CCS-RJ divulga sugestões entregues a seguradoras sobre seguro auto 1461

Carros

Bradesco Seguros, Mapfre, Porto Seguro, SulAmérica e Tokio Marine receberam documento estudam o que pode ser colocado em prática

Após entregar a cinco seguradoras um documento com sugestões para a operação do seguro de automóvel no Rio de Janeiro, que vem sofrendo com os altos índices de roubos e furtos em diversas regiões, a Comissão de corretores formada no 1º Encontro dos Corretores de Seguros da Baixada Fluminense, da Zona Norte e da Zona Oeste, realizado em março, divulga agora os seis itens apresentados.

Tanto o encontro como a elaboração do documento foram uma iniciativa do Clube dos Corretores de Seguros do Rio de Janeiro (CCS-RJ) em conjunto com a Associação dos Corretores de Seguros da Baixada Fluminense (ACBF), unidos pelo objetivo de viabilizar a manutenção da carteira de seguros de automóvel nas regiões mais afetadas pelo aumento do roubo de veículos no estado.

A comissão é formada por seis corretores, um dirigente do Clube e um da ACBF, sendo dois corretores da Zona Norte, um corretor da Zona Oeste e três corretores da Baixada Fluminense. “A grave crise de segurança que estamos vivendo vem atingindo com mais intensidade as Zonas Norte e Oeste da capital e os municípios da Baixada Fluminense”, diz o presidente do CCS-RJ, Jayme Torres.

Ele explica que a empreitada visa a beneficiar não só os corretores das regiões representadas, mas de todos os locais do estado que apresentam a mesma dificuldade, como São Gonçalo, Niterói e algumas cidades da Região dos Lagos.

O problema social impacta a atividade seguradora. Provoca, por exemplo, o aumento nas taxas de seguros, que, muitas vezes, inviabilizam a manutenção dos segurados, inibe e até proíbe a entrada de novos clientes. Outra consequência é a recusa de riscos e de segurados sem histórico de sinistro, o que dificulta a atuação dos corretores nas regiões, abrindo espaço para a atuação das associações que comercializam a proteção veicular.

Confira as sugestões:

1 – Criação de produto ou aumento do desconto nos prêmios quando o segurado optar por porcentagem da FIPE igual ou inferior a 90% nos produtos atuais. A participação do cliente no prejuízo deverá contribuir para um cuidado ainda maior do segurado com seu veículo e para reduzir proporcionalmente a sinistralidade por Perda Total (PT);

2 – Criação de produto ou aumento do desconto nos prêmios quando o segurado optar por franquia facultativa nos produtos atuais. Hoje, a diferença de prêmios gerados quando o segurado faz opção por franquia facultativa ou até mesmo obrigatória em relação à franquia reduzida é muitas vezes insignificante;

3 – Criação ou adaptação de produtos atuais com cobertura exclusiva para Perda Total (PT), roubo e acidente com limitação da FIPE em 80% a 90%, ou aplicação de franquia com opções de 10% ou 20%. Trata-se de uma alternativa para alta demanda de clientes preocupados com maior risco, porém, com sua participação nos prejuízos, é provável que as fraudes sejam reduzidas, devendo ser atraente também para proprietários de veículos com mais de cinco anos de uso;

4 – Nas renovações sem sinistro, limitar o reajuste do prêmio a 20%, ainda que seja necessário aumento da franquia ou limitação da porcentagem da FIPE em 85%. Essa ação evita a dificuldade de justificar alguns aumentos extremamente significativos de prêmios para segurados que não têm sinistro. Serve também para que esse segurado com bom histórico não saia do nosso mercado;

5 – Melhores condições de aceitação para carros blindados. A evolução tecnológica utilizada nos veículos nos últimos cinco anos minimizou bastante os danos e os riscos nos veículos, diferentemente do que ocorria no passado. Porém, a política de aceitação desses riscos não acompanhou essa evolução. Seria interessante uma reavaliação nesses critérios;

6 – Maior flexibilização na análise do perfil do cliente. Muitos clientes têm o risco recusado ou o prêmio agravado em função do seu histórico no Serasa. Entretanto, um estudo revela que 41% dos brasileiros estão, de alguma forma, negativados em função da crise econômica. A sugestão é uma análise pontual, caso a caso, com o corretor, para identificar o que de fato teria potencial para fraude.

William Anthony passa a ser correspondente do JRS em São Paulo 1763

William Anthony/JRS

Aos 18 anos, empresa especialista em comunicação sobre seguros chega ao maior centro financeiro do Brasil

O JRS anuncia mais uma novidade. Agora, o mercado paulistano de seguros conta com o melhor da informação sobre seguros, previdência e capitalização. Há quase 6 anos como designer e repórter, William Anthony passa a ser correspondente da empresa de mídia no maior centro financeiro do Brasil.

