Cuidados para viajar com as crianças 1483

Nesta hora, todo cuidado é pouco

Embarcar em uma viagem com as crianças é muito divertido, mas exige cuidados extras. Para quem está se programando para embarcar em uma aventura, atenção aos detalhes pode fazer a diferença na saúde e bem-estar dos pequenos.

Nesta hora, todo cuidado é pouco. E para esclarecer as dúvidas e ajudar nesse planejamento, o doutor José Sallovitz, cardiologista e coordenador médico da Allianz Global Assistance, empresa líder global em serviços de assistência, separou dicas básicas para evitar imprevistos “na estrada” e que podem contribuir para tornar a viagem com as crianças ainda mais segura.

Farmacinha de viagem para crianças

Pode ser um simples estado febril até um severo enjoo. A verdade é que crianças estão sujeitas a mal-estares e incidentes durante uma viagem. “Crianças portadoras de doenças crônicas como asma, diabetes ou alergias necessitam sempre ter à sua disposição suas medicações habituais, como bombinhas de bronco-dilatadores, insulina ou anti-histamínicos”, explica o doutor.

José Sallovitz ainda afirma que “é sempre bom levar uma série de medicações básicas que podem poupar muitas dores de cabeça durante a viagem”. Veja a lista de itens básicos que o doutor preparou:

– Antieméticos
– Fluidificantes
– Inalador e soro fisiológico
– Antitérmicos
– Analgésicos
– Antialérgicos
– Antibiótico: para eventual emergência (visite um pediatra que receitará o melhor a ser levado)
– Pomadas antialérgicas
– Pomadas com antibiótico
– Pomada contra assaduras
– Antisséptico
– Bloqueador solar infantil e creme hidratante
– Repelente infantil contra mosquitos (não indicado para bebês recém-nascidos)
– Termômetro
– Curativo adesivo
– Fita adesiva e ataduras
– Gel antisséptico

“Leve as bulas e as receitas com as prescrições médicas de todos os remédios para poder seguir as orientações fornecidas durante a viagem. Caso a criança não melhore ou piore, pare de usar qualquer remédio e procure imediatamente um médico, por meio de seu seguro viagem”, ressalta o doutor.

Check-up pré-viagem

“Tenha em mente que para que as crianças se mantenham saudáveis durante a viagem, prevenção é sempre o melhor remédio”, afirma Dr. José. Antes de cair na estrada, é importante que os pais levem a criança a um pediatra. “Crianças portadoras de doenças crônicas devem sempre passar com seu pediatra antes da viagem para que ele possa dar as instruções aos pais do que fazer caso surja uma emergência”

Vacinas

O Dr. José Sallovitz diz que os pais podem aproveitar a visita ao pediatra ou à um centro de vacinação para verificar se as vacinas regulares estão em dia e se há recomendações ou obrigatoriedades para o destino escolhido. “Algumas vacinas não habituais poderão ser exigidas por alguns países, como a vacina contra febre amarela, que pode ser tomada por crianças a partir dos seis meses de vida”, alerta o especialista.

Xô mosquito!

Criança alérgicas podem ter momentos de muito desconforto se expostas a picadas de insetos como pernilongos e mosquitos. “Além disso, dependendo do lugar para onde vai viajar, os mosquitos são transmissores de muitas doenças graves como malária, dengue, chiungunya e zika. Portanto, repelentes devem fazer parte da rotina diária de crianças nestas regiões, assim como roupas leves que cubram braços e pernas da melhor maneira possível. Certos repelentes não devem ser usados por crianças muito pequenas e o pediatra poderá dizer qual é o mais indicado”, afirma o doutor.

Fique atento ao clima

É preciso ficar atento para evitar exposição demasiada dos pequenos ao sol ou frio extremo. O especialista conta que crianças até os 12 anos de idade costumam ser mais sensíveis que os adultos a climas extremos como temperaturas médias abaixo dos 10ºC ou acima dos 32ºC. “Por isso, todo o cuidado é pouco. Para climas muito quentes não podem ser esquecidas as roupas leves, bloqueador solar com fator de proteção 50 ou maior, bonés, repelentes contra insetos, pomadas antialérgicas, cremes hidratantes e uma garrafinha cheia de água todo o tempo. Óculos escuros também são importantes”, explica.

Já para climas muito frios, com os quais as crianças não estão habituadas normalmente: “Não se devem esquecer casacões pesados e várias camadas de roupas, luvas quentes, gorros de lã, meias de lã, sapatos ou botas grossas, vaselina ou similares para os lábios que racham, lenços e antitérmicos para eventuais resfriados. ”, aponta Sallovitz.

Alimentação

Crianças são normalmente comedores indisciplinados. Viajar para lugares diferentes, com comidas exóticas e horários alternativos, pode causar um distúrbio nos hábitos alimentares e desarranjos intestinais.

Dr. José alerta: “Evite comer em lugares onde a origem do alimento é duvidosa, como em barraquinhas na rua. Beba somente água mineral ou mesmo refrigerantes, pois a chance de infecções será menor. Evite alimentos como frutos do mar e carnes exóticas, como cabra e outros animais. Tente manter as mãos das crianças o mais limpas possível e não esquecer de manter, pelo menos, uma refeição diária com as características do seu lar, como o café da manhã, por exemplo”.

Conheça seu destino

Para quem vai viajar para fora do Brasil, é imprescindível que estude as características do país de destino. “O ideal é pesquisar como é o clima, a alimentação, a exigência de vacinas, os remédios proibidos e a qualidade de assistência médica. Com estas informações você poderá fazer um planejamento mais cuidadoso para que sua viagem com suas crianças não se torne em um pesadelo. O melhor remédio continua sendo a prevenção”, ressalta Dr. José.

Seguro Viagem

O seguro viagem é um item extremamente importante durante o planejamento de uma viagem, pois ele não garante apenas o bem-estar e a tranquilidade, mas também a saúde financeira durante todo o passeio.

O especialista explica que não se pode pensar em fazer uma viagem atualmente sem a cobertura de um seguro viagem. “A maioria dos países da Europa, por exemplo, exige que os visitantes tenham um seguro viagem de pelo menos € 30.000,00. Sem ele, você pode ser impedido de entrar na comunidade europeia”, esclarece.

Além disso todos estão sujeitos a doenças e acidentes por mais saudáveis que sejam. Dr. José conta que uma cirurgia de apendicite, nos Estados Unidos, não custa menos de US$ 40.000,00. “Não é uma quantia que alguém tenha no bolso ou deseje gastar durante seu período de férias. Além disso, um seguro de viagem ao exterior possui coberturas para vários serviços, além do pagamento a hospitais e médicos, tais como repatriações sanitárias, remoções médicas, garantia de hospedagem em casos de permanência forçada, garantia de retorno em situações de doença ou morte”, finaliza.

Pedidos de falência caem 19,6% no acumulado em 12 meses 483

Falência

Dados são da Boa Vista/SPC

Os pedidos de falência caíram 19,6% no acumulado 12 meses (setembro de 2017 até agosto de 2018 comparado aos 12 meses antecedentes), segundo dados com abrangência nacional da Boa Vista SCPC. Mantida a base de comparação, as falências decretadas subiram 15,0%, enquanto para os pedidos de recuperação judicial houve diminuição de 6,0%. As recuperações judiciais deferidas registraram queda de 2,9%.

Na comparação mensal os pedidos de falência avançaram 22,9% em relação a julho, assim como os pedidos de recuperação judicial (57,6%), falências decretadas (22,3%) e recuperações judiciais deferidas (42,7%).

Divulgação
Divulgação

De acordo com os resultados acumulados em 12 meses, os pedidos de falência continuam caindo. O movimento de queda está atrelado a melhora nas condições econômicas desde o ano passado, que permitiu às empresas apresentarem sinais mais sólidos nos indicadores de solvência. Entretanto, a continuidade desse processo dependerá de uma retomada mais acelerada da atividade econômica.

