Icatu Seguros realiza o melhor ano de sua história 14071

Companhia reinvestiu R$ 423 milhões nos últimos cinco anos

Líder entre as seguradoras independentes no mercado brasileiro de Seguros de Vida, Previdência Privada e Capitalização, a Icatu Seguros apresenta seu balanço com a certeza de que este foi o melhor dos seus 26 anos de história. Preparada para o cenário de queda de juros, a Icatu cresceu em todas as linhas de negócios e apresentou resultados operacionais consistentes, acima da média do mercado. Em meio ao cenário desafiador da economia, a Icatu alcançou um faturamento de R$ 4,6 bilhões e lucro líquido de R$ 278,7 milhões no ano passado, o que consolida seu crescimento nos últimos cinco anos. Neste período, a companhia reinvestiu R$ 423 milhões em seu crescimento.

Com uma sólida posição financeira, a seguradora encerrou o ano com R$ 590,3 milhões em volume de ativos livres. O patrimônio líquido da empresa ultrapassou R$ 1,2 bilhão, após a distribuição de R$ 175 milhões em dividendos. O resultado consolidado da companhia garante um ROE (retorno sobre o patrimônio, da sigla em inglês para Return On Equity) consistentemente acima de 25%. A Icatu atualmente administra recursos que ultrapassam a soma de R$ 29,6 bilhões. Presente em todo o país, ano passado a companhia indenizou cerca de 45 mil pessoas, em centenas de municípios.

Para tornar seu portfolio mais qualificado e completo, e oferecer as melhores soluções de proteção e planejamento financeiro aos seus 5,5 milhões de clientes, a empresa vem desenvolvendo importantes parcerias para a comercialização de seus produtos. Atualmente, são mais de 170 parceiros comerciais, 4 mil corretores e cerca de 50 mil empresas clientes. Em 2017, por exemplo, a Icatu adquiriu a Cardif Capitalização e passou a ser a provedora exclusiva de produtos de Capitalização para o Grupo Cardif por 10 anos.

“Queremos contribuir de forma cada vez mais relevante para a sociedade e promover um ano ainda melhor para nossos parceiros, corretores e clientes. Aumentamos nossa captação e market share em todos os segmentos e, com isso, conseguimos traçar novas possibilidades de investimentos”, explica o presidente da Icatu Seguros, Luciano Snel.

Em 2017, a companhia apresentou crescimento de lucro, apesar da queda do resultado financeiro que atingiu todo o mercado. “Estamos bem preparados para 2018. Vamos aprimorar cada vez mais os nossos serviços para continuar superando as expectativas do mercado. Também continuamos interessados em avaliar qualquer oportunidade de expansão nos seguros de Vida, Previdência (aberta e fechada), Capitalização e Investimentos. Essa é uma realidade”, afirma Snel.

Investimentos

Atenta às tendências do mercado em inovação, a Icatu está investindo R$ 84 milhões em tecnologia, montante superior aos R$ 55 milhões do ano anterior. Há, por exemplo, 37 projetos em andamento, envolvendo parcerias, novos produtos, serviços digitais, eficiência operacional e experiência do cliente. Em 2017, a Icatu também fortaleceu a presença da marca em todas as regiões do pais.

Durante o último ano, a empresa – especializada em pessoas – teve um olhar bastante cuidadoso para a sua gente: desenvolveu, promoveu e contratou, e mais uma vez foi eleita como uma das melhores empresas para trabalhar no Brasil e no Estado do Rio de Janeiro pelo Great Place to Work (GPTW).

Desempenho dos segmentos

No segmento de Seguros de Vida, o faturamento da companhia atingiu R$ 1,7 bilhão em 2017, crescimento de 13,4% em relação ao ano passado. “Percebemos que as pessoas começam a dar a importância devida à proteção, levando em conta seu ciclo de vida. A melhora na economia cria um ambiente mais favorável para o planejamento de médio e longo prazo. A Icatu manteve seu foco em ter coberturas diversas e criar um pacote de proteção financeira para famílias e negócios de portes diversos”, avalia Snel.

Em Previdência Privada, a captação líquida (entradas – saídas) alcançou R$ 4,1 bilhões, um aumento de 279% em relação ao ano de 2016, ultrapassando R$ 17 bilhões em reservas, distribuída entre uma carteira de mais de 200 fundos de previdência.

