Saiba como proteger suas obras de arte 2353

Confira a reportagem do Seguro Sem Mistério

O programa Seguro Sem Mistério conversou com a corretora de seguros Rute Milman, especialista em apólices de seguro para proteger obras de arte. Assista também no Bah!TV, canais 520 e 526 da NET Rio Grande do Sul.

Seguro auto e assistência 24 horas: entenda cada serviço 1284

Assistência carro

Saiba como proceder e a quem acionar

É comum que, com a correria do dia-a-dia, a manutenção periódica do veículo fique em segundo plano. E vamos combinar que a má qualidade dos asfaltos da cidade somada ao tempo gasto nos engarrafamentos desgastam cada vez mais os veículos, fazendo com que o risco de contratempos no trânsito seja maior.

Caso esses imprevistos ocorram, é necessário saber como proceder e a quem acionar. “Existem duas opções distintas: a proteção integral do veículo, garantida pelo seguro auto ou apenas a assistência 24h, para eventualidades. As duas possuem vantagens, mas é preciso estar ciente dessas diferenças para utilizar cada uma no momento apropriado”, afirma Fábio Lucato, diretor comercial da Allianz Partners Brasil. No segmento de assistência, a empresa atua no país com as marcas Mondial Assistance e Allianz Global Assistance.

Umas das principais diferenças está na forma de contratação do serviço: a apólice de seguro é contratada por meio de um corretor e, além dos serviços de socorro emergencial/assistência 24 horas, traz coberturas securitárias e indenização em caso de sinistro, enquanto os serviços de assistência 24h podem ser contratados sob demanda, pela internet, com contratação anual, ou apenas para o momento da ocorrência, sempre utilizando a rede de prestadores de serviços da empresa de assistência 24 horas.

Embora haja distinções entre seguro automóvel com assistência 24 horas e os serviços de assistência 24 horas pontuais, o executivo assegura que, na Allianz Partners Brasil, a assistência 24 horas visa prestar o serviço com “Agilidade nas análises e tratativas, além da empatia no atendimento e proteção para todos que estejam no local da emergência”, enfatiza. “Independentemente da ocorrência, a prioridade é garantir o bem-estar do cliente, além de serviços de alto nível e excelência”, finaliza Fábio.

O seguro auto na prática

O seguro auto é uma apólice contratada com diversas coberturas, além dos serviços emergenciais da assistência 24 horas, que também são cobertos. Lucato explica que “o seguro se responsabiliza também por grande variedade de riscos a que o auto está sujeito, o que pode incluir a substituição do bem em casos de roubo ou furto, incêndio, perda total ou reparos quando houver sinistro, quando contratados”. Além disso, existem ainda outros seguros disponíveis, como, por exemplo, o seguro de terceiros, que cobre lesões a outras pessoas envolvidas em um acidente.

Já os serviços de assistência 24 horas se faz presente quando o cliente solicita o guincho, mecânico para realizar serviços paliativos no local, táxi, chaveiro, troca de pneu, retrovisor, entre outros, de acordo com a rede de prestadores de serviços disponibilizada pela empresa prestadora de serviços, sem possibilidade de reembolso em caso de escolha de outro prestador não cadastrado. A assistência 24 horas oferece comodidade e segurança com atendimentos em uma série de ocasiões repentinas. “É uma opção para não deixar o carro e a si próprio desprotegidos em situações emergenciais para quem prefere não optar pelo seguro, porém, sem coberturas indenitárias, que exige um investimento maior”, conclui o executivo.

Sustentare alcança marca de 100 Unidades de Negócios 1833

Empresa expandiu também em Santa Catarina

Marcos Stock Trevisan é CEO da Sustentare Seguros
Marcos Stock Trevisan é CEO da Sustentare Seguros.

A Sustentare Seguros atingiu a marca de 100 Unidades de Negócios no fechamento do primeiro semestre do ano. Os escritórios estão concentrados no Rio Grande do Sul e Santa Catarina. “Batalhamos bastante para chegar a esta marca porque entendemos que ainda há muito potencial para crescer. Estas Unidades estão somando forças junto conosco e nos ajudando a cada vez mais entregar um serviço de qualidade”, destaca o CEO da Sustentare Seguros, Marcos Stock Trevisan.

Alcançar este número foi possível graças à meta traçada pela empresa no final do ano passado, com uma operação de expansão planejada no estado vizinho, que hoje já conta com vinte corretores. “Tudo isso aconteceu depois termos ficado 2016 sem colocar nenhum parceiro, modificando nosso regime fiscal e contratos. Já em 2017 houve um aumento considerável do número de Unidades e agora em 2018 foi momento de colocar cada vez mais parceiros, com frentes de expansão nos dois estados da região Sul”, comenta.

