Adeus às ilusões 3882

Confira o artigo do presidente da FenSeg sobre os “Seguros Pirata”

O aprofundamento da crise econômica nos últimos anos criou o cenário perfeito para os vendedores de ilusões. Sob o guarda-chuva genérico de associações e cooperativas, eles oferecem aos incautos a falsa garantia de proteção para carros, motocicletas e caminhões. O valor da mensalidade é tão convidativo que, de início, muitos ignoram os sinais de perigo. A ilusão acaba quando os associados não conseguem receber o pagamento de indenizações em caso de acidente, furto ou roubo do veículo. Perdem o patrimônio e as economias de uma vida. Tarde demais.

Em todo o país, as entidades de proteção veicular formam um mercado marginal que cresce à sombra do Estado. Sem qualquer regulamentação ou supervisão das autoridades, atentam contra a economia popular e deixam o cidadão ao desamparo. Os produtos são anunciados como substitutos mais baratos do seguro de automóveis, porém com coberturas similares. Nada mais enganoso. Proteção veicular é tudo, menos seguro. A começar pelo conceito básico que diferencia as duas atividades.

O seguro é uma relação de consumo prevista no Código Civil e amparada no Código de Defesa do Consumidor. Ao contratar uma apólice, o segurado transfere todo risco para a seguradora. A empresa fica responsável pela indenização em caso de sinistros. Na proteção veicular, não há relação de consumo. O associado assina um contrato de responsabilidade mútua e divide o risco com os demais membros. Em caso de prejuízo, é feito um rateio entre todos. O pagamento de indenização depende do caixa da entidade.

Na contramão do seguro, que constitui um dos setores mais regulados da economia, a proteção veicular é um território sem lei. Cada associação ou cooperativa tem seu próprio estatuto, sem fiscalização de espécie alguma. Elas também são dispensadas de constituir reservas técnicas, o que compromete a sua capacidade de honrar os pagamentos. Algumas entidades fecham da noite para o dia, deixando os associados no prejuízo.

Não existe paraíso quando se trata de proteger o patrimônio ou a vida do consumidor. A garantia de indenização vem de uma regulação eficiente e de uma série de exigências que as seguradoras são obrigadas a cumprir. As empresas precisam ter capital mínimo, liquidez, estrutura de gestão de riscos, controles internos, mecanismos de governança corporativa, sistema de auditoria e envio periódico de dados à Susep (órgão regulador do mercado). São pilares cruciais para o bom funcionamento do seguro.

Quem mexe com poupança popular tem os olhos do Estado sobre si. O avanço indiscriminado de serviços travestidos de seguros é sinônimo de perdas irreparáveis para toda a sociedade. Hoje essas mesmas associações e cooperativas ampliam seus tentáculos para outras áreas, como previdência privada, assistência funerária e até saúde. Sem a devida regulação, até mesmo o crime organizado terá espaço para se infiltrar em entidades que negociam ilegalmente esses produtos caso nada seja feito.

O arsenal de guerra da proteção veicular inclui também tentativas de desqualificar o seguro. Com argumentos toscos, espalha a falsa ideia de que as seguradoras se recusam a fazer apólice de carros nacionais com mais de dez anos, além de motos e caminhões. Errado de novo. O seguro no Brasil cobre cerca de 920 mil automóveis com mais de dez anos, que geraram 400 mil sinistros em 2016. O mesmo vale para 350 mil motos, que geraram 93 mil sinistros; e para 390 mil caminhões com cobertura de casco (100 mil sinistros).

O retorno do seguro para a sociedade pode ser medido de forma bem concreta. Somente as apólices de automóveis geraram um total de R$ 16,1 bilhões em pagamento de sinistros, de janeiro a setembro este ano. Em 2016, as indenizações deste segmento somaram R$ 21,2 bilhões. Não é qualquer empresa que consegue colocar capital na frente, formar reservas, mobilizar uma legião de profissionais e corretores para que se tenha essa proteção de forma transparente e efetiva.

O nível de profissionalismo e de confiança do seguro é uma conquista da sociedade. Com a proteção veicular e produtos assemelhados, o Brasil corre o risco de voltar ao tempo das mútuas, que operavam sem qualquer planejamento, fiscalização e controle. Muitos associados perderam todas as suas economias em produtos falsamente caracterizados de seguros e planos de previdência. Essa é uma bomba-relógio que precisa ser desmontada com urgência. Fechar os olhos para o problema significa transformar o risco em certeza de perda. Para todos.