Já no segmento de Capitalização, a empresa apresentou lucro líquido de R$ 69,4 milhões em 2017 e distribuiu R$ 63,2 milhões em sorteios. Neste ano, o patrimônio líquido atingiu R$ 240,7 milhões, aumento de 39,7% em relação ao ano anterior. Assumindo a carteira da Cardif, a companhia passa a ocupar a quinta posição no ranking geral de provisões no mercado.

A Icatu Fundos de Pensão, que inclusive atua com cobertura de risco terceirizada, possui um importante papel no fomento do segmento. O patrimônio administrado chegou a R$ 3,1 bilhões em 2017, distribuídos entre os 40 planos do fundo Icatu Multipatrocinado e cinco planos Instituídos (fundos setoriais).

Rio Grande Seguros e Previdência

O faturamento da controlada Rio Grande Seguros e Previdência foi de R$ 493,7 milhões, um aumento de 34% em relação ao ano anterior. Em outubro do ano passado, a companhia concluiu o processo de transferência da carteira de Previdência complementar da Icatu Seguros para a Rio Grande Seguros e Previdência, fruto de uma joint venture entre a Icatu e o Banrisul. A Rio Grande está entre os 10 maiores grupos financeiros do Sul do Brasil e é a maior seguradora com matriz no Estado do Rio Grande do Sul.

Rio Grande Capitalização

Em 21 de dezembro de 2017, a Icatu Seguros e o Banrisul também firmaram parceria estratégica criando a Rio Grande Capitalização, para comercializar produtos de capitalização nos canais do banco gaúcho. A nova companhia terá exclusividade de distribuição por 20 anos.

Icatu Vanguarda

A Icatu Vanguarda, gestora de recursos do grupo, fechou 2017 com a expressiva marca de R$ 17,4 bilhões em ativos sob gestão, sendo a 25ª maior gestora de recursos do país. A gestora figura nos principais rankings de investimento e recebeu a atribuição máxima de Rating de Qualidade e Gestão da agência Moody’s, o MQ1. Destaque na gestão de fundos multimercados, de inflação, crédito e dividendos, a Icatu Vanguarda captou R$ 1,026 bilhão em 2017, segundo o ranking da Anbima.

O que esperar da reforma da previdência? 2974

Previdência

Mudanças são necessárias para a resolução de outros pontos críticos do Brasil como educação, saúde e segurança pública

Creio que muitos estejam atentos ao cenário político, e quando possível, tentamos entender o que cada candidato está propondo para os principais temas do Brasil. Tenho visto, rotineiramente, as pessoas debatendo em rodas de conversa sobre temas como saúde, educação e segurança pública. Previdência entra nas discussões, mas em uma menor relevância na maioria das vezes. Nos debates, a reforma da previdência vem sendo tratada com a mesma intensidade que os demais temas – que realmente são críticos no Brasil. Mas dada a consequência do déficit da previdência, o tema deveria ter muito mais relevância nestas discussões.

A dúvida é a seguinte, as pessoas sabem o real impacto do problema da previdência no país e que isso inviabiliza investimentos em qualquer outra área? Ou seja, caso o problema não seja resolvido, fica muito difícil resolver os demais.

Abaixo, seguem alguns dados que comprovam essas conclusões:

  • 1° – O governo projeta para 2019 que os gastos com a previdência consumirão 53,4% do orçamento total;
  • 2° – Somente o déficit da previdência estimado para 2019 será maior do que os orçamentos das áreas de saúde, segurança pública e educação somadas;
  • 3° – Em 2017, somente 13% da população se enquadra como idosa, e em 2026 serão 32% de idosos no Brasil usufruindo dos benefícios da previdência;
  • 4° – Atualmente, temos cerca de 8 pessoas contribuindo para a previdência para cada pessoa que se beneficia do sistema. Em 2060 a projeção é termos 2 contribuintes para cada beneficiário. Teríamos que arrecadar 4 vezes mais de cada contribuinte para manter o sistema como está hoje;
  • 5° – O Brasil gasta cerca de 12% do PIB com previdência, enquanto países com a mesma proporção de idosos na população gasta, em média, menos de 4% do PIB;
  • 6° – A expectativa de vida do brasileiro vai subir cerca de 15% até 2060 (o que significa que o sistema previdenciário vai ter que pagar o benefício, em média, por um período 15% maior do que é hoje);
  • 7° – Servidores públicos recebem uma aposentadoria maior que os funcionários da iniciativa privada. Caso essa diferença seja ajustada, 30% do déficit seria resolvido (ou seja, apesar de importante, só isso não resolve a questão).