O correspondente SP, William Anthony (E), ao lado de Jota Carvalho (D), presidente do JRS / Foto: Matheus Pé/JRS
O correspondente SP, William Anthony (E), ao lado de Jota Carvalho (D), Presidente do JRS / Foto: Matheus Pé/JRS

“Estou muito entusiasmado e confiante com esse desafio. Agradeço imensamente a confiança depositada pela diretoria e pelos profissionais de ponta que fazem parte desta renomada empresa. Não posso deixar de destacar a imensa colaboração e parceria dos operadores do setor no Rio Grande do Sul e convido todos a acompanharem os conteúdos que serão desenvolvidos nesta nova etapa”, afirma Anthony.

Agora, nosso público passa a receber ainda mais informações, direto da fonte, com a tradição de quem já leva o melhor da informação segura há mais de 18 anos. Novos formatos serão apresentados nos próximos dias e os principais eventos de São Paulo e região passam a ganhar destaque nos multicanais do JRS.

A editora-chefe do JRS, Júlia Senna, ao lado do novo correspondente São Paulo
A editora-chefe do JRS, Júlia Senna, ao lado do novo correspondente São Paulo / Foto: Marco Antônio/Estúdio Anexo

O Presidente do JRS, Jota Carvalho, reitera a posição de pioneirismo da empresa, além da aproximação com o mercado paulistano. “Sempre nos propomos a inovar no modo em que vamos trazer a informação do mercado de seguros aos públicos que nos acompanham. São corretores de seguros, seguradores, prestadores de serviço, executivos, investidores e entusiastas deste mercado, além dos consumidores, que passam a contar com a nossa qualidade também na Região Sudeste. Tudo isso sem perder nossa essência e ligações com o Rio Grande do Sul”, detalha.

A Editora-Chefe, Júlia Senna, reitera a posição de destaque do veículo de comunicação. “O JRS sempre está atento aos passos que o jornalismo empreendedor pode dar. Apostar na força de São Paulo e na competência de um profissional como William Anthony foi mais um passo natural e planejado por nós, que sempre estamos visando trazer o melhor para o nosso público”, finaliza.

Andre Gouw entre os Profissionais de Comunicação do ano do Prêmio Comunique-se 4121

Executivo participou no processo de integração que culminou no lançamento da marca Sompo no Brasil

Andre Gouw, gerente de Comunicação e Marketing da Sompo Seguros, está entre os profissionais de destaque na categoria Profissional de Comunicação Corporativa da 16ª edição do Prêmio Comunique-se. O executivo figura numa lista dos dez profissionais mais lembrados por jornalistas, publicitários, profissionais e estudantes do segmento, bem como internautas interessados no mercado de comunicação.

Esta será a quarta vez que Gouw está entre os profissionais de destaque. As outras três aconteceram nas edições de 2013, 2015 e 2017. Agora já está aberta a 2ª etapa de votação do prêmio, por meio da qual será dada distinção aos três executivos com mais votos. A votação nesta fase acontece até o dia 8 de julho e pode ser feita por meio deste link. “Estar numa lista em que os profissionais são indicados conforme a lembrança do público já é um reconhecimento importante. No caso do Prêmio Comunique-se, que já é amplamente reconhecido e sempre conta com milhares de indicações, o grau de relevância aumenta substancialmente”, comemora Gouw.

O executivo é o único representante de uma seguradora a estar entre os finalistas. Na segunda fase, Andre Gouw concorre com profissionais de comunicação que atuam em marcas de reconhecimento global nos ramos de Alimentação, Aviação, Automotiva, Consumo, Eletrônicos e Tecnologia; para a etapa que define os três finalistas que concorrem à premiação final. O Prêmio Comunique-se tem como objetivo reconhecer o desempenho do profissional ou agência pelo conjunto do seu trabalho em determinado período, ao invés de avaliar um trabalho específico. “Estar entre os profissionais mais lembrados é um reconhecimento que devo compartilhar com a equipe de comunicação da Sompo, sempre empenhada em levar ao mercado um entendimento do mercado de seguros com uma linguagem atrativa e amigável”, complementa Gouw.

Construção de Marca

Andre Gouw atua há mais de 35 anos no mercado de comunicação, dos quais mais de 17 no setor de Seguros. Entre suas ações mais recentes, o executivo conduziu o processo de construção e apresentação da marca Sompo, que completa dois anos no mercado brasileiro em julho. O lançamento envolveu estratégias específicas para públicos interno e externo (agentes de mercado, imprensa, corretores e segurados e público geral), além de campanhas publicitárias em nível nacional. Atualmente está em veiculação uma campanha multiplataforma de abrangência nacional que tem como mote criativo a confiabilidade da seguradora de origem japonesa e traz Lyoto Machida – lutador brasileiro de MMA e Karatê – como protagonista.