Icatu Seguros é a empresa com clientes mais satisfeitos no País 1543

Divulgação

Levantamento é do Instituto MESC

Especialista em pessoas, a Icatu Seguros foi eleita a empresa com os clientes mais satisfeitos em todo o País nos segmentos de Vida, Capitalização e Previdência. O ranking elaborado pelo Instituto MESC avaliou 35 empresas do mercado segurador, a partir da opinião de mais de 15,5 mil clientes. Em 2017, a Icatu havia conquistado o segundo lugar neste prêmio e, desta vez, ficou à frente inclusive de grandes instituições financeiras.

O prêmio foi entregue na última segunda-feira, dia 10 de setembro, em São Paulo. Para a superintendente de Canais de Relacionamento da Icatu, Tatiana Ambrósio, o resultado mostra o grande investimento que a companhia tem feito para entender e aprimorar a jornada do cliente na empresa.

“Somos uma seguradora de pessoas e o cliente é o foco do nosso negócio. Nos últimos cinco anos, passamos a estudar melhor o índice de satisfação do cliente, promovendo pesquisas e adotando a metodologia Net Promoter Score (NPS). Ao mensurar o grau de lealdade e satisfação, temos a oportunidade de ajustar processos, avaliar produtos e melhorar sua experiência”, explica ela.

Há um outro detalhe especial que contribui para este resultado, segundo Tatiana: a Icatu Seguros também foi escolhida pelo quarto ano consecutivo como uma das melhores empresas para trabalhar no Brasil, no ranking Great Place to Work. “O bom ambiente de trabalho e o clima organizacional estão intimamente ligados ao atendimento e satisfação do cliente e ao crescimento da companhia”, afirma a superintendente.

Critérios

O Ranking das Melhores Empresas em Satisfação do Cliente do Instituto MESC avalia 42 segmentos de mercado. Ano passado, a Icatu foi a segunda colocada na categoria Seguros Gerais, competindo inclusive com companhias de seguros de veículo e saúde. Desta vez, o Instituto criou a categoria Seguros de Vida, Capitalização e Previdência.
A pesquisa foi realizada entre março de 2017 e abril de 2018, utilizando a metodologia do Pentagrama da Satisfação do Cliente, que apresenta confiança estatística de 98%. Os entrevistados foram questionados sobre Valor, Atendimento e Execução de 35 empresas. Com Índice de Satisfação do Cliente superior a 60%, 23 delas passaram para a segunda fase e a partir daí tiveram suas práticas criteriosamente auditadas pela equipe do Instituto MESC.

10 dias para o fim das inscrições para os Prêmios Longevidade Bradesco Seguros 697

Longevidade

Interessados têm até 28 de setembro para enviar trabalhos

Consolidada como uma das mais destacadas iniciativas voltadas à difusão e discussão do tema longevidade em âmbito nacional, os Prêmios Longevidade Bradesco Seguros chegam à sua oitava edição em 2018 contemplando as categorias de Jornalismo, Histórias de Vida e Pesquisa, esta última voltada à comunidade acadêmica. As inscrições podem ser feitas até 28 de setembro neste endereço.

Os três primeiros colocados nas categorias de Jornalismo e Histórias de Vida e os dois primeiros de Pesquisa em Longevidade receberão prêmios, além de troféus e certificados. A cerimônia de entrega ocorrerá durante o XIII Fórum da Longevidade Bradesco Seguros, que reunirá especialistas e convidados nacionais e internacionais em novembro de 2018, na cidade de São Paulo.

“Nosso principal objetivo é difundir trabalhos que demonstrem a importância e os impactos da longevidade nas diferentes esferas da vida. Se vamos viver mais, temos que nos preparar para aproveitar esse bônus de longevidade da melhor forma possível, com saúde, bem-estar e planejamento financeiro”, destaca o diretor do Grupo Bradesco Seguros, Alexandre Nogueira.

Desde a primeira edição, os Prêmios Longevidade Bradesco Seguros contam com a consultoria do médico e pesquisador em saúde pública Alexandre Kalache, ex-diretor do Departamento de Envelhecimento e Saúde da Organização Mundial da Saúde (OMS) e uma das maiores autoridades internacionais em gerontologia.

Categorias e modalidades

Prêmio Longevidade de Jornalismo

Em reconhecimento à importância da imprensa como formadora de opinião e difusora de conhecimento, a premiação busca estimular a elaboração de trabalhos jornalísticos que tratem o tema da longevidade com criatividade, contemplando duas modalidades: “Mídia Impressa” (jornais e revistas) e “Mídia Digital” (TV, rádio e web). Estão habilitados a concorrer matérias, artigos ou outros trabalhos de cunho jornalístico veiculados no período de 5/9/2017 a 28/9/2018. Os vencedores em primeiro, segundo e terceiro lugares de cada modalidade receberão troféus, certificados e prêmios nos valores de R$ 10 mil, R$ 5 mil e R$ 3 mil, respectivamente (a serem pagos mediante carga inicial e única em cartão de débito nominal ao premiado, sem função de saque, para aquisição de produtos ou serviços).

Prêmio Longevidade Histórias de Vida

Aberto à participação de maiores de 18 anos de idade, tem como principal objetivo reconhecer e estimular a transmissão de conhecimento entre gerações, incentivando o relato de histórias que, de alguma forma, contribuam para disseminar o conceito de longevidade com qualidade de vida e bem-estar. O primeiro, segundo e terceiro colocados receberão troféus, certificados e prêmios nos valores de R$ 5 mil, R$ 3 mil e R$ 1 mil, respectivamente (a serem pagos mediante carga inicial e única em cartão de débito nominal ao premiado, sem função de saque, para aquisição de produtos ou serviços).

Prêmio Pesquisa em Longevidade

Direcionado à comunidade acadêmica, é composto pelas modalidades “Geriatria” e “Gerontologia”. Somente estão habilitados a concorrer projetos de pesquisa desenvolvidos no âmbito acadêmico, aprovados por agências de fomento nacionais e/ou estaduais nas áreas de conhecimento existentes nessas agências no período de 1º/1/2008 a 28/9/2017 e que remetam ao tema longevidade no sentido amplo. Os vencedores em primeiro e segundo lugares de cada modalidade receberão troféus, certificados e prêmios nos valores de R$ 10 mil e R$ 5 mil, respectivamente (a serem pagos mediante carga inicial e única em cartão de débito nominal ao premiado, sem função de saque, para aquisição de produtos ou serviços).

Viva a Longevidade

Os Prêmios Longevidade fazem parte de um conjunto de ações mais abrangentes desenvolvidas pelo Grupo Bradesco Seguros desde 2006, com o intuito de difundir a importância de conquistar um envelhecimento ativo e saudável.

Além do “Fórum da Longevidade”, as iniciativas incluem ainda o “Circuito da Longevidade”, que já reuniu, desde 2007, mais de 400 mil participantes, em corridas e caminhadas nas principais cidades do país; o “Programa Porteiro Amigo do Idoso”, lançado em 2010 para capacitar porteiros a oferecer melhores serviços aos idosos, e que já treinou mais de 3,5 mil profissionais em bairros do Rio de Janeiro, São Paulo, Minas Gerais e Espírito Santo; o movimento “Conviva”, que visa incentivar a convivência harmoniosa entre ciclistas, motociclistas, motoristas e pedestres, englobando, entre outras ações, a Ciclo Faixa de Lazer de São Paulo; e o “Programa Juntos pela Saúde”, conjunto de ações lançado em 2006 com o objetivo de estimular ações de promoção da saúde.

Liberty oferece treinamento inovador para o corretor com imersão no Facebook 906

Facebook

Liberty Academia Digital traz encontro na sede do Facebook, vídeos, vouchers e apoio de consultor para corretores terem sucesso no digital

Atenta à tendência de digitalização e dedicada a ajudar os corretores parceiros a crescerem seus negócios, a Liberty Seguros acaba de lançar um novo formato de treinamento inovador para esse público: a Liberty Academia Digital, que conta com importantes insights do time de atendimento do Facebook no Brasil e tem como principal objetivo habilitar os corretores a promover os produtos de seguro nas mídias sociais e a alcançar potenciais clientes.

A Liberty Academia Digital consiste em um treinamento digital por meio de vídeo-aulas baseada no conceito de gamificação e com foco na experiência de vender seguros. O treinamento atende aos mais diferentes perfis de corretores: aos que tem pouco conhecimento em mídias sociais, aos que possuem algum conhecimento, mas que não sabem como criar conteúdo e aos que já produzem conteúdos, mas que não sabem como otimizar seus resultados.