Metodologia

O indicador de falências e recuperações judiciais é construído com base na apuração dos dados mensais registrados na base de dados da Boa Vista SCPC, oriundos dos fóruns, varas de falências e dos Diários Oficiais e da Justiça dos estados.

Nova diretoria do CVG/RS tomará posse em outubro 779

Andreia Araujo assumirá como presidente da entidade

A nova diretoria do Clube de Seguros de Vida e Benefícios do Rio Grande do Sul (CVG/RS) para a gestão 2018/2020 tomará posse no dia 03 de outubro. A nova liderança conta com a diretora de negócios a Previsul Seguradora, Andreia Araujo, como presidente da entidade.

Em decorrência do compromisso, não haverá o café/palestra do CVG/RS programada para o dia 25 de setembro. A posse da nova diretoria acontecerá a partir das 19h na sede do Sindicato das Seguradoras do RS, na Rua Otávio Rocha, 115 – Sétimo andar.

Posse da nova diretoria do CVG/RS
Posse da nova diretoria do CVG/RS

Grupo Segurador compensa emissão de CO2 de veículos segurados 627

Carro

Dia Mundial Sem Carro é celebrado neste sábado

Para compensar a emissão de gases de efeito estufa (GEE) dos veículos segurados de sua carteira, o Grupo Segurador Banco do Brasil e Mapfre promoverá, no Dia Mundial Sem Carro, celebrado em 22 de setembro, compra de créditos de carbono com investimento em projeto de compensação florestal.

Serão compensadas 6.582 tCOe (toneladas de carbono equivalente), com base em metodologia de empresa especializada na área, contratada pelo Grupo Segurador.

Os créditos de carbono adquiridos, por sua vez, serão investidos no projeto de recuperação florestal Ecomapuá, da Amazônia paraense.

Trata-se de uma área que se estende por 90.000 hectares do bioma amazônico na Ilha de Marajó, na jusante do Rio Amazonas, região de conservação considerada de prioridade “extremamente alta” pelo Ministério do Meio Ambiente. Nessa área residem mais de 100 famílias, que dependem dos recursos naturais da floresta para sobreviver.

“A compensação das emissões veiculares é uma ação que mostra ser possível ter atitudes que tragam benefícios para as pessoas e para o meio ambiente, além de trazer uma reflexão sobre a mobilidade nos centros urbanos”, explica Leonardo Mattedi, diretor geral de Administração, Finanças e Marketing do Grupo Segurador Banco do Brasil e Mapfre.

O compromisso do Grupo Segurador Banco do Brasil e Mapfre com a sustentabilidade não se resume a este projeto. Desde 2013, o Grupo Segurador relata suas emissões de gases de efeito estufa, por meio de inventário anual de emissões, utilizando a metodologia GHG Protocol. Para o cálculo, são considerados dados como consumo de diesel da sua sede, no edifício WTorre Morumbi, em São Paulo, de combustível de sua frota de veículos e consumo de energia elétrica, além dos dados de viagens a negócios, a destinação dos resíduos não recicláveis para aterros e outros.

“O registro público dos inventários tem o objetivo de criar um banco de dados que permite o estabelecimento de benchmarks setoriais, além de contribuir para a transparência do negócio perante a sociedade. Esse trabalho está alinhado com a COP 21/Paris Pledge for Action (ou Manifesto de Paris pela Ação), compromisso assinado pelo Grupo que visa à redução das emissões de carbono para contribuir com o crescimento e o desenvolvimento sustentável do planeta”, explica Fátima Lima, diretora de Sustentabilidade do Grupo Segurador Banco do Brasil e Mapfre.

Qualicorp firma acordo para otimizar atendimento de clientes 795

Qualicorp

Iniciativa visa garantir ainda mais agilidade e resolutividade na resposta aos consumidores

A Qualicorp, líder brasileira na comercialização e administração de planos de saúde coletivos, e o Procon de Santos assinaram na última sexta-feira (14) um Termo de Cooperação para otimizar o atendimento aos clientes da companhia no município santista.

O acordo entre o órgão e uma empresa do setor de saúde é inédito e irá disponibilizar canais exclusivos de comunicação entre o Procon e a Qualicorp, por meio de telefone e e-mail. Além disso, o prazo de resposta aos clientes da companhia também será reduzido para, no máximo, 5 dias.

Segundo Juliana Pereira, Diretora Executiva de Clientes da Qualicorp, “o acordo firmado é mais um passo para que possamos nos aproximar do Procon de Santos e prestar aos nossos clientes um atendimento ainda mais ágil e resolutivo. Além de envolver menos agentes durante as tratativas, essa iniciativa também ajuda a evitar a judicialização”. Ainda de acordo com Juliana, “esse é o primeiro termo assinado pela Qualicorp com um Procon, e já estamos trabalhando para firmar novos acordos com Procons de outros municípios”.

Para Rafael Quaresma, Coordenador do Procon de Santos, “o termo assinado traz diversos benefícios aos consumidores, como um canal direto de atendimento e a priorização das demandas, além da redução pela metade do prazo de resposta ao cliente”.

Foco no atendimento ao cliente: o acordo com o Procon de Santos é o quinto assinado junto a um órgão público com o objetivo de otimizar o atendimento ao cliente. Nos últimos dois anos, a Qualicorp também firmou parceria com os Núcleos de Defesa do Consumidor (Nudecon) do Rio de Janeiro, do Maranhão e do Distrito Federal e com a Defensoria Pública da Bahia. “Iniciativas como essa reforçam nosso compromisso com o cliente e também nossa busca por um sistema de saúde inovador, eficiente e centrado nas pessoas”, conclui Juliana.

Conselho Deliberativo do GBOEX completa 76 anos 482

Reunião Plenária comemorou a ocasião e prestou homenagens

O Conselho Deliberativo do GBOEX completou, neste ano, 76 anos de existência. A empresa, que tem 105 anos, conta com o grupo de Conselheiros que, juntamente com a Diretoria Executiva, ditam as suas diretrizes e tomam decisões importantes em prol dos associados.

Na quarta-feira (19), diretores, colaboradores e parceiros se reuniram no auditório da Matriz na Capital gaúcha para destacar a ocasião durante Reunião Plenária comemorativa. “É uma responsabilidade enorme, pois o Conselho é solidário com tudo que acontece na empresa. Porém, como trabalhamos em equipe, a missão se torna mais fácil com a competência da Diretoria Executiva”, afirma o Presidente do Conselho Deliberativo do GBOEX, Flávio Vianna. O GBOEX conta com 90 mil associados, o que, para o presidente Vianna, reforça a quem os negócios são direcionados e dedicados. “Nós dirigimos a empresa, mas os donos dela são os associados, nosso verdadeiro patrimônio social”, acrescenta.

O momento também contou com uma homenagem especial ao ex-presidente, Sergio Renk. Ele presidiu o Conselho Deliberativo do GBOEX entre os anos 2005 e 2007 e 2013 até 2017, assim como também assumiu a presidência da Diretoria Executiva em 2008. Ao todo, Renk soma 22 anos de dedicação à empresa, tendo iniciado como gerente em 1996. “Ele é um ícone nesta empresa, alguém que passou por praticamente por todos os postos, começando como gerente, e que acredita no espírito de equipe, algo que só é possível graças a sua capacidade de aglutinação e inteligência administrativa”, afirma Vianna.

Além disso, outras justas homenagens à pessoas amigas do GBOEX foram realizadas. Receberam um certificado o ex-secretário de Segurança Pública do Rio Grande do Sul, General de Brigada Edson de Oliveira Goularte, o presidente do Grêmio Sargento Expedicionário Geraldo Santana, Capitão Ivo Izolan, e o ex-conselheiro, Ênio Castilhos Ibañez.

Fotos: Filipe Tedesco/JRS