Brasesul conta com cobertura especial do JRS 3562

Confira a programação do maior evento de corretores no Sul do Brasil

Os Sindicatos dos Corretores de Seguros de Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná promovem, nos próximos dias 19 e 20 de julho, em Florianópolis (SC), a volta do Brasesul. O objetivo do evento é propiciar integração, troca de informações, conhecimento, atualização profissional e ainda fortalecer o relacionamento com as seguradoras.

Saiba mais: Seguradoras participam em peso do Brasesul.

Todos os momentos contam com cobertura especial do JRS, maior empresa de comunicação voltada ao mercado de seguros na região. A repercussão completa acontece no programa Seguro Sem Mistério, apresentado no Bah!TV do Rio Grande do Sul, na Revista JRS e nos demais veículos do grupo.

Veja também: Congresso Sul Brasileiro reserva espaço para debates

A organização do Brasesul acaba de divulgar a programação completa do encontro. Confira abaixo:

Quinta-feira / 19 de julho:

09:00 Abertura da secretaria – credenciamento
15:00 Abertura da Feira do Mercado Segurador
16:00 Tarde das Mulheres – Café/Palestra com Maria Helena Monteiro
18:30 Solenidade de Abertura
19:00 Palestra – “99,9% não é 100% Você Pode Mais”, com Marcos Scaldelai
20:30 Jantar e show com a Banda Dazaranha – Patrocínio HDI Seguros

Feira do mercado segurador
15:00 Inicio Feira do Mercado Segurador
22:00 Encerramento Feira do Mercado Segurador

Sexta-feira / 20 de julho:

08:30 Abertura da secretaria
09:00 Palestra Realidade e Perspectiva do Setor de Seguros no Brasil, com Armando Vergílio dos Santos
09:30 Painel – Dirigentes de Seguradoras e Corretores de Seguros
11:30 Palestra sobre Sucessão nas Empresas com o consultor Gustavo Sette
12:30 Almoço – Patrocínio Allianz Seguros
14:00 Palestra Internacional com Joe Jordan – Patrocínio Porto Seguro, com “Tradução Simultânea”
15:30 Palestra – Inovação e Criatividade na Era Digital, com Martha Gabriel
17:00 Educação Continuada Funenseg com Robert Bittar, Mario Pinto e Maria Helena Monteiro
17:45 Palestra – Tempo de Oportunidades – “Criando defensores de sua marca e do seu negócio” com conferencista Gilclér Regina
19:00 Atividades no Espaço do Mercado Segurador
21:30 Jantar de encerramento com mini Oktoberfest – Patrocínio Bradesco Seguros Bandas: Velhos Camaradas e Tropical Band
Sorteio dos 3 carros (participarão do sorteio final dos carros, os contemplados com as chaves sorteadas durante as palestras e painéis)

Feira do mercado segurador
10:00 Inicio Feira do Mercado Segurador
22:00 Encerramento Feira do Mercado Segurador

Seguro viagem da Porto cresceu 9% no trimestre que antecedeu mundial 1247

Viagem

Torcida brasileira ficou empolgada com o mundial

A Rússia recebeu, até 15 de julho, o maior torneio de futebol mundial. O evento reuniu seleções de diversos países, assim como milhares de torcedores apaixonados pelo esporte, e para curtir esse momento sem transtornos e garantir diversão e tranquilidade, o seguro viagem é um parceiro fundamental. Empolgada com a competição, a torcida brasileira foi a responsável pelo crescimento de 9% na contratação do Seguro Viagem – Plano Europa – nos três meses que antecederam a ocasião.

O Porto Seguro Viagem possui diversos tipos de planos, com limites de coberturas e assistências que mais se adequam às necessidades de cada cliente e de cada região de destino. Além disso, o seguro cobre situações como extravio e danos a bagagens, remarcação de passagem para regresso, despesas médicas, hospitalares e/ou odontológicas, indenização em caso de invalidez permanente total ou parcial por acidente, entre outras coberturas.

O produto é um aliado tanto para amenizar situações de imprevistos como na organização da viagem. “Os segurados podem contar também com o Porto Viaje Bem, um benefício que está incluso no seguro contratado e que contempla atendimento personalizado para reserva de hotéis, restaurantes e veículos, além da possibilidade de comprar ingressos para os mais diversos espetáculos de entretenimento, museus, parques, entre outros. O serviço pode ser utilizado desde o momento da contratação do seguro”, explica Fernanda Pasquarelli, Diretora de Vida, Previdência e Investimentos, da Porto Seguro.

A contratação do seguro é simples e pode ser feita exclusivamente por quem estiver em território nacional, por meio de um Corretor de seguros, pelo site da Porto Seguro ou por uma agência de turismo. Para isso, os viajantes precisam apenas preencher um cadastro informando o destino, os dias em que viajará e os motivos de viagem, além de identificar se prevê a prática de esportes e aventuras.

Crescente risco judicial eleva contratação de seguro garantia 1192

Justiça

É uma alternativa para alienação ou congelamento de bens, caução em dinheiro ou fiança bancária

O mercado de seguro garantia judicial no Brasil cresceu 46,67% e movimentou R$ 2,2 bilhões em 2017, resultado superior a R$ 1,5 bilhão registrado em 2016, segundo levantamento da consultoria de risco e corretora Marsh que analisou dados das seguradoras reportados para a Superintendência de Seguros Privados (Susep) nos dois períodos. Em 2017, a modalidade judicial representou cerca de 85% do total do mercado de Seguro Garantia.

Luis Guilherme Menezes é diretor de garantia e crédito da Marsh Brasil
Luis Guilherme Menezes é diretor de garantia e crédito da Marsh Brasil

Essa tendência refletiu na carteira da Marsh. Em 2017, as garantias judiciais tiveram uma expansão de 50% em relação a 2016. Para 2018, a corretora projeta novo crescimento na ordem de 30%. “É grande o número de empresas brasileiras que enfrentam processos tributários, trabalhistas, cíveis e recuperações judiciais no âmbito federal, estadual e municipal. O uso desse seguro foi a alternativa encontrada por elas para não terem que alienar ou congelar bens, apresentar caução em dinheiro ou fiança bancária para garantir o pagamento de dívida. Nosso diferencial perante o mercado, é apoiar nossos clientes para encontrarem a melhor solução de alocação de capital e desenvolver soluções diferenciadas de aprovação de crédito”, afirma Luis Guilherme Menezes, diretor de garantia e crédito da Marsh Brasil. “Contamos com uma estrutura global e capilaridade importantíssima trazendo resultado para o cliente final”, diz Menezes.

“Inclusive, em muitas ações já em tramitação, outras modalidades de garantias caucionadas foram substituídas por apólices de seguros que são menos onerosas. Isso fez com que a garantia judicial concentrasse a maior parte da produção do mercado de seguro garantia”, complementa. Segundo o executivo, o grande ponto é que as empresas têm acesso a créditos com preços muito mais competitivos do que fiança bancária, por exemplo, que podem atingir 50% a 60% de redução de custos. “Dentro do contexto nacional, onde as empresas buscam incessantemente a diminuição da sua matriz de custos, esta ferramenta faz total sentido”, diz.

Evolução da legislação relacionada ao seguro Garantia Judicial

• 2009: Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional (PGFN) publica Portaria nº 1.153, estabelecendo regras e requisitos gerais para a aceitação do seguro garantia judicial como forma de caução dos débitos fiscais da União.
• 2014: Lei nº 13.043 altera a Lei de Execuções Fiscais para incluir, expressamente, o seguro garantia como forma de garantia judicial nas execuções fiscais.
• 2014: Edita-se a nova Portaria PGFN nº164/2014, adequando-a a Nova Lei de Execuções Fiscais. Tal portaria inspira normas mais correlatas por parte das procuradorias dos diversos estados.
• 2015: A recente Lei nº 13.105/2015, que instituiu o Novo Código de Processo Civil, equiparou o seguro garantia judicial a dinheiro para efeito de penhora.

Reforma trabalhista abriu novo mercado

A reforma trabalhista, que entrou em vigor em Novembro de 2017 (Lei nº 13.467, de 13 de julho de 2017), modificando a Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), incluiu o seguro nos artigos 882 e 899, pacificando a aceitação da modalidade na esfera judicial.

“Com isso, a apólice de seguro é oferecida ao tribunal como garantia de que o valor do depósito recursal será integralizado na condenação. Desta forma, o seguro garantia está desonerando os depósitos recursais que têm que ser oferecidos pelas empresas. Anteriormente, as empresas precisavam fazer depósitos em dinheiro para garantir a admissibilidade do pedido perante os tribunais”, explica Luis Guilherme Menezes, diretor de garantia e crédito da Marsh Brasil.

Os custos desses depósitos são tabelados pelo Tribunal Superior do Trabalho (TST), fixados em R$ 9.189 para a interposição de recurso ordinário, e em R$ 18.378 para recursos direcionados aos tribunais superiores. “Ainda que o valor individual possa parecer pequeno, nos casos de grandes indústrias, com diversos funcionários, pode-se chegar a quantias bem expressivas. Desenvolvemos inclusive parcerias com as principais seguradoras deste segmento para agilizar a emissão das apólices onde o próprio cliente poderá fazê-la através de um sistema altamente customizado e automatizado. Isto faz com que a apólice possa ser emitida em minutos”, afirma.