Em resumo, o problema é muito grave e o cenário futuro é bastante complexo. A relação contribuinte versus beneficiário caindo drasticamente, expectativa de vida subindo, envelhecimento da população e gasto extremamente elevado já no cenário atual e o fato de 76% da população depender muito da previdência social já nos dias de hoje.

É preciso que a população fique atenta a este tema, pois se não for resolvido, não só o sistema previdenciário vai ter problemas, mas como o Brasil não conseguirá investir em outras questões fundamentais como educação, saúde e segurança.

*Raphael Swierczynski é CEO da Ciclic, primeira fintech do mercado de previdência complementar.

AXA é a marca nº 1 do mundo pelo 10º ano consecutivo 2625

AXA

Ranking Best Global Brands 2018 também posiciona a AXA entre as 50 principais marcas globais na colocação geral

O ranking global Interbrand 2018 foi divulgado recentemente e a AXA completa uma década na posição de marca número 1 em seguros no mundo, levando em consideração o valor estimado do ativo, de US$ 11,118 bilhões de dólares.

No ranking geral, a AXA está entre as 50 marcas globais mais bem avaliadas, ocupando a 47ª posição. Ao longo de 19 edições, o ranking da Interbrand, consultoria de marca presente em 17 países, tornou-se referência mundial para tangibilizar o valor de marcas.

Três fatores se destacaram na avaliação: comprometimento, relevância e autenticidade. Esses indicadores estão totalmente conectados com os esforços da AXA em ser uma empresa relevante para seus clientes, com um relacionamento mais significativo, interativo e de longo prazo.

“Estamos crescendo com solidez no Brasil e a força da marca AXA é um diferencial, sobretudo neste momento em que nos aproximamos de pequenos corretores e consumidores finais. O Grupo AXA tem um profundo comprometimento com o propósito de empoderar pessoas para uma vida melhor. Figurar no ranking por uma década é a prova de que nossa estratégia e valores estão permeando todo o negócio”, afirma Delphine Maisonneuve, CEO da AXA no Brasil.

Para acessar o ranking completo clique aqui.

SulAmérica Garantia de Aluguel cresce 39% na Grande SP 2540

Aluguel

Solução teve aumento de 7,6% em arrecadação em todo Brasil

A SulAmérica, maior seguradora independente do País, registrou crescimento de 39% nas vendas de solução que facilita a contratação de garantia locatícia, na cidade de São Paulo e região metropolitana, no último semestre. O Garantia de Aluguel é uma alternativa de proteção, que dispensa fiador, e oferece diferenciais como assistência residencial para inquilinos e locatícia para proprietários.

“A conveniência é o principal diferencial do SulAmérica Garantia de Aluguel, já que torna mais simples e seguro o processo de locação de imóveis, dispensando a necessidade de um fiador. Os bons resultados comprovam que a cada dia os clientes buscam por soluções inteligentes, que garantam conforto e agilidade”, explica o superintendente de Negócios de Capitalização da SulAmérica, Natanael Castro.

A solução permite ao locatário reservar uma quantia como garantia automaticamente vinculada ao contrato de aluguel. Além de contar com benefícios durante a vigência (como a participação em sorteios), ele recebe, ao final do contrato, 100% do valor de volta e corrigido pela Taxa Referencial. Além disso, o inquilino e o dono do imóvel não precisam se preocupar com o prazo de término do contrato da garantia, já que a renovação é automática.

“Queremos incentivar cada vez mais nossos parceiros a diversificar seus métodos de atuação, e observamos no Garantia de Aluguel uma excelente oportunidade. Estamos falando de um produto em expansão, com resultados que comprovam ser cada vez mais procurado pela sociedade. Desta forma, buscamos garantir segurança, tranquilidade e conveniência para o cliente final por meio de uma oferta diferenciada”, destaca o diretor regional da SulAmérica para São Paulo (Capital), Luciano Lima.