O processo para adoção da nova identidade da Sompo Seguros teve início em 2009, quando a Marítima Seguros, uma companhia fundada em Santos (SP) há mais de 70 anos, vendeu 50% de sua participação acionária à Yasuda Seguros, que atuava no Brasil desde 1959 e era subsidiária do Grupo Sompo Japan (hoje, Grupo Sompo Holdings). No início de 2013, o Grupo Sompo, por intermédio da Yasuda Seguros., aumentou sua participação, assumindo o controle acionário da Marítima Seguro. Já em abril de 2014, a companhia obteve a aprovação prévia da Superintendência de Seguros Privados (Susep), para se incorporar, passando a se chamar Yasuda Marítima Seguros. A aprovação final do órgão regulador foi concedida e publicada no dia 7 de outubro de 2014. Após conclusão do processo de integração houve a decisão pela mudança da marca para Sompo Seguros, já autorizada pela Susep e que passou a valer desde 1º de Julho de 2016.

JRS sorteia entradas para Noite Italiana de Antônio Prado (RS) 532

Rainhas da edição 2017 da Noite Italiana de Antônio Prado/RS

Sortudas foram conhecidas em transmissão ao vivo, na manhã de hoje

Em parceria com a Solaris Corretora de Seguros e CDL de Antônio Prado, o JRS realizou, na manhã desta quarta-feira, o sorteio de entradas para a Noite Italiana. O momento contou com transmissão ao vivo pela página do JRS em uma rede social.

Veja também: Cobertura especial do JRS na Noite Italiana de Antônio Prado (RS), em 2017

Nara Melo, Eliane Pacheco e Luana Dondé Tochetto Scopel foram as grandes felizardas. Nossa produção já entrou em contato com ambas, que devem informar nome completo e CPF também dos acompanhantes. Realizada por mais um ano consecutivo, a promoção atingiu recordes de alcance. Mais de 35 mil pessoas visualizaram a publicação e, ao todo, 600 participantes foram validados para o sorteio.

Acompanhe a transmissão ao vivo:

 

As entradas sorteadas pelo JRS dão direito ao participante com acompanhante a participarem da maior festa da cidade mais italiana do Brasil, no próximo sábado 18 de agosto. A Noite Italiana de Antônio Prado (RS) ainda acontece no dia 25 de agosto. Uma série de atrações deve encantar visitantes de todas as partes, que podem adquirir seus ingressos neste site.

Justiça revoga bloqueio de bens de seguradora para suprir previdência da Aplub 938

Decisão judicial

Decisão praticamente inviabilizava operações de grupo segurador

Conforme noticiado por JRS em 8 de agosto, uma liminar determinava o bloqueio dos ativos livres de várias empresas ligadas à seguradora Capemisa, a fim de suprir as provisões técnicas relativas aos planos previdenciários da Aplub. Os valores necessários seriam apurados pela Superintendência de Seguros Privados (Susep), interventora da Aplub desde 2015.

No último dia 10 de agosto, o desembargador Pedro Luiz Pozza decidiu suspender a decisão, que “praticamente inviabiliza as atividades das recorrentes, que se veem, de uma hora para a outra, sem a disponibilidade de seus ativos financeiros, o que pode implicar na sua imediata liquidação pela ausência de meios para arcar com suas obrigações, que seria uma medida praticamente irreversível”, explica no despacho emitido pela 12ª Câmara Cível, da comarca de Porto Alegre (RS).

“Ou seja, a decisão recorrida pode provocar justamente aquilo que quis evitar, que é a liquidação da Aplub. Com isso, estar-se-ia, como dizem as recorrentes, despindo um santo para vestir outro”, segue a decisão.

JRS na 37ª Noite Italiana de Antônio Prado 598

Cobertura especial da grande festa da cidade mais italiana do Brasil

O maior evento gastronômico da cidade mais italiana do Brasil começou neste sábado. A 37ª Noite Italiana de Antônio Prado (RS) contou com a participação de quase 4 mil pessoas, que usufruíram da hospitalidade típica italiana, regada a queijos, frango, polenta e muito vinho. Tudo à vontade.

A repórter Júlia Senna e Laureano Fortuna, CEO do Grupo Solaris

A noite foi embalada por Jeverson Carelli e Grupo, Zo Scarpon – Os Colonos e Chiquito e Bordoneio e contou com a presença das soberanas, como a rainha Manoella Sandi e as princesas, Ana Paula Borsoi e Bruna Bertoldo, além do presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), promotora do evento, Luiz Ziliottto.

Evento contou com quase 4 mil participantes

O evento conta com patrocínio da Solaris Corretora de Seguros, que em parceria com o JRS sorteou dois pares de ingressos para o final de semana de integração plena. “No dia 26 acontece novamente. Venham que será um prazer enorme para a cidade. Patrocinamos este evento e para a Solaris é uma satisfação enorme participar da comunidade”, comentou Laureano Fortuna, CEO do Grupo Solaris.

As soberanas da 37ª Noite Italiana

O mercado segurador prestigiou em peso o evento. Gilson Bochernitsan, diretor regional da SulAmérica; Waldecyr Schilling, diretor Região Sul da Zurich Seguros; Peterson Goi, executivo da Zurich; além do apoio institucional da Generali. O casal Clovis e Joyce Della Flora, do Grupo Autosul, também prestigiou a ação.

Gilson Bochernitsan em entrevista ao JRS

Confira todas as imagens: