe”, explica Marcelo Benevides, diretor comercial da seguradora no Brasil.

Benevides explica que a companhia investiu muito em pessoas e em tecnologia. “Um bom relacionamento através de pessoas, propiciando eficiência e agilidade para fazer os negócios com menos burocracia é fundamental nessa nova realidade – e é isso que buscamos na nossa operação”, completa. O executivo também vê o momento atual com entusiasmo, pois percebe a retomada dos investimentos após o período de crise econômica. “Vamos focar muito no desenvolvimento na área de engenharia, para isso, temos que desenvolver ainda mais nossos negócios”, reforça.

O Seguro Garantia é o principal produto da companhia no Brasil. Por isso, a Berkley investe na venda cruzada, o chamado “cross selling“. “É uma grande cadeia de produtos, que começa com o garantia, vai para o ramo de Obras, E&O, D&O e outros”, comenta Marcelo Benevides.

Alexandro Barbosa Sanxes é o diretor de Property da Berkley Internacional do Brasil

O diretor de Property, Alexandro Barbosa Sanxes, pensa da mesma forma. “Temos produtos bem focados e especializados, que permitem essa solidificação da carteira de clientes. Temos uma equipe altamente qualificada em todos os níveis, com especialistas e engenheiro atuando a todo momento. Nossas ferramentas permitem atender qualquer tipo de negócio, sempre com a visão de renovar produtos, reforçar nossos laços com os corretores de seguros e promover especializações regionais para atender os mercados em sua plenitude”, conta.

Glaucio Costa é superintendente da Berkley na Região Sul

O superintendente da Berkley na Região Sul, Glaucio Costa, demonstra total entusiasmo com o nível dos corretores de seguros do Rio Grande do Sul. “O conhecimento técnico desses profissionais é surpreendente. Protegemos riscos diferenciados e é grande o número de corretores com aptidão e conhecimento para isso. Temos preparado a empresa para conquistar novos parceiros de negócios e estamos muito felizes com os números”, afirma. No primeiro quadrimestre, a companhia cresceu 18% na região, em relação ao ano passado.

Cassio Jardim, novo gerente da filial Porto Alegre da Berkley, ao lado do corretor de seguros Paulo Cardoso

Com vasta experiência no setor, Cássio Jardim diz estar satisfeito com as primeiras percepções no posto de gerente da filial Porto Alegre. “O que chama minha atenção é a forma como a companhia conduz seus negócios e trata seus parceiros. É isso que gosto de fazer, lidar com pessoas, me sinto gratificado e com uma expectativa muito boa de que vamos crescer bastante e fazer bons negócios aproveitando a expertise e os procedimentos da empresa”, finaliza.

Café da Manhã com a Berkley Seguros – Todas as imagens:

Apenas 12% da população possui planos odontológicos 4183

Dentes

Operadores do mercado analisam potencial para expansão do nicho

O mês de março encerrou com mais de 23,2 milhões de beneficiários de planos odontológicos no Brasil, o número corresponde a 11,98% da população e é 0,52% maior que o registrado em fevereiro. Os números são da Agência Nacional de Saúde Suplementar. Apesar de ser um grande mercado, players do setor estimam que existe amplo potencial para crescimento.

Rodrigo Bacellar, diretor-presidente da OdontoPrev, destaca o foco da companhia em oferecer cada vez mais produtos de qualidade aos seus beneficiários. Mesmo sendo a maior operação do ramo, a empresa registra um dos menores índices de reclamações na ANS. São ao todo 5,4 milhões de pessoas asseguradas, o que corresponde a 23,4% da fatia total deste mercado.

“O setor está atrelado ao crescimento da economia, gerando mais empregos do que a indústria automobilística, por exemplo. Isso se deve a constante melhoria nos processos de trabalho e de uma gestão mais eficiente que precisam estar em consonância com uma regulação baseada nestes conceitos”, comentou Leandro Fonseca, diretor-presidente substituto da Agência Nacional de Saúde (ANS), em recente simpósio sobre planos odontológicos.

Sobre a porcentagem de pessoas que possui um plano odontológico, Bacellar destaca que o índice é “muito baixo, quando comparado ao Estados Unidos, por exemplo, que tem uma marca superior a 70%. E é por isso que temos que focar em mostrar a população descoberta, que o plano dental cabe no bolso e traz um benefício inigualável à saúde bucal”.

*Com informações do Sindicato Nacional das Empresas de Odontologia de Grupo (SINOG) e Agência RMA.