Os números da SulAmérica demonstram que a companhia está acima da média nacional em relação a este produto – no Brasil, o Garantia de Aluguel apresentou, nos seis primeiros meses do ano, aumento de 7,6% em arrecadação. Os resultados mostram que a modalidade ganha cada vez mais espaço entre as formas aceitas para garantia de locação de imóveis residenciais e comerciais.

Bolsonaro vence em 16 estados e no DF; Haddad ganha em nove estados 3044

Eleições vão para o segundo turno

Ciro ganhou apenas no Ceará

O candidato Jair Bolsonaro (PSL) teve a maioria dos votos válidos em 16 estados e no Distrito Federal. Fernando Haddad (PT) ganhou em nove estados, a maioria no Nordeste.

Ciro Gomes teve a maior votação apenas no Ceará, com 41% dos votos válidos.

Bolsonaro e Haddad voltam a se enfrentar no segundo turno no dia 28 de outubro.

Brasil vai às urnas neste domingo; Consciência em primeiro lugar 3627

Brasil Eleições 2018

Em editorial, JRS reafirma posições e fornece breve guia para o eleitor

É chegado o momento de decidir o futuro do Brasil. Durante o processo eleitoral, os candidatos apresentaram seus projetos para o País e seu Estado. A escolha de seus representantes impacta diretamente na sua vida. Por isso, vote de forma consciente. Analise muito bem seus candidatos e candidatas, além do que já fizeram e do que realmente podem fazer pelo bem do interesse coletivo.

A redação de JRS contempla a pluralidade de ideias e isso é fundamental para compreender distintas visões, que garantem sempre nossa isonomia e isenção. Como empresa totalmente financiada pelo setor privado, não cabem interesses que não a promoção da informação como forma de libertação para nossos leitores. Não temos lado. Aqui, todos têm voz. Prezamos pela Democracia e participação ativa da Sociedade nos assuntos de interesse nacional.

Reflita, analise, pesquise. Trazemos agora um breve compilado sobre a votação que acontece neste domingo.

Como votar?

Você deve comparecer em sua Seção Eleitoral, de acordo com a zona de inscrição de seu Título de Eleitor. Se não lembrar de cabeça, o site do Tribunal Superior Eleitoral disponibiliza os dados necessários. Em 2018 você ainda pode utilizar apenas o aplicativo oficial do TSE, caso já tenha cadastrado sua digital. São aceitos ainda os principais documentos de identificação válidos em território nacional.

O TSE liberou que os eleitores votem com a camiseta do candidato. No entanto essa é uma forma individual de manifestação, sem a possibilidade de se fazer propaganda eleitoral a favor do mesmo. De acordo com a lei eleitoral, está proibida a aglomeração de pessoas com vestuário padronizado, além de manifestações coletivas e ruidosas e qualquer tipo de abordagem, aliciamento ou persuasão de eleitores. A camiseta não pode ser distribuída pelo candidato.

O que está em jogo?

Os eleitores escolhem neste domingo, 7 de outubro, os deputados estaduais e federais, senadores, governadores e o presidente da República. O primeiro voto é para deputado estadual, composto por 5 números. Na sequência, o eleitor decide quem representa sua região na Câmara dos Deputados, em Brasília (DF). São 4 dígitos.

Este ano são eleitos dois senadores por estado. O número dos candidatos são compostos por três dígitos. Já na sequência vem o voto para governador. O voto é na legenda do candidato, composta por dois números. Por fim, o eleitor decide quem será o próximo presidente de República.

Candidatos à presidência da República:

Concorrem: Alvaro Dias (PODE), Cabo Daciolo (PATRI), Ciro Gomes, (PDT), Eymael (DC), Fernando Haddad (PT), Geraldo Alckmin (PSDB), Guilherme Boulos (PSOL), Henrique Meirelles (MDB), Jair Bolsonaro (PSL), João Amoêdo (NOVO), João Goulart Filho (PPL), Marina Silva (REDE) e Vera (PSTU).

A votação começa a partir das 8h e vai até ás 17h. A repercussão da eleição presidencial você acompanha no Newsletter JRS dessa segunda-feira.

Estamos realizando uma manutenção técnica preventiva em nossos servidores. Novas atualizações nas próximas horas!
+