As aulas serão divididas em três módulos: o Módulo 1, que pode ser acessado por qualquer profissional do Brasil e estará disponível na página do Programa Conexão no Facebook; o Módulo 2 e o Módulo 3, que só poderão ser acessados se o corretor for parceiro da Liberty Seguros, por meio da plataforma de treinamento da seguradora. Caso o profissional inicie o treinamento e ainda não seja parceiro, pode facilmente tornar-se um por meio do site da Liberty Seguros. Ao final do Módulo 3, o Facebook receberá em sua sede, em São Paulo, um grupo de corretores para  uma verdadeira imersão em suas plataformas – Facebook e Instagram.  Além disso, os corretores que concluírem o curso contarão com um consultor digital, que estará à disposição, via Facebook Messenger, para orientar e tirar as principais dúvidas, garantindo que os principais objetivos das campanhas de mídia sejam alcançados.

“Acreditamos muito no valor dos corretores e queremos que nossos parceiros desenvolvam seu negócio, e cresçam com a Liberty. Apoiar o corretor para ingressar no mundo digital e utilizar o online a seu favor é um tema muito importante para nós. Desde 2015, a Liberty investe em treinamentos de mídias sociais para captação e fidelização de clientes. A Academia Digital reúne três anos de feedback dos nossos parceiros, além de incentivos para nossos corretores desenvolverem suas campanhas nas mídias sociais gerando resultados para o seu negócio” comenta Patricia Chacon, Diretora de Marketing e Estratégia da Liberty Seguros.

A ação foi cocriada junto à CUBOCC, que lidera a comunicação digital da Liberty Seguros.

Rodobens Corretora de Seguros apresenta novo modelo de parceria 2568

Negócios

Empresa marca presença no Conec, que acontece entre os dias 27 e 29 de setembro

Rodobens, através de sua corretora de seguros, marca presença em um dos maiores eventos do setor, o Congresso de Corretores do Estado de São Paulo (Conec) que está em sua 18º edição e acontece entre os dias 27 e 29 de setembro, no Transamérica Expo Center, em São Paulo (SP).

A empresa conta com estande, onde apresenta todo portfólio, além de evidenciar os diferenciais de seu modelo de negócio Parceiros Digitais com ótimas condições comerciais, já que os investimentos iniciais, como taxa de franquia ou mensalidade, não são cobrados. “O canal Parceiros Digitais, foi criado para facilitar a operação do corretor e apoia-se na tecnologia, relacionamento constante, capacitação e desenvolvimento de profissionais, favorecendo também o empreendedorismo. Como resultado para a empresa, fortalecemos ainda o mercado de seguros como um todo, oferecendo produtos com a garantia e tradição da Rodobens por meio de um canal mais prático”, comenta Ronald Torres, diretor da Corretora de Seguros da Rodobens.

Atualmente, existem cerca de 500 parceiros e corretores que trabalham com a oferta diversificada da empresa por meio de diversos canais de venda. “Será nossa primeira participação no congresso, por isso investimos em um forte plano de ativação pré-evento que inclui todos nossos meios de comunicação. Com a apresentação da plataforma de negócios e modelo de parceria, pretendemos capturar novos empreendedores, uma vez que planejamos dobrar o número de parceiros”, finaliza o executivo.

Informações:

Evento: 18º Congresso de Corretores do Estado de São Paulo (Conec).
Data: 27 a 29 de setembro de 2018.
Local: Transamérica Expo Center (Av. Dr. Mário Vilas Boas Rodrigues, 387 – São Paulo).
Inscrições e formas de pagamento: neste link.

Generali recebe mais de 100 parceiros de negócios no Acampamento Farroupilha 4962

Head para a América Latina e diretores da companhia prestigiaram momento

O Piquete Adesbam no Acampamento Farroupilha foi o palco para a Generali receber mais de uma centena de corretores de seguros nas festividades da Capital gaúcha na quarta-feira (12). Os parceiros de negócios foram recebidos pelo Head para a América Latina da companhia Nery Silva, pelo Diretor de Canais Tradicionais João Bosco Medeiros, o Diretor Comercial Rafael Alquati e o executivo principal no Rio Grande do Sul Fabricio Porto.

Churrasco, chimarrão e muita música foram preparados para os convidados. Para Nery Silva, a importância do encontro de confraternização e a adesão plena de corretores das mais longevas cidades é sinal do prestígio da Generali, que tem uma história muita fraterna com os gaúchos, tendo sido, inclusive, a primeira seguradora com expertise internacional a investir no Brasil. Ele também destacou a interlocução efetiva em forma de atendimento do staff da seguradora, citando os diretores e a presença dos presidentes do Sindicato das Seguradoras do Estado Guacir Bueno, e do Sindicato dos Corretores do mesmo, Ricardo Pansera.

Fotos: Filipe Tedesco